Luxemburgo revê o Palmeiras sendo unanimidade no Vasco

Vanderlei Luxemburgo, treinador do Vasco da Gama, reencontra o Palmeiras neta terça-feira, no Allianz Parque.

Vanderlei Luxemburgo durante o jogo contra o Atlético-MG
Vanderlei Luxemburgo durante o jogo contra o Atlético-MG (Foto: André Durão)

Definitivamente, Vanderlei Luxemburgo tem seu nome cravado na história do Palmeiras por conta das conquistas do passado. Porém, em sua última passagem, o treinador ficou longe de ter a unanimidade que construiu no Vasco no primeiro trabalho e que vem mantendo em sua dura missão de livrar a equipe do rebaixamento. Hoje (26), às 20h, no Allianz Parque (SP), o técnico revê sua ex-equipe pela primeira vez.

Luxa encerrou um tabu de 12 anos do Palmeiras sem conquistar o Campeonato Paulista e foi o técnico que mais lançou garotos revelados na base no século, num total de oito. Apesar de um bom retrospecto, o técnico foi muito questionado pela falta de desempenho da equipe durante sua passagem.

Terceiro comandante com mais partidas na história do clube (411), Luxemburgo chegou a ficar invicto por 20 partidas com o Verdão, sendo 10 vitórias e 10 empates. O debate, porém, sempre foi de que os resultados estavam sendo melhores que o rendimento. O tema o incomodava, e ele chegou a questionar se havia um elenco capaz de jogar bonito. Em meio às críticas, o treinador cobrava reforços da diretoria.

Depois de bater o Corinthians na final do Estadual, em um time liderado por jovens como Gabriel Menino e Patrick de Paula, Luxa também deixou o Verdão com uma das melhores campanhas da primeira fase da Copa Libertadores.

Mesmo internamente, o técnico nunca foi uma unanimidade após a negociação com Jorge Sampaoli não dar certo. Seu nome, porém, tinha maior apoio do Conselho Deliberativo na época, e acabou sendo o escolhido para iniciar uma reformulação depois da decepção na temporada de 2019.

Vanderlei Luxemburgo foi demitido em outubro, depois de 18 vitórias, 15 empates e cinco derrotas na temporada. O clube decidiu fazer a troca depois de uma sequência de três derrotas consecutivas, sendo duas no Allianz Parque, para São Paulo e Coritiba.

“Já fui algumas vezes no Palmeiras enfrentá-los, não tenho mágoa de nada, é normal ser mandado embora no futebol, sair. É uma decisão de dirigente, a gente não tem como interferir. Vamos analisar o time do Palmeiras para, aí sim, poder escalar a equipe e tomar a decisão tática daquilo que nós vamos fazer”, declarou Luxa após a vitória sobre o Atlético-MG por 3 a 2, já projetando o reencontro com seu ex-clube.

Recentemente, em entrevista ao programa “Bem, Amigos”, do Sportv, ele avaliou que deixou “o time pronto” para seu sucessor no Palmeiras, o português Abel Ferreira.

Praticamente uma unanimidade no Vasco

A história de Vanderlei Luxemburgo com o Vasco é curiosa. Após uma longínqua passagem como auxiliar-técnico de Antônio Lopes no início da década de 80, ele se consagrou como treinador e foi voltar a São Januário somente em 2019, já com um extenso currículo, inúmeros títulos e passagens por Seleção Brasileira e Real Madrid.

Sua chegada, porém, foi cercada de bastante desconfiança, principalmente pelo fato do técnico ser um declarado torcedor do maior rival cruzmaltino, o Flamengo.

Naquela ocasião, porém, ele pegou o time também afundado na zona de rebaixamento, contribuiu com uma inegável melhora e fez a equipe se classificar para a Copa Sul-Americana.

Com o trabalho reconhecido e suas frases de efeito na boca da torcida, teve sua permanência aclamada pelos vascaínos, mas as partes não chegaram a um acordo no quesito financeiro e também de planejamento para a temporada seguinte.

Seu retorno agora, após a passagem pelo Palmeiras e o fraco trabalho do português Ricardo Sá Pinto em São Januário, foi bastante comemorada. Até aqui, o resultado tem sido satisfatório. Foram duas vitórias, um empate e duas derrotas, suficientes para tirar a equipe da zona de rebaixamento.

Apesar dos resultados frustrantes contra Coritiba e Red Bull Bragantino, o time apresentou uma sensível melhora em termos coletivos, e ganhou força com a vitória sobre o Atlético-MG no último domingo, um adversário que briga pelo título brasileiro.

“Fugiu (da nossa ideia) o Coritiba, mas uma derrota em Bragança (SP)… o São Paulo foi lá e perdeu, outros times perderam. O Coritiba era um jogo importante, confronto direto e perdemos. Tivemos uma expulsão que nos prejudicou bastante. Estamos no caminho certo na busca pela manutenção na Primeira Divisão. A vitória (sobre o Atlético-MG) foi importante para subir um pouquinho, mas ainda não terminou. Tem muita coisa para acontecer”.

Fonte: Uol

Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
9 de dezembro de 2021
Vasco goleia em estreias no Carioca masculino e feminino de Beach Soccer

Enquanto no masculino o Vasco da Gama venceu o Ronald Carvalho por 8×3, no feminino o Cruzmaltino derrotou o Carioca por 9×0.

Yuri, volante do CSA, teria sido oferecido ao Vasco

Considerado um dos melhores jogadores da posição na Série B, Yuri está sendo analisado por Carlos Brazil, gerente-executivo do Vasco da Gama.

8 de dezembro de 2021
Graça teria duas propostas para deixar o Vasco, uma da Ásia e outra dos EUA

Conversas, porém, ainda são embrionárias; contrato com o Vasco da Gama vai até 2023 e, para sair, técnico Zé Ricardo teria que aprovar.

Edu reposta story no Instagram com crítica ao Vasco: ‘Diretoria incompetente’

Novo reforço do Cruzeiro, Edu compartilhou uma postagem de incentivo que, ao mesmo tempo, criticava a diretoria do Vasco da Gama.

Vasco lamenta morte de Mário Franco, ex-atleta do remo

Também conhecido como Boco Moco, Mário conquistou títulos como o Brasileiro, Sul-Americano e Pan-Americano pelo Vasco da Gama.

Cruzeiro acerta contratação de Edu; centroavante foi sondado pelo Vasco

Via redes sociais, Brusque revelou que o jogador está de saída para o Cruzeiro; negociação com o Vasco da Gama não avançou.

‘Gol’ de Nenê em famosa janela de Paris viraliza na internet; assista

De férias em Paris, meia do Vasco da Gama participou de brincadeira em famoso point local, acertou o alvo e levou os torcedores ao delírio.

Médico do Vasco celebra número baixo de lesões em meio às dificuldades da Série B

Chefe do departamento médico do Vasco da Gama, Gustavo Caldeira celebrou que número de lesões em 2021, isto é, 23, não superou 2020.

Carol Paiffer ‘puxa orelha’ de vascaínos e garante compromisso com o Vasco

A investidora Carol Paiffer não tem gostado dos spans de ‘Vasco’ promovido por alguns torcedores em suas lives.

Entenda a função que Brazil exercerá no Vasco; dirigente conhece bem Zé Ricardo

De volta ao Vasco da Gama, Carlos Brazil se reencontrará com Zé Ricardo, o mesmo que o indicou ao Gigante em 2018.

Veja mais notícias