Departamento médico do Vasco é reformulado; confira nomes

Após excelentes resultados em 2020, o departamento médico do Vasco da Gama foi reformulado para a temporada 2021.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  2 de março de 2021 às 17:45-  Atualizada em 2 de março de 2021 às 17:47
Departamento médico do Vasco
Departamento médico do Vasco (Foto: reprodução/Internet)
data-full-width-responsive="true"

O DM do Vasco apresentou resultados expressivos como sendo o terceiro clube da série A com menos lesões nos últimos 2 anos – superando os rivais Flamengos, Fluminense e Botafogo.

Além disso, atingiu a marca de mais de 100 dias sem lesões no ano de 2020, mas o VP médico Dr. Rafael Cobo e o CEO médico recem contratado Dr. Gustavo Fraga optaram por dissolver o setor.

O ex-diretor médico Dr. Marcos Teixeira deixará a função, permanecendo no clube como parte do plantel de médicos e quem vai assumir como novo diretor médico, ex-médico do Flamengo, o Dr. Gustavo Caldeira.

Na fisioterapia, o diretor Alexandre Barbosa também deixa o cargo que passará a ser ocupado por Fred Manhães (ex-Palmeiras), para compor a equipe também virá o fisioterapeuta Dudu Calçada (ex-Flamengo).

Caldeira e Dudu Calçada foram dispensados pelo Flamengo na época a justificativa dada pelo coordenador médico do Fla Dr. Márcio Tannure era que ele não estava satisfeito com o rendimento do seu DM contratante, Inclusive na época, o fisioterapeuta Márcio Puglia que estava no Vasco.

Os prováveis médicos liberados do Vasco: Rodrigo Furtado de Mendonça (membro da sociedade Brasileira de ortopedia e traumatologia, membro da sociedade Brasileira de cirurgia do joelho e membro da sociedade brasileira de artroscopia e traumatologia); Dr. Carlos Fontes (ortopedista e traumatologista, pós graduado em medicina do esporte e exercício, mestre em ciências do aparelho musculoesquelético e médico do futebol diplomado FiFA) e Dr. Vitor Baitelli (membro da sociedade brasileira de ortopedia e traumatologia, pós graduado em medicina do esporte e exercício e mestre em ciências do esporte).

Fonte: Twitter da jornalista Gabi Marino/Band

Leia Mais Sobre