Euriquinho, Sônia Andrade, Luiz Mussa e Brant criticam arbitragem de Vasco x Inter

Figuras conhecidas no Vasco da Gama, Euriquinho, Sônia Andrade, Luiz Mussa e Brant, criticaram a arbitragem do jogo contra o Internacional.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  15 de fevereiro de 2021 às 09:46-  Atualizada em 15 de fevereiro de 2021 às 09:46
Euriquinho, Sônia Andrade, Luiz Mussa e Julio Brant (Foto: reprodução/Internacional)

Na tarde do último domingo (14), o Vasco da Gama foi derrotado pelo Internacional, por 2×0, na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A equipe de Vanderlei Luxemburgo fez mais uma partida pífio, com direito a pênalti perdido por Germán Cano, erros constantes na marcação, entre outros.

O que mais repercutiu foi o primeiro gol do Internacional, considerado irregular. O lance de impedimento não foi visto com clareza pelo VAR, pois segundo informou os profissionais de arbitragem, as linhas estava descalibradas.

O ex-VP de futebol do Cruzmaltino, Euriquinho, criticou a atuação da arbitragem no jogo que aconteceu no Estádio de São Januário, pedindo união e empenho dos poderes do Clube.

– Será que todos os poderosos da justiça poderiam se unir para brigar pelo Vasco? Ou só servem pra brigar na política!!! Por favor saiam do ostracismo e lutem pelo Vasco!!! Chega de lutar pelos amiguinhos de vinho e passem a lutar pelo Almirante!!! Vamos colocar a cara porra!!!

Sônia Andrade também se manifestou.

– Logicamente que ninguém pode estar satisfeito com a equipe do Vasco da Gama! É a pior equipe do campeonato? É aquela que era líder no campeonato? O que aconteceu ??? Mas ainda contar com fatores externos que diretamente influenciam em campo? Bem, aí é demais da conta! O que está faltando equipe é competitividade!!!!!! Acreditar! Nuca pensei que fosse fazer promessa! Contar com um milagre! O campeonato só acaba quando termina! Torcida não abandone o CLUBE nunca! O Vasco precisa muito de cada um de vocês! Que tenhamos uma semana de saúde e de sucesso!

Luis Gustavo Mussa, filho do ex-presidente da Assembleia Geral do, Faues Cherene Jassus, o Mussa, disse que que a partida deve ser remarcada.

– Se o VAR está descalibrado…esse jogo está comprometido…esse gol não poderia valer … esse jogo nem poderia continuar!! É como se faltasse o bandeirinha na partida.. Gol duvidoso aos 9 min, esse jogo não poderia ter continuado, deveríamos ter tirado o time de campo no ato, o VAR estava descalibrado, essa informação foi dada aos jogadores pelo juiz e Castan deveria ter ido a beira do campo comunicar o Luxa o fato.
E o jogo seria remarcado.

O ex-candidato à presidência do Clube e líder da chapa Sempre Vasco, Julio Brant, disse que a diretoria precisa tomar todas medidas contra a atuação do VAR no primeiro gol.

– VAR não funcionar (por quaisquer razões que sejam) num jogo valendo campeonato é um completo absurdo! A diretoria tem que tomar todas as medidas contra isso!

Sobre a atuação do Vasco na partida nenhum deles se manifestou. Segue o Cruzmaltino na zona de rebaixamento, com grande chance de amargar seu quarto rebaixamento.