Ribamar não descarta parceria com Cano no ataque: ‘Não seria problema’

Em entrevista ao Vasco Notícias, Ribamar ainda falou sobre Ramon Menezes, trabalho por nova chance e renovação de contrato.

Avatar
Por França Fernandes
-  20 de junho de 2020 às 10:29-  Atualizada em 30 de agosto de 2020 às 17:01
Ribamar em jogo contra o Flamengo (Foto: Andre Melo Andrade/Lancepress!)

Este sábado (20) marca a véspera do retorno do Vasco da Gama aos jogos no Campeonato Carioca 2020, depois de ficar parado por cerca de 3 meses diante da pandemia de Coronavírus, que está afetando o Brasil e o mundo.

Contra o Macaé, em São Januário, o Vasco buscará seguir vivo na disputa da Taça Rio. Hoje 5º colocado do grupo B com apenas 2 pontos em 3 partidas, o Gigante precisará vencer os 2 jogos restantes no turno e ainda torcer para tropeços de Madureira e Volta Redonda.

Para o confronto, o técnico Ramon Menezes tem quase todo o seu elenco à disposição, com algumas excessões, como o caso do volante Fredy Guarín, que ainda está na Colômbia tentando liberação para retornar ao Brasil, quando iniciará os treinos com o restante do grupo.

Entre os jogadores que estão disponíveis e devem ser utilizados por Ramon Menezes, está o atacante Ribamar que, inclusive, é o grande personagem desta matéria. O Camisa 9 do Vascão concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Willams Meneses, do site Vasco Notícias, onde falou sobre assuntos como a possibilidade de jogar junto com Germán Cano e a renovação com o Gigante.

Como utiliza a camisa 9, imagina-se que disputa o posto de centroavante do Vasco com Germán Cano. No entanto, você é visto como um jogador que gosta também de participar das jogadas. Dito isso, vê a possibilidade de atuar ao lado do argentino em campo?

– Eu me sinto bem nas posições de ataque e estou à disposição pra ajudar no setor. Gosto de atuar nas duas funções e isso não seria problema pra mim.

Você já disse anteriormente que não se incomoda com os memes e brincadeiras em geral que circulam com seu nome nas redes sociais. Ao mesmo tempo que brinca junto, você usa isso como um fator motivacional para aumentar seus números no Vasco?

– Com certeza. Eu acho que em situações como estas, existem pessoas que querem brincar e outras que querem ofender. Mas considero isso apenas uma fraqueza humana que não me atinge. Prefiro manter a convicção no meu trabalho e sempre buscar o melhor nos treinos e jogos.

Ano passado você chegou a ficar um tempo treinando em separado, e foi reintegrado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo após indicação de Ramon Menezes, que o observou nos treinos. Agora, o mesmo que foi essencial para a sua volta ao time, está no comando. Acredita que ele, conhecendo bem as suas características, poderá extrair o melhor você?

– Eu acredito que não há vantagem pessoal nisso. O Professor Ramon se preparou pra isso e conhece o nosso grupo. Tenho certeza que, dentro do pensamento de jogo dele pro Vasco, poderá extrair o que cada um do elenco tem de melhor, de acordo com as circunstâncias de cada jogo.

A efetivação dele trouxe uma nova esperança para você?

– Fiquei feliz por ele, pois é um profissional competente, que se preparou pra assumir essa função e entende muito do clube. Essa esperança não é só minha, mas do próprio torcedor do Vasco.

Este segundo semestre será essencial para você no Vasco, já que o seu contrato de empréstimo se encerra em 31 de dezembro. Como está lidando com essa expectativa para o retorno aos gramados, sabendo que precisará mostrar que vale a pena o Clube mantê-lo?

– Eu procuro ficar tranquilo com relação a isso, pois, indiferentemente disso, meu desejo é sempre dar o melhor de mim em campo. Este é o foco do meu trabalho e sempre será o meu objetivo permanente no futebol.

Já existe alguma posição da diretoria nesse sentido? Pretende permanecer em São Januário por mais tempo?

– Isso eu deixo a cargo do clube e dos meus representantes. Não penso muito nisso não. Meu foco e dedicação total estão aqui e essa definição não cabe a mim. Eles fazem a parte deles e eu vou procurar fazer a minha da melhor maneira possível.

Hoje com 23 anos, Ribamar está no Vasco desde dezembro de 2018. Até agora, foram 44 partidas disputadas e 4 gols marcados pelo Gigante, números que buscará melhorar na sequência da temporada. Como dito, o atacante está à disposição de Ramon Menezes para a partida deste domingo (21) contra o Macaé, em São Januário, pela 4ª e penúltima rodada da Taça Rio.

Leia Mais Sobre