Fabio Cordella faz coro para que Leven Siano recorra de decisão judicial

Fabio Cordella é mais uma voz que se junta aos vascaínos que querem que Leven Siano recorra da decisão do Tribunal Carioca.

Anderson Montalvão
Por Anderson Montalvão
-  20 de dezembro de 2020 às 00:58-  Atualizada em 20 de dezembro de 2020 às 00:58
Fabio Cordella e Leven Saino
Fabio Cordella e Leven Saino (Foto: Vasco Notícias)
data-full-width-responsive="true"

Cresce o movimento de vascaínos que apoiaram o candidato Leven Siano para que ele recorra da decisão que invalidou a eleição do dia 07 de novembro, proferida pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, no último dia 17.

Leven venceu o conturbado pleito e não disputou o do dia 14 de de novembro, vencido por Jorge Salgado, que está declarado presidente e deve assumir o comando do Clube a partir de 19 de janeiro.

A decisão é passível de recurso, mas o candidato disse que abriu mão da possibilidade para que o Vasco tenha paz e viabilidade neste momento em que é ameaçado de mais um rebaixamento no Cambpeonato Brasileiro.

Após Branco Pato, integrante do projeto Somamos, revelar que não vai haver desistência pela validação da eleiçao do dia 07, Fabio Cordella, um dos mais populares apoiadores de Leven Siano, se manifestou através do Instagram, com a seguinte nota, fazendo coro para que o candidato recorra.

A voz do povo, é a voz de Deus.

E o que eu escuto do povo vascaíno nas minhas redes sociais é um grito monumental para que seja feita a vontade deles. A vontade da maioria dos votantes das eleições do día 7 de novembro.

Escuto um grito monumental para que o estatuto do Clube de regatas Vasco da Gama não seja rasgado e jogado no lixo.

E escuto tambem uma onda de negatividade indo na direção do candidato nombrado presidente do Vasco… Pela justiça. Uma onda que não é boa para a gestão de um clube e que pode afogar o Vasco.

Por isso vou de frente e digo com a mesma honestidade que pedi o apoio dos torcedores ao Clube, independente do resultado do julgamento. Digo que SE Leven Siano CONSIDERA que deve seguir lutando pelo que ganhou nas urnas, aqui seguiremos apoiando e trabalhando.

Pelo Vasco.
Pelo projeto.
Pela voz do povo, que é a voz de Deus.