Lucas Santos recebe oportunidades mas não consegue se destacar no Vasco

O meia Lucas Santos se destacou na base do Vasco da Gama, mas não consegue mostrar o mesmo futebol no profissional.

Lucas Santos e Ricardo Graça em treino do Vasco
Lucas Santos e Ricardo Graça em treino do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

As primeiras chances de Lucas Santos como profissional foram em 2018. Lá já se via muito talento no meia-atacante de 18 anos e ainda com idade para mais um ano de time sub-20. Mas ele foi testado, testado, continua recebendo oportunidades, mas, até agora, não emplacou. Muita coisa envolve o jogador.

A última oportunidade foi na última quarta-feira, no primeiro jogo da temporada 2021. Assim como Vinícius e Tiago Reis, Lucas foi sacado no intervalo. Com o centroavante, em 2019, foi destaque na Copa São Paulo de juniores. O meia soma 28 partidas como profissional.

Mas o número relativamente alto não é traduzido em minutos. Em 22 jogos ele saiu do banco. Mesmo na Rússia, onde esteve emprestado por três meses no ano retrasado, ele não teve tanto tempo de jogo.

Contudo, para além da falsa impressão de que trata-se de um atleta já bastante experimentado, existem outras pautas em torno do antes queridinho da torcida: ele é melhor quando escalado na função de meia central ou como ponta? Cada treinador entende de uma forma.

Há quem entenda que a baixa estatura – 1,64m – são um inviabilizador do futebol de tanto destaque na base agora, no nível profissional. Lucas Santos tem contrato até o final do ano que vem, faz aniversário neste domingo e tem em Diogo Siston uma voz de confiança. Principalmente para o momento atual.

– Desde que ele subiu para o profissional eu não trabalho mais com ele. Via um jogador com qualidade técnica, que bate bem na bola. Chego agora e vejo um pouco sem confiança. Ele foi evoluindo, evoluindo (nos treinos) e merece a oportunidade. A torcida é um termômetro do clube. A gente não pode achar que a opinião da torcida não vale – ponderou o treinador.

Técnico da equipe sub-20, o ex-meio-campista guia os primeiros jogos do time profissional neste Campeonato Carioca. E tentará fazer desabrochar, de vez, o futebol da promessa vascaína.

Fonte: Lancenet

Leia mais sobreLucas Santos

4 comentários

  • Sebastian da silva - 5 de março de 2021

    Ese negocio de dar chances dod jogadores sub 20 para o profusional.nao deu certo nunca, talhes magno, vinicios, juninho que tantas veces a torcida pediu pra jogar y cuando jogou furou a bola y nao jogou merda nen uma, bruno gomez que comesou ben depois acabou nos ultimos jogos jogando nada, cayo tenorio, cayo lopez. Todos eles tiveron chance no profisional y que mostraron? Coisa nen uma. Y ainda ten o gabriel pec. Que dava impresao de destaque mas cuando foi titular nen tocava na bola. Y con tudo isso achao que a sub 20 e a melhor solucao pra jogar y fazer o vasco subir pra sere A. O voces sao burro demais o cego que nao enxergao mas pra la do que o olhe ve. Bando de incopetentes sem nosao de futbol.

    Responder
  • D. Armando10 - 5 de março de 2021

    Quantas chances já teve e o que apresentou?
    Esse deveria ter lugar certo na barca.

    Responder
  • Edison - 5 de março de 2021

    Se pudesse continuar jogando no sub 20 até seria um bom jogador, mas no profissional aí não dá.

    Responder
  • L. Fernandes - 5 de março de 2021

    Vão insistir, sabendo que o resultado é negativo?

    Responder

Deixe sua opinião

Últimas notícias

8 de maio de 2021

Cabo explica estratégia contra o Madureira e projeta final da Taça Rio: ‘Estamos prontos’

Marcelo Cabo falou sobre a tática adotada contra o Madureira e disse que o Vasco da Gama está preparado para a final da Taça Rio.

Cabo destaca domínio do Vasco, cita placar injusto e prevê times fechados na Série B

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo falou do domínio Cruzmaltino contra o Madureira, lamentou placar magro e projetou Série B.

Cabo exalta DNA ofensivo do Vasco e diz que busca por evolução defensiva continua

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo diz que a postura ofensiva do time é fruto de muito trabalho e que o sistema defensivo está evoluindo.

Cabo elogia o ‘camisa 10’ Marquinhos Gabriel: ‘Jogador de muita qualidade’

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo teceu elogios ao meia Marquinhos Gabriel e afirmou que enxerga o jogador como na função de camisa 10.

Léo Matos exalta classificação e comenta assistências contra o Madureira

Autor de duas assistências no jogo contra o Madureira, Léo Matos exaltou a classificação do Vasco da Gama na Taça Rio.

Léo Matos brinca com Marquinhos Gabriel e pede Pix por ‘gol roubado’

Lateral-direito do Vasco da Gama, Léo Matos pediu, em tom irreverente, um depósito via Pix para Marquinhos Gabriel por ter ‘roubado seu gol’

Castan faz 111º jogo pelo Vasco e iguala número obtido no Corinthians

Capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan chegou fez seu jogo de número 111 pelo Cruzmaltino contra o Madureira, neste sábado (08).

Cano iguala marca de González como maior artilheiro argentino da história do Vasco

Germán Cano se tornou o maior artilheiro argentino do Vasco da Gama com o gol marcado contra o Madureira neste sábado (08).

Cano é homenageado após se tornar o maior artilheiro estrangeiro do Vasco no Século

Germán Cano se tornou o maior artilheiro estrangeiro do Vasco da Gama no Século e recebeu homenagens do Clube.

Assista aos melhores momentos de Vasco 2 x 1 Madureira

Confira o que de mais importante aconteceu no confronto entre Vasco da Gama e Madureira pela semifinal da Taça Rio.

Veja mais notícias