Torcedores do Vasco brigam do lado de fora de São Januário; ouve relatos de tiros

Vascaínos brigaram do lado de fora de São Januário após suspensão da eleição e seguranças relataram que houve tiros.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  7 de novembro de 2020 às 21:42-  Atualizada em 7 de novembro de 2020 às 21:42
Portão de São Januário é fechado após briga
Portão de São Januário é fechado após briga (Foto: Bruno Braz/UOL Esporte)
data-full-width-responsive="true"

Pouco depois do anúncio da suspensão da eleição presidencial do Vasco, que já caminhava para a reta final, correligionários de diferentes chapas brigaram do lado de fora de São Januário. Seguranças particulares que trabalham no pleito relataram que houve tiros e o portão pelo qual os sócios saíam do local de votação foi trancado.

O clima esquentou também dentro do ginásio. Um sócio discutiu asperamente com um membro da chapa “No Rumo Certo”, que é encabeçada por Alexandre Campello, que tenta reeleição.

O dia na Colina, inclusive, não foi de tranquilidade. Mais cedo, um membro da chapa “Sempre Vasco”, de Julio Brant, agrediu Luís Manuel Fernandes, que apoia a “Somamos”, de Leven Siano. Os dois foram para a delegacia e Fernandes prestou queixa.

Além dos citados, concorrem ao cargo de mandatário do clube Jorge Salgado, da “Mais Vasco”, e Sergio Frias, da “Aqui é Vasco”.

Fonte: Uol

Leia Mais Sobre