Opinião: o começo de um novo Vasco se passa por salários em dia

O Vasco da Gama enfrenta problemas financeiros há muitos anos, que implicam num efeito 'bola de neve' com atrasos que viram processos.

Avatar
Por Willams Meneses
-  20 de outubro de 2020 às 11:06-  Atualizada em 20 de outubro de 2020 às 11:07
Candidatos à presidência do Vasco
Candidatos à presidência do Vasco
data-full-width-responsive="true"

Nada mais natural que um as pessoas queiram ser remuneradas pelo serviço prestado no período acordo com o empregador. É um direito dele e dever de quem o contrata, seja funcionários comuns, que recebem quantias mais básicas, ou jogadores, com suas cifras impressionantes.

Quando o assunto é o Vasco, no entanto, não funciona bem assim e não é de hoje. O Clube encara sérios problemas financeiros e tem encontrado muita dificuldade para fazer seus pagamentos. Qual foi a última vez que o Vasco passou um ano com seus vencimentos em dia? Faz muito tempo.

A década que está se fechando agora em dezembro foi muito dolorida para o vascaíno. Resultados ruins, quedas, vexames e desilusão foram presentes no dia a dia da torcida nos últimos 10 anos, isso decorrente de problemas de outras épocas. O futebol está mais profissional do que nunca e passou da hora de o Vasco entrar no século 21.

Jorge Salgado, Alexandre Campello, Leven Siano, Julio Brant ou Sérgio Frias, seja quem for o eleito, o MÍNIMO que o Vasco precisa daqui para frente é honrar com seus compromissos, pelos mais diversos motivos. Os funcionários mais simples precisam pôr a comida na mesa, saber quando vai pagar suas contas, como qualquer outro trabalhador merece.

Existe esse dizer de que isso não importa para jogador porque eles possuem altos salários, mas lembre-se: cada um vive de acordo com seus padrões, ou seja, quanto mais recebe mais se gasta. Funciona assim seja qual for a profissão. E outra: se aceitou os termos oferecidos e assinou, tem que pagar.

Os benefícios de se manter com os salários em dia

Atualmente, se manter com salários em dia é uma questão básica no futebol. Com tudo em ordem, os jogadores e funcionários trabalham mais motivados, abre-se a possibilidade de que o clube possa cobrar com autoridade seus atletas, que não corra o risco de saídas na Justiça por atrasos, e evita que ocorram futuros processos que podem até travar o clube no ponto de vista financeiro.

Outra: quantas vezes um jogador desistiu de vir para o Vasco por causa de atrasos salariais? Pois é…

Percebe-se nas propostas dos candidatos ideias que vão muito além de simplesmente pagar salários em dia, cogitando até grande investimentos. Certo que para ver o Vasco no lugar de destaque no cenário nacional e internacional que ele merece é preciso de muito mais, mas é com o básico que se chega lá. Os atrasos precisam acabar para ontem!

Leia Mais Sobre