Vasco acerta patrocínio com a plataforma vegana VeganNation

O Vasco da Gama acertou um patrocínio com a plataforma vegana VeganNation, empresa que visa estilo de vida sustentável.

A plataforma vegana VeganNation é a nova patrocinadora do Vasco. Com o acordo, a empresa dá mais um passo na estratégia de promover a adoção de políticas ecológicas progressivas e significativas no mundo do esporte, após já ter feito parcerias com clubes do Pará (Remo e Paysandu) e Amazonas (Iranduba e Nacional), todos da região onde fica localizada a Floresta Amazônica.

Segundo a VeganNation, a empresa está construindo uma plataforma tecnológica e financeira para apoiar e promover os valores veganos nas organizações brasileiras e também pelo mundo. A empresa identificou que o esporte ajuda a maximizar os esforços para aumentar a conscientização sobre sustentabilidade. A escolha por um time grande deve dar ainda mais visibilidade à causa.

"A ideia é capitalizar a paixão e dedicação inerentes aos fãs de esportes para aumentar a educação, a conscientização e ação para estilos de vida sustentáveis", explicou Isaac Thomas, CEO e fundador da VeganNation.

"O Brasil lidera o mundo do futebol, e agora assumimos um papel de liderança das preciosas florestas tropicais. Estamos trabalhando duro para tornar a realidade mais sustentável", disse Alexandre Campello, presidente do Vasco, que decidiu assumir a responsabilidade de ser totalmente sustentável e não ter nenhum plástico em São Januário.

Vasco acerta com a plataforma vegana VeganNation

Além do clube carioca, a plataforma ainda fechou acordos com ex-jogadores da seleção brasileira para usá-los na missão de transformar as equipes esportivas brasileiras em exemplos de sustentabilidade. Zico, Cafu e Edmilson serão embaixadores da startup.

"O que aprendi com o jogo é a habilidade de liderança e compromisso com a minha posição. Planejo trazer esses dois princípios à missão da VeganNation para ajudar a liderar o movimento de sustentabilidade", afirmou Cafu.

De acordo com a VeganNation, a empresa está em negociações ativas com diversas equipes da Champions League na Europa e também na Ásia para expandir o trabalho a nível global.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »