Mussa não se agrada com a Tafner e deve confirmar a Eleja Online para realização da eleição

O presidente da Assembleia geral do Vasco da Gama, Faues Mussa, deve confirmar a Eleja Online para realizar a eleição vascaína.

Avatar
Por Willams Meneses
-  6 de novembro de 2020 às 16:40-  Atualizada em 6 de novembro de 2020 às 19:52
Faués Cherene Jassus, o Mussa
Faués Cherene Jassus, o Mussa (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
data-full-width-responsive="true"

O grande assunto do momento no Vasco da Gama é a eleição. Inicialmente marcada para este sábado (07), a votação teve que ser adiada devido ao impasse na forma como ela será realizada.

Faues Mussa, presidente da Assembleia Geral, está se mobilizando para que seja 100% online. Ele, inclusive, conseguiu uma liminar da Justiça que determina a votação desse forma e que aconteça no dia 14.

A medida, no entanto, não foi bem recebida entre parte dos candidatos. O presidente Alexandre Campello, que tenta a reeleição pela chapa no Rumo Certo, e Leven Siano, do Somamos, ingressaram na Justiça para reverter a decisão.

Siga o Vasco Notícias no Google News

Escolha pela empresa que realizará eleição

Mesmo que não seja 100% online, a eleição do Vasco pode acontecer de forma híbrida, presencial e pela internet, o que traz um meio termo entre as partes. Com isso, sob o comando de Faues Mussa, iniciou-se a discussão para escolher a empresa que realizará o serviço.

Segundo informação do jornalista Bruno Marino, do site O Globo, Faues Mussa se reuniu com a Tafner para avaliar se ela teria condições de realizar a eleição, mas não se agradou com o que viu. Sem sucesso, ele deve confirmar a Eleja Online, a mesma que realizou a AGE, na votação.

Ainda sobre o caso da Tafner, Bruno Marinho contou que os itens técnicos solicitados aos profissionais que estiveram reunidos com Faues Mussa não foram atendidos. Se aproximando de uma decisão, o presidente da Assembleia Geral deve convocar os sócios vascaínos para o cadastro online.

Leia Mais Sobre