Bruno Gomes reconquista espaço no Vasco com retorno de Luxemburgo

Sem chances com Ricardo Sá Pinto, o volante Bruno Gomes reconquistou seu espaço no Vasco da Gama com a chegada de Luxemburgo.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  25 de janeiro de 2021 às 09:12-  Atualizada em 25 de janeiro de 2021 às 09:12
Bruno Gomes durante o jogo contra o Botafogo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Preterido em um passado não muito distante pelo português Ricardo Sá Pinto, o jovem Bruno Gomes vive uma nova fase no Vasco sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Cria das categorias de base do Cruz-Maltino, o volante passou a ser titular desde a chegada do treinador e se tornou nome importante no esquema desenhado para esta reta final de Campeonato Brasileiro.

Apontado como um das promessas do clube de São Januário, Bruno Gomes pouco atuou sob o comando do ex-técnico. Foram apenas três partidas — contra Corinthians e Santos, pelo Brasileiro, e no jogo de ida contra o Defensa y Justicia, da Argentina, pela Sul-Americana —, somando 22 minutos em campo. Desde a mudança no comando da equipe, no fim do ano passado, porém, iniciou quatro das cinco partidas e já soma 353 minutos jogados. Não atuou contra o Red Bull Bragantino por estar suspenso.

O jovem, inclusive, é um dos “xodós” de Luxa desde a outra passagem do treinador pela Colina, em 2019. À época, ainda revezando entre atuações no profissional e sub-20, foi lançado pelo técnico, ganhando oportunidades como titular em duelos importantes.

No retorno do comandante, uma das primeiras mudanças que promoveu na equipe titular foi a maior utilização de um primeiro volante de ofício e escolheu Bruno Gomes, algo que foi elogiado pelo zagueiro Leandro Castán em recente entrevista.

“Vanderlei voltou, e acho que é fundamental ter um primeiro volante. O Bruno Gomes dá uma proteção muito grande para nós. É um menino que dispensa comentários, vai ser um dos melhores primeiros volantes do Brasil. Com certeza, estamos muito mais protegidos, e o time todo está correndo e marcando”, disse o capitão.

Contra Atlético-GO, Coritiba e Atlético-MG, o volante foi o segundo dentre os jogadores do Vasco no quesito número de passes, atrás de Henrique, Werley e Benítez, respectivamente. No clássico com o Botafogo, foi o terceiro, tendo Henrique e Juninho à frente.

Convocado para a sub-20

No decorrer de 2020, Bruno Gomes foi lembrado pelo técnico André Jardine, da seleção brasileira sub-20 e, inclusive, foi um dos protagonistas de uma “desavença” do Vasco com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Em outubro, ao lado do goleiro Lucão e do atacante Talles Magno, o volante foi chamado para um período de treinamentos em Itu. Porém, por não ser data Fifa e serem jogadores considerados importantes no elenco, o Cruz-Maltino não liberou o trio.

Posteriormente, ao lado do lateral esquerdo Riquelme, foi convocado para um quadrangular da categoria, que foi realizado entre 12 e 18 de dezembro na Granja Comary, e contou com Chile, Bolívia e Peru.

Fonte: Uol