Zeca revela ajuda de psicóloga do Vasco e faz apelo por ela: ‘Tem que ser valorizada’

Superando um momento difícil, o lateral-esquerdo do Vasco da Gama, Zeca, valorizou o trabalho feito por Maíra Ruas e pediu reconhecimento.

Zeca durante treino do Vasco
Zeca durante treino do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Vivendo um momento de reviravolta na carreira vestindo a camisa do Vasco da Gama, Zeca apontou uma profissional que pouco lembrada, mas que tem uma função essencial em São Januário.

Trata-se da psicóloga vascaína Maíra Ruas, que faz o trabalho de preparação mental com os jogadores. O Camisa 37 destacou a importância dela nessa preparação, que antecede o que vem em campo, e fez apelo por maior valorização.

– Quando as pessoas olham o jogador indo bem no campo, elas acham que é apenas o que acontece no campo. Não é isso. Tem todo um contexto envolvido antes de você colocar a chuteira, entrar no campo e fazer o seu trabalho. A Maíra (psicóloga do Vasco) tem uma importância muito grande e pouca gente sabe ou até mesmo dá valor. A psicóloga tem que ser valorizada, como o fisioterapeuta é, como o nutricionista é, como o massagista é. O jogador de futebol é ser humano e não robô.

Disse Zeca, em entrevista ao site O Dia, completando:

– Ela é uma pessoa que fica a maior parte do tempo observando. Ela observa todos os jogadores a todo momento. Em alguns momentos ela percebe que um jogador está cabisbaixo. Ela chama, conversa e tenta entender o que está acontecendo com esse determinado jogador. Isso é importante para gente. Nós, jogadores, vivemos numa bolha. As pessoas acham que a gente entra no campo e tem que agir como robô. A psicóloga tem que ser valorizada, como o fisioterapeuta é, como o nutricionista é, como o massagista é. O jogador de futebol é ser humano.

Importância para Zeca

Ainda sobre a María Ruas, o lateral-esquerdo contou que ela foi muito importante na chegada dele ao Vasco, sendo que teve muitas conversas com a profissional. Zeca citou que tem algo no passado que ainda o incomoda, o que vinha afetando no rendimento em campo, e a psicóloga vem ajudando a mudar isso.

– A Maíra foi muito importante na minha chegada. Conversei muito com ela. Muito mesmo. Às vezes a gente se fecha no nosso mundo, na nossa bolha e acaba não abrindo a cabeça. E algo no passado que te fez ou te faz mal continua te incomodando ou até mesmo afetando o seu rendimento. Tem me ajudado demais. E não só a mim, mas também à minha família. Sou muito grato ao trabalho que a Maíra faz comigo.

O que a Maíra tem a dizer

O site também ouviu a própria Maíra Ruas, sobre o caso do jogador. Ela contou como foi processo de aproximação com ele, que foi mais fácil com relação a preparação mental por ser um atleta de de alto nível, e citou o processo de luto por causa da mãe.

– Existem algumas fases de atividades quando o atleta chega para a preparação mental. A primeira é a formação do vínculo de confiança entre atleta e psicólogo. O Zeca, por ser um atleta de alto nível, tudo facilita com relação a preparação mental. É extremamente dedicado porque tem o seu objetivo muito claro e definido que é dar o melhor de si para o Vasco da Gama. A questão da mãe já é conhecida pela mídia, é um processo de elaboração do luto que possuem suas fases.

Zeca teve uma importante perda recente na família. Em outubro do ano passado, Dona Lucimara Neves Cracco, mãe do lateral-esquerdo, faleceu com apenas 45 anos. Antes disso, ele chegou a ficar dois meses afastado das atividades no Bahia, seu clube na época, para cuidar dela de perto.

Pouco tempo depois de voltar aos gramados, o jogador balançou as redes numa partida contra o Coritiba e dedicou à mãe, bastante emocionado. No Vasco, ele está conseguindo dar a volta por cima carreira, que estava em fase decrescente desde a saída do Santos. A recuperação é mais uma forma de homenageá-la.

Leia mais sobreZeca
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de junho de 2021
Brant lamenta distanciamento com atual diretoria do Vasco: ‘Não estamos na gestão’

Julio Brant, líder da Sempre Vasco, afirmou não pensar em ser VP de futebol do Vasco da Gama por ”nunca ter sido convidado para a festa”.

Ação contra o rebaixamento do Vasco é encaminhada ao presidente do TJ-RJ

A ação em que um torcedor pede o cancelamento do rebaixamento do Vasco da Gama foi encaminhada ao presidente do TJ-RJ.

Mesmo pressionado, Cabo conta com apoio do elenco do Vasco

Apesar do mau momento atual, elenco do Vasco da Gama simpatiza com o trabalho de Marcelo Cabo e também com seu jeito de ser no dia a dia.

Sempre Vasco critica montagem do elenco para a Série B e diz que ‘quer ajudar’

Grupo político de Julio Brant criticou o atual elenco do Vasco da Gama e se colocou à disposição de Salgado para ajudar no que for preciso.

Vasco encara o Athletico-PR nesta sexta pelo Brasileiro Sub-17; SporTV transmite

Athletico-PR e Vasco da Gama se enfrentam nesta sexta-feira (18), às 19h, no CT do Caju, em Curitiba, pela 7ª rodada do Brasileiro Sub-17.

Vasco foi derrotado pelo CRB na última vez que enfrentou o time alagoano

Último Vasco da Gama x CRB aconteceu em outubro de 2016, em São Januário, também pela Série B, e equipe alagoana saiu vitoriosa por 2×1.

Nos últimos 200 jogos, Vasco teve menos de 50% de aproveitamento

Aproveitamento do Vasco da Gama nas últimas 200 partidas, que contam desde 2018, foi de 46,33%; foram 74 vitórias, 56 empates e 70 derrotas.

17 de junho de 2021
Marcelo Cabo tem mais que o dobro de vitórias em comparação a derrotas no Vasco

Em 21 jogos comandando o Vasco da Gama, Cabo tem 9 vitórias, 8 empates e 4 derrotas; aproveitamento é de 55,5%.

Vasco encerra 4ª rodada da Série B em 15º lugar e a apenas 1 ponto do Z4

Com 4 pontos conquistados em 12 disputados, o Vasco da Gama está a apenas 1 do Vitória, primeira equipe da zona de rebaixamento da Série B.

4-4-2 ou outro! Vasco precisa sair do 4-3-3 de ‘conforto’ e testar um esquema diferente

As opções são limitadas, mas qualidade não é o único problema do Vasco da Gama, que precisa sair da zona de conforto testar outro esquema.

Veja mais notícias