Alexandre Pássaro confirma permanência de Cano e Benítez no Vasco

O dirigente executivo Alexandre Pássaro, confirmou que os argentinos Germán Cano e Martín Benítez seguem no Vasco da Gama.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  26 de fevereiro de 2021 às 19:20-  Atualizada em 26 de fevereiro de 2021 às 20:17
Germán Cano celebra gol observado por Martín Benítez
Germán Cano celebra gol observado por Martín Benítez (Foto: Getty Images)
data-full-width-responsive="true"

Na coletiva da diretoria do Vasco, nesta sexta-feira (26), a primeira após o rebaixamento confirmado no Campeonato Brasileiro, algumas diretrizes do clube para a temporada 2021 já estão sendo traçadas. O executivo de futebol Cruz-maltino, Alexandre Pássaro, confirmou a permanência dos argentinos Germán Cano e Martín Benítez e falou sobre a busca de um novo treinador para a o difícil caminho para o retorno à elite do futebol brasileiro. Ele também confirmou que toda a equipe do sub-23 irá representar o Vasco nas três primeiras rodadas do Campeonato Carioca, que começa para o Cruz-maltino na próxima quarta-feira (3).

Segundo o dirigente, perguntado sobre o futuro dos argentinos, não é possível individualizar os planos para cada jogador. Mas, como tanto Cano quanto Benítez ainda possuem contrato, a tendência é que, a princípio, ambos permaneçam, no mínimo, até o fim de seus vínculos. (Contrato de Cano vai até dezembro de 2021 e, Benítez está emprestado até junho)

“Difícil individualizar os planos para cada jogador. O que posso dizer é que ambos têm contrato e ambos a princípio cumprem o contrato. A gente tem um planejamento, mas o grande trunfo do planejamento é saber adequá-lo ao que acontece no dia a dia. O futebol é muito dinâmico, se um jogador se lesiona, se um jogador da base sobe e consegue sustentar a posição. Esses dois jogadores a princípio seguem, conversei com ambos e eles seguem. Precisamos observar os próximos movimentos. Não queremos jogador que não quer ficar no Vasco”, revelou Pássaro.

O executivo de futebol também foi perguntado sobre o perfil do treinador que o Vasco procura para a próxima temporada. Marcelo Cabo, atual técnico do Atlético-GO, é um dos nomes analisados e tem experiência em Série B. Porém, segundo Pássaro, a experiência na segunda divisão será apenas um dos pontos que serão analisados para a escolha do profissional que será contratado.

“Tanto o Cabo, que é um dos nomes analisados, quanto os outros não estão sendo seguidos por eventualmente ser treinador com experiência de Série B. Qualquer nome fechado será por entendermos que é competente para treinar o Vasco da Gama, em qualquer divisão. Pode ser um ativo ser conhecedor da Série B, mas isso não será pautado por isso. Métodos, como o treinador trabalha, se conhece nosso projeto, como é o time dele. Na minha análise o Vasco precisa voltar a ser competitivo. As equipes recentes não foram competitivas. Não sabemos disputar a Série A. O jeito que se trabalha no futebol do Vasco não é adequado à Série A. A partir desse momento a gente quer disputar diferentes, todos os torneios. Queremos um time competitivo, com as nossas ferramentas, nossos métodos, com toda e qualquer equipe que esteja disputando com a gente”, disse.

Com Vanderlei Luxemburgo de saída do Vasco, o clube agora procura novo treinador para comandar a equipe em 2021. As três primeiras rodadas do Campeonato Carioca já estão previstas para serem disputadas com o time sub-23, com Diogo Siston, técnico do sub-20, a cargo do comando do time.

“11 jogadores de todo o elenco principal, todos da base, permaneceram e o resto entrou em recesso. Na quarta-feira dia 10 a gente tem Copa do Brasil, ou dia 17. Mas vamos ver esse recesso mais para a cabeça do que para o corpo. Com o treinador contratado, vamos escolher o destino para os jogadores. 20 atletas do Sub-20 estão no CT e será comandado a princípio pelo Diogo Siston e toda a equipe da base”, finalizou.

Fonte: Jogada 10