Pássaro explica saída de Cabo e diz que no Vasco decisões são tomadas por convicção

O diretor executivo do Vasco da Gama, Alexandre Pássaro, disse que o rendimento e os resultados pesaram contra Marcelo Cabo.

Alexandre Pássaro durante entrevista coletiva na Vasco TV
Alexandre Pássaro durante entrevista coletiva na Vasco TV (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Com o Vasco da Gama ainda fora do G4 da Série com 12 rodadas, Marcelo Cabo não resistiu às críticas e foi demitido nesta segunda-feira (19). Alexandre Pássaro se manifestou sobre a saída do técnico em vídeo publicado na Vasco TV já no final de tarde.

O diretor executivo classificou como “um dia triste” a saída do técnico, se mostrou agradecido pelos serviços prestados e destacou a admiração pelo ser humano que ele é. Alexandre Pássaro ainda disse que nenhuma decisão é baseada através de impressões, senso comum ou pedidos externos, e sim por convicção.

Hoje é um dia triste no CT do Vasco, na Cidade de Deus, com a saída de Marcelo Cabo, a quem eu faço um enorme agradecimento. Uma pessoa que eu aprendi a admirar, que teve um trabalho dia a dia aqui, em tempo integral, para que a gente conseguisse melhores resultados que entendemos que neste momento não foi possível, e por isso a decisão pela saída. Em momento algum eu, ou essa gestão, junto ao presidente Jorge Salgado, tomaremos decisões baseadas em impressões, senso comum ou pedidos externos. A gente toma as decisões com base na nossa convicção, e por isso talvez a surpresa de alguns na data de hoje com a saída do Marcelo. Mas isso tudo com um planejamento, que a gente traça desde o início da Série B, e especialmente depois do jogo contra o Avaí. Um planejamento de rendimento e de pontuação.

Alexandre Pássaro

Mais explicação

Na sequência, o dirigente relembrou o que disse na entrevista coletiva da semana passada, quando disse que a situação do Vasco seria reavaliada quando existisse uma distância grande entre a performance e a pontuação na Série B. Segundo ele, isso acabou acontecendo, com o Gigante não correspondendo contra adversários diretos.

– Como eu disse na minha última entrevista, na sexta-feira, quando existisse uma distância grande entre a performance e a pontuação no campeonato, a gente teria que repensar. Foi o que aconteceu ontem. Embora a gente venha de uma sequência invicta em quatro jogos, no nosso entendimento, nos jogos mais importantes e do tamanho do Vasco da Gama, não tivemos nem resultado, nem desempenho como o esperado.

Sem culpa

Finalizando sobre o tema, Alexandre Pássaro isentou Marcelo Cabo de culpa, e fez um agradecimento por ter conduzido a equipe até onde chegou e por ter aceitado o convite. O dirigente, porém, afirmou que não poderiam confundir a convicção e esperança com o que estava sendo desenvolvido pelo técnico, que não atendia o que se esperava.

– A gente de forma alguma culpa o Marcelo, muito pelo contrário, só agradece a ele por ter nos trazido até aqui e ter topado esse desafio gigante com a gente. Mas ao mesmo tempo entendemos que, olhando para os outros dois terços do campeonato que estão pela frente, não poderíamos confundir a nossa convicção e esperança com o trabalho que estava sendo desenvolvido, com o que estava sendo mostrado nos jogos. Existia uma distância grande entre o que a gente trabalhava, planejava e se esforçava no dia a dia para o que estava acontecendo nas partidas.

A missão da diretoria agora será encontrar um novo técnico, o que precisará ser feito com muita cautela já que será a última troca permitida pelo regulamento da Série B. O favorito do momento é Lisca, popularmente chamado de “Lisca Doido”, que está sem clube desde que deixou o América-MG, há algumas semanas, clube que levou à Série A em 2020.

Leia mais sobreAlexandre Pássaro
2 comentários
  • Aurélio Belido - 20 de julho de 2021

    Tchau querido!!! Já vai muito tarde.

    Responder
  • Julliano - 19 de julho de 2021

    Já não era sem tempo!
    Todo jogo o mesmo discurso delirante de que o Vasco jogou bem, mas…
    Dá nos nervos!

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
29 de novembro de 2021
Edmundo comemora derrota do Flamengo e publica montagem

O atacante Edmundo comemorou a derrota do Flamengo e postou uma montagem com as camisas do Vasco da Gama e Palmeiras.

Ira Jovem exige saída de Luiz Mello e de outros integrantes da gestão do Vasco

A torcida organizada do Vasco da Gama, Força Jovem, ainda pediu para que os sócios estatutários assinem o pedido de AGE.

Vasco é o 8º brasileiro com mais títulos internacionais, ultrapassado pelo Palmeiras

Com a conquista da Libertadores, o Palmeiras chegou a cinco títulos internacionais e ultrapassou o Vasco da Gama, que tem quatro.

Zé Ricardo e Ricardo Gomes ganham força no Vasco; Anderson Barros segue indefinido

Zé Ricardo está resolvendo pendências em seu ex-clube, Ricardo Gomes está próximo do acerto com e Anderson Barros segue incerto no Palmeiras.

Ernando agradece e se despede do Vasco

Por meio de publicação no Instagram, o zagueiro Ernando se despediu do Vasco da Gama nesta segunda-feira, após o fim da Série B.

Zé Ricardo estaria animado com possível retorno ao Vasco

O técnico Zé Ricardo, de 50 anos, estaria animado para iniciar um trabalho do zero no Vasco da Gama na temporada 2022.

Sônia Andrade lamenta fase do Vasco e questiona crias da base: ‘Irreconhecíveis’

Sônia Andrade lamentou a situação do Vasco da Gama e se mostrou admirada com o desempenho ruim das crias da Colina.

Time da Virada pede renúncia da direitoria e de conselheiros do Vasco

No Facebook, o movimento Time da Virada pediu a renúncia da diretoria do Vasco da Gama e de conselheiros do Clube.

Vasco fecha Série B com índice de rebaixado para Série C, diz Footstats

Campanha decepcionante do Vasco da Gama na Série B poderia ter sido muito pior, conforme revela o índice de classificação do Footstats.

Ernando teria sido dispensado pelo Vasco

O zagueiro Ernando está fora dos planos do Vasco da Gama para a próxima temporada, onde busca o retorno à elite do futebol nacional.

Veja mais notícias