Cria da base, JP valoriza período na Seleção Sub-20 e sonha com profissional do Vasco

Fã de Toni Kroos, atleta do Sub-20 do Vasco da Gama tem na polivalência uma grande arma, podendo desempenhar variadas funções no meio-campo.

JP em ação pelo Sub-20 do Vasco
JP em ação pelo Sub-20 do Vasco (Foto: Thiago Mendes/Porthix)

Em meio a nomes badalados como o zagueiro Lyncon, o lateral-direito Paulinho e o atacante Rayan, o time de juniores do Vasco da Gama tem um meio-campista que também surge como grande promessa, tendo sido, inclusive, convocado recentemente para treinar com a Seleção Brasileira Sub-20. Trata-se de João Pedro Murilo de Paula Morais, mais conhecido como JP.

Natural de Goiânia, JP tem atualmente 18 anos e atua preferencialmente como segundo volante, mas também pode ser escalado como primeiro homem do meio de campo ou até mesmo mais adiantado, como armador.

No Vasco há cerca de 4 anos, o jogador pertence à vitoriosa ”Geração 2005” e conquistou, desde sua chegada ao Clube, 4 títulos pela categoria Sub-14 (Taça Guanabara, Taça Rio, Metropolitano e Copa Brasileirinho, todos em 2019) e 5 pelo Sub-17 (Estaduais 2021 e 2022, Recopas Cariocas 2021 e 2022 e Copa Rio 2022).

Paralelamente, no último sábado (20), a galeria ficou ainda maior. Isso porque o Gigante da Colina faturou antecipadamente a Taça Guanabara Sub-20 ao vencer o Flamengo, na Gávea, por 2×0, com JP entrando no intervalo da partida.

Mas, quem vê o garoto começando de fato a trilhar sua trajetória com a camisa cruzmaltina, se engana de que isso foi fácil. Dos 5 aos 13 anos, JP atuou pelo Goiás, principal clube de seu estado natal.

Já em 2018, tentando seguir caminhos diferentes, viajou à capital paulista fazer testes no Corinthians e no São Paulo. Ambos os resultados, porém, foram negativos, o que inicialmente desanimou o atleta.

No entanto, após retornar a Goiânia, veio um convite inesperado que mudaria a vida do menino. Luiz Bastos, neto do lendário Garrincha, com aval do gerente de futebol Carlos Brazil e do captador Luan Faria, chamou JP para ser observado de perto pelo Vasco. O convite, claro, foi prontamente aceito, deixando tanto o próprio jogador quanto sua família muitíssimo felizes.

– O Vasco é uma instituição gigante, com história muito bonita e uma torcida com milhões de apaixonados. Pessoalmente falando, é um orgulho muito grande poder dizer que meu filho foi escolhido pelo Clube e vê-lo viver esse sonho – destacou Murilo Morais, pai de JP, com exclusividade ao site Vasco Notícias.

Estabilizados no Rio de Janeiro, para não precisarem se deslocar tanto pela cidade (que, apesar de também ser uma capital, é muito mais movimentada do que Goiânia), pai e filho optaram por alugar uma humilde casa na região da Barreira do Vasco, comunidade situada no entorno de São Januário e, após mais de três anos por lá, se mudaram recentemente para outro local.

Agora, o foco de JP, que tem contrato com o Vasco até abril de 2025, é se firmar no Clube. Em seu primeiro ano de Sub-20, o atleta é peça importante no elenco, sendo constantemente utilizado pelo técnico William Batista.

O bom momento, inclusive, chamou a atenção de Ramon Menezes, que o convidou para participar de treinos com a Seleção Sub-20 na preparação para a Copa do Mundo da categoria, que está sendo realizada na Argentina. Embora não tenha sido convocado para disputar a competição, só de ter estado com o grupo já serviu de grande aprendizado para o garoto.

E o próximo passo de JP, sem dúvidas, é fazer sua estreia no profissional. Sem queimar etapas, é claro, o jogador aguarda ansiosamente o chamado de Maurício Barbieri.

JP em treino da Seleção Brasileira Sub-20
JP em treino da Seleção Brasileira Sub-20 (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Entrevista com JP

Chegada ao Vasco e gratidão

– Fiquei extremamente feliz ao saber que um Clube gigante no qual jogaram Roberto Dinamite, Romário e Edmundo estava me dando oportunidade de vestir sua camisa. Pedi aos meus pais que aceitassem o convite. Eles estavam inseguros, mas falei que queria ir e buscar realizar meu sonho. Sou muito grato ao Vasco por tudo. Foi onde me formei, cresci e amadureci. Graças ao Clube, cheguei onde estou hoje no futebol.

Importância da família

– Agradeço também a Deus e à minha família, que sempre esteve comigo nessa caminhada do futebol. Espero um dia dar orgulho a todas as pessoas que de alguma forma me ajudaram e estiveram ao meu lado durante todo esse tempo.

Título mais marcante

– Carioca 2022, pelo Sub-17, foi o mais especial. Conquistamos o título em cima do Flamengo em São Januário, nossa casa, diante da nossa torcida.

Polivalência e preferência

– Tenho facilidade de atuar em todas as posições do meio de campo, seja como camisa 5, 8 ou 10. Mas, a que eu mais me sinto à vontade, é como segundo volante, ajudando tanto no início das jogadas, na construção, quanto no ataque, pisando na área, fazendo o famoso ”box-to-box”.

Sub-20 e William Batista

– Estamos nos empenhando e trabalhando muito, o dia a dia tem sido muito intenso, de muito foco visando sempre o melhor para a equipe. O William é um excelente técnico e uma pessoa especial que vem nos ajudando cada dia mais para melhorarmos como atletas e como pessoas também.

Seleção Sub-20

– Experiência incrível! Acredito que é o sonho de todos um dia e vestir a camisa da nossa Seleção. Estar no mesmo ambiente que os melhores jogadores do país foi um privilégio enorme, realização de um sonho meu e de toda a minha família.

Ídolos

– Sou fã do Toni Kroos (volante alemão do Real Madrid). Atua na mesma posição que eu e é uma referência para mim pelo seu estilo de jogo. Me espelho no meu pai (Murilo) por tudo o que ele faz por mim e pela minha família.

Barbieri e expectativa pelo profissional

– Não tive contato com ele ainda, mas vou trabalhar diariamente para, quando surgir a oportunidade, aproveitar ao máximo e responder ao nível que o profissional exige.

Comente

Veja também
Edmundo é ídolo do Vasco
Edmundo detona escalação do Vasco e cobra mudanças

Edmundo disparou contra o sistema usado por Álvaro Pacheco contra o Palmeiras e criticou escolhas de contratações do Vasco.

Dinamite é homenageado pelo Vasco em camisa de Payet
Payet está fora do jogo contra o Cruzeiro

O meia Payet está com lesão na coxa direita, segue em tratamento e desfalca o Vasco da Gama no domingo, contra o Cruzeiro.

Jorge Salgado participa do Abre Aspas
Salgado se manifesta sobre perícia e revela ter emprestado dinheiro à Vasco SAF

Jorge Salgado revelou que emprestou dinheiro para a SAF do Vasco pagar uma dívida com Maxi López e uma parcela do RCE.

Álvaro Pacheco orientando o time do Vasco
Álvaro Pacheco minimiza protestos da torcida do Vasco após derrotas

Com a segunda derrota consecutiva no comando do Vasco da Gama, Álvaro Pacheco entende bronca da torcida e promete muito trabalho.

Bernardo no auge pelo Vasco
Bernardo compara Vasco de 2011 com Flamengo de 2019 e diz qual foi melhor

O meia Bernardo colocou o time do Vasco da Gama de 2011 acima de diversos outros times que fez história no futebol brasileiro.