Vasco oficializa interesse em participar de licitação do Maracanã

O Vasco da Gama vê o estádio do Maracanã como uma alternativa durante a reforma de São Januário, prevista para começar ainda neste ano.

Avatar
Por Willams Meneses
-  7 de abril de 2021 às 14:05-  Atualizada em 7 de abril de 2021 às 19:06
Encontro com Claudio Castro no Palácio Guanabara
Encontro com Claudio Castro no Palácio Guanabara (Foto: Divulgação/Vasco)
data-full-width-responsive="true"

Em audiência com o governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, oficializou o interesse na próxima licitação do Maracanã. O estádio está sob gestão conjunta realizada entre Flamengo e Fluminense, mas o contrato termina no dia 30 deste mês.

O encontro aconteceu no Palácio da Guanabara, sede oficial do governo do Rio de Janeiro, na última terça-feira (06), e teve as presenças também do primeiro vice-presidente geral, Carlos Roberto Osório e do vice-presidente de projetos especiais, Pedro Seixas. Em declaração ao site oficial do Vasco, Jorge Salgado explicou o interesse.

– O Maracanã é o maior palco do futebol mundial. O Vasco foi protagonista dessa linda história e continuará sendo. Conquistamos o primeiro título da era Maracanã e celebramos grandes conquistas em seu gramado. Voltar para o Maracanã é uma decisão estratégica para o futuro do Vasco e perfeitamente compatível com nosso projeto de modernização de São Januário

A expectativa é de que o processo de licitatório seja lançado pelo Governo do Estado no primeiro semestre deste ano, segundo divulgado pelo site do Vasco em nota. O Clube ainda contou que, para estruturar a participação no processo licitatório do estádio, Jorge Salgado criou um grupo de trabalho com as vice-presidências de Finanças, marketing e jurídica para montar um modelo de negócios para isso. Será avaliado também possíveis parcerias com outros clubes e a iniciativa privada.

Reforma de São Januário

O Maracanã pode passar a ser a principal opção do Vasco durante a reforma de São Januário, que está prevista para começar no segundo semestre deste ano. O projeto foi divulgada em agosto de 2020, ainda na gestão de Alexandre Campello, quando foi assinado um memorando de entendimento com a WTorre, responsável pela construção do Allianz Parque, estádio do Palmeiras.

A obra do estádio tem custo previsto de R$ 275 milhões, com conclusão em 21 de agosto de 2023. Segundo o que foi apresentado no projeto, São Januário passará a ter capacidade máxima de 43 mil pessoas. O site Globo Esporte fez a lembrança sobre a reforma da Colina Histórica, o que tem relação direta com o interesse vascaíno pelo Maracanã.

Leia Mais Sobre