Osório destaca importância do Maracanã para a reforma de São Januário

O vice-presidente geral do Vasco da Gama, Carlos Roberto Osório, disse que o intuito é ter os dois estádios, com São Januário reformado.

Carlos Roberto Osório
Carlos Roberto Osório (Foto: João Pedro Isidro/Vasco)

O interesse do Vasco da Gama na concessão do Maracanã está oficializado, e cabe à diretoria se encaixar nos pré-requisitos do edital de licitação. O fato de o Gigante estar de olho no estádio mesmo tendo São Januário para mandar suas partidas, é motivo de questionamentos.

Carlos Roberto Osório falou sobre esse interesse em entrevista concedida ao site Jogada 10. O vice-presidente geral contou que o Gigante pretende fazer um ‘mix’ entre os dois estádios, o que acontecerá com a Colina Histórica reformada mais para frente, sendo uma força comercial “bastante interessante”.

– O Vasco entende, como visão estratégica, que o melhor modelo para mandar os seus jogos é um mix entre Maracanã e São Januário, claro com o estádio reformado. O Vasco é o único que dispõe de estádio próprio e isso dá a ele uma vantagem competitiva muito grande frente aos seus rivais. Mas ter o Maracanã é muito importante. Maracanã é a principal praça do futebol mundial, um estádio para mais de 70 mil pessoas e o Vasco construiu a lenda do Maracanã com os outros clubes, foi o primeiro clube campeão da Era Maracanã e entende que vai ter a melhor oferta de estádio no Rio de Janeiro, para os seus jogos e seus torcedores. Isso dará ao clube uma força comercial bastante interessante.

O Maracanã, inclusive, pode ser a casa do Vasco durante uma possível reforma de São Januário, o que faz parte dos planos da diretoria. Para o dirigente, a licitação e as obras da Colina Histórica podem seguir o mesmo caminho, sem um atrapalhar o outro, se tratando de processos distintos.

– Ela (concessão) na verdade pode ajudar a facilitar a reforma, principalmente no período em que o Vasco estiver em dificuldades por conta da reforma, a ter uma sequência de jogos no estádio. São dois processos independentes, um é um processo licitatório e o outro se trata de um processo de viabilização financeira para uma reforma. São processos que podem andar em paralelo, sem um atrapalhar o outro.

Sem certidões

O Vasco não tem as Certidões Negativas de Débitos (CNDs) por causa de dívidas, o que, naturalmente, impossibilitaria uma parceria com o Governo do Rio de Janeiro para a gestão do estádio. Porém, segundo Carlos Roberto Osório, essa questão não seria um problema através de uma SPE (Sociedade de Propósito Específico) ou de um consórcio.

– Estamos analisando o edital e estudando as melhores maneiras de participar, nas regras que estão colocadas, avaliando também a possibilidade de sugerir algumas mudanças nessas regras. É fato que o Vasco, assim como Botafogo e Fluminense não possuem as CNDs. O Vasco está trabalhando para regularizar as suas contas para poder ter, mas hoje não tem. Porém isso não impede a participação do clube através de uma SPE (Sociedade de Propósito Específico) ou de um consórcio. Isso (CNDs) não é um impeditivo para participar do certame. Esse é um dos pontos que serão levados à discussão no dia 27

O Gigante pretende fazer uma gestão conjunta entre os quatro grandes do Rio de Janeiro, por acreditar que o estádio é de todos. O edital de licitação foi divulgado pelo Governo do Estado nesta quinta-feira (07), e a expectativa de que pelo menos Flamengo e Fluminense manifestem interesse, além do Vasco. A dúvida fica com o Botafogo, que tem o Nilton Santos.

Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
28 de novembro de 2021
Vasco fracassa na Série B e se despede da temporada com saídas de jogadores

O Vasco da Gama se despede da temporada com frustações e pode não contar com a maioria dos atuais jogadores para 2022.

Desfalques do Vasco contra o Londrina

Confira os desfalques do Vasco da Gama para o jogo contra o Londrina neste domingo, pela 38ª rodada da Série B.

Abel Ferreira pede permanência de Anderson Barros, sonho do Vasco, no Palmeiras

Anderson Barros está na mira do Vasco da Gama para a próxima temporada, mas Abel Ferreira quer que ele fique no Palmeiras.

Vasco encerra temporada diante do Londrina às 16h no Estádio do Café

O Vasco da Gama fará seu último jogo nesta temporada diante do Londrina, às 16h, no Estádio do Café, pela 38ª rodada da Série B.

Conheça Camila Farani, a investidora vascaína que também quer ajudar o Vasco

Camila Farani é investidora do ‘Shark Tank’, focada na área de tecnologia e já se reuniu com dirigentes do Vasco da Gama.

Deyverson faz gesto da FJV e agita vascaínos ao comemorar gol contra o Flamengo

Deyverson é vascaíno declarado, jogou na base do Gigante, e levou vascaínos à loucura ao comemorar gol contra o Flamengo.

Confira quais canais transmitem o jogo entre Londrina e Vasco

Confira quais canais transmitem o jogo entre Londrina e Vasco da Gama, no estádi odo Café, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

27 de novembro de 2021
Definida a arbitragem para o jogo entre Londrina e Vasco

Confira a arbitragem para o jogo entre Londrina e Vasco da Gama neste domingo, no estádio do Café, pela Série B do Brasileiro.

Olho no rival! Escalação do Londrina contra o Vasco

Confira a escalação do Londrina para o jogo deste domingo, contra o Vasco da Gama, pela última rodada da Série B do Brasileiro.

Escalação do Vasco contra o Londrina

Confira a escalação do Vasco da Gama para o jogo contra o Londrina neste domingo, pela última rodada da Série B.

Veja mais notícias