Bruno Maia comenta parceria entre Vasco e Mercado Bitcoin

Bruno Maia, ex-VP de marketing do Vasco da Gama, comentou a parceria entre o Clube e o Mercado Bitcoin, anunciada na quinta-feira.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  6 de novembro de 2020 às 11:17-  Atualizada em 6 de novembro de 2020 às 11:17
Bruno Maia, ex-VP de Marketing do Vasco
Bruno Maia, ex-VP de Marketing do Vasco
data-full-width-responsive="true"

O ex-VP de marketing do Vasco da Gama, Bruno Maia, falou sobre a parceria milionária que foi anunciada pelo Clube na noite da última quinta-feira (05).

Via Twitter, Maia ressaltou que está evitando comentar sobre o Vasco no período eleitoral, mas que a parceria não é uma pauta inventada para a eleição.

Confira a publicação

Tenho evitado me pronunciar sobre temas relativos ao Vasco da Gama durante o processo eleitoral, mas recebi pedidos pra comentar sobre a questão da parceria com o Mercado Bitcoin e acho q tenho algo importante q o torcedor merece saber. Esta não é uma pauta inventada pra eleição.

Desde o 1o dia, provocados pela KPMG,buscamos desenvolver uma parceria no setor das criptomoedas. A KPMG TEM GRANDES especialistas nessa área q sempre viram potencial de geração de receita complementar.Trabalhei MUITO c/ eles nessa frente. Era um tema q ficava comigo na diretoria

Nos reunirmos com diversas empresas. Vimos clubes anunciando pioneirismo, tínhamos vontade, mas nao encontrávamos um formato que nos desse a confiabilidade de que valia a pena embarcar. Sempre tratamos com muita seriedade e austeridade. Queríamos fazer, mas não a qq preco.

E por isso, resistimos a algumas oportunidades que não nos convenciam 100%. Quando saí, imagino q essa pauta tenha seguido pelas mãos deles e de quem seguiu no clube. Posso garantir q é um tema que foi PRIORITÁRIO desde o início, foi muito estudado. O Vasco se preparou nessa área

Infelizmente, não consegui concluir mas pelo visto, seguiu-se o trabalho. Que bom! O parceiro do Vasco é das maiores empresas desse setor, cada vez + sólido no mercado financeiro. Há muitos mitos em cima das criptomoedas – e muito aproveitador – mas há gente muito séria e (segue)

Já existem inclusive gestoras de fundos de investimentos em criptomoedas sujeitas às normas da CVM e aos códigos de regulação da Anbima no Brasil e de órgãos internacionais tb. O parceiro que o Vasco anunciou é considerado uma das maiores e mais sérias empresas no segmento.

O desenvolvimento dos ativos em cripto no futebol aos olhos da Fifa ainda devem ser vistos e revistos ao longo do tempo. Podem detalhar mais as regras pra restringir ações como essa, mas é algo bastante inovador e feito dentro do que se discute hj.

Por fim, não conheço os detalhes do contrato, nao posso opinar mais. Mas acho uma questão de justiça registrar um trabalho q foi desenvolvido c/ seriedade, sem pressa, buscando inovar c/ consistência. Foram 3 anos realmente trabalhando nisso.

O parceiro é sério e o $$ já entrou. É preciso calma p/ conseguir explicar bem ao torcedor como ele pode se aproveitar disso – nao será simples. Penso q, no meio ao caos eleitoral, é justo separar o joio do trigo. Este tema teve um trabalho longo e sério. Colhe os frutos agora.

Cumprimento aos q levaram o processo ao fim, apesar das descrença e desinteresse q tínhamos – mesmo dentro da gestão financeira em alguns momentos – por solucoes mais inovadoras como essa. Fico na torcida q nos próximos anos, parcerias c/ cripto sigam avancando no fut brasileiro.

Bruno Maia trabalhou no Gigante da Colina no início da gestão de Alexandre Campello. Em 2019, o dirigente recebeu uma proposta de trabalho com início imediato que conflitaria com a sua função no Clube.