Deu Vascão! Gigante bate o Botafogo por 3 x 2 e volta ao G4 do Brasileiro

Vasco da Gama reencontra o caminho das vitórias e vence o Botafogo no Estádio Nilton Santos.

Por Raphael Fernandes
-  13 de setembro de 2020 às 22:40-  Atualizada em 13 de setembro de 2020 às 23:59
Germán Cano em jogo contra o Botafogo

O Vasco da Gama reencontrou o caminho das vitórias. Na noite deste domingo (13), o Gigante da Colina derrotou o Botafogo por 3×2 no Estádio Nilton Santos, em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols cruzmaltinos foram marcados por Ribamar, Germán Cano e Ygor. Matheus Babi descontou duas vezes para o Alvinegro.

A partida, vale ressaltar desde já, foi boa de se assistir, bastante movimentada. E o início de jogo foi equilibrado, com chances criadas pelos dois times.

Aos 16 minutos, inclusive, o Vasco abriu o placar, mas o gol foi invalidado pelo VAR. Após chute de Yago Pikachu, Diego Cavalieri defendeu, a bola bateu no travessão e sobrou nos pés de Talles Magno, que apenas completou para as redes. No entanto, foi assinalado impedimento do atacante cruzmaltino.

Depois disso, embora tenha sido o Botafogo que chegou com perigo, aos 30 e 32 minutos, foi o Vasco que abriu o placar, aos 35. E com lei do ex. Após cruzamento de Benítez pelo lado direito, a zaga do Alvinegro falhou e a bola acabou sobrando para Ribamar, que finalizou de canhota no cantinho esquerdo de Cavalieri. Um a zero.

Insatisfeito com a atuação botafoguense, o técnico Paulo Autuori alterou a equipe ainda no primeiro tempo, colocando Rentería e Luiz Otávio nos lugares de Honda e Caio Alexandre, respectivamente.

Já na segunda etapa, com Kalou na vaga de Marcelo Benevenuto logo na volta do intervalo, o Botafogo ganhou em ofensividade. E deu resultado rápido.

Logo aos 3 minutos, Matheus Babi recebeu na entrada área e acertou um lindo chute, à esquerda de Fernando Miguel, deixando o goleiro cruzmaltino sem ação. Um a um.

Posteriormente, o equilíbrio do primeiro tempo foi prevalecendo. Mas o Vasco acabou voltando à frente do placar.

Aos 25, em cruzamento primoroso de Martín Benítez, que mais uma vez fez ótima partida, Germán Cano cabeceou, Diego Cavalieri operou um milagre, mas, na sobra, bola acabou nos pés do artilheiro vascaíno, que não teve dificuldades em botar o Gigante novamente na frente. Dois a um.

E o terceiro gol veio logo em seguida. Aos 26, Marcos Júnior arrancou com a bola e rolou para Ygor, que acertou um lindo chute de canhota (sua perna ruim, vale dizer) no cantinho direito do goleiro alvinegro. Três a um e resultado praticamente assegurado, certo? Errado.

Tentando controlar o jogo, o Vasco deu brechas ao Botafogo, que acabou conseguindo chegar ao segundo gol, aos 37. Em grande jogada individual de Kalou pela ponta esquerda, o marfinense passou por Pikachu e cruzou para o meio da área. A bola passou por Fernando Miguel e sobrou livre para Matheus Babi, que anotou mais um. Três a dois.

E ainda teve tempo para o Botafogo quase empatar, não fosse um super milagre de Fernando Miguel. Aos 41, após cruzamento, Babi (de novo ele) subiu mais alto que a defesa do Vasco e cabeceou no travessão. Na sobra, o próprio centroavante finalizou e o goleiro cruzmaltino fez uma defesa espetacular, praticamente dentro do gol. E foi só.

Com a vitória, o Vasco chegou a 17 pontos no Brasileirão e retornou ao G-4 da competição, ocupando a quarta colocação.

Agora, as atenções do Cruzmaltino serão voltadas à Copa do Brasil. Na quinta-feira (17), o Gigante enfrenta novamente o Botafogo no Estádio Nilton Santos, às 19h. É o jogo de ida da quarta fase da competição.

Botafogo 2 x 3 Vasco – Campeonato Brasileiro – 10a Rodada

Data: 13 de setembro de 2020 (domingo)

Horário: 20h30min

Estádio: Nilton Santos – Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio

Auxiliares: Bruno Raphael Pires | Leone Carvalho Rocha

VAR: Elmo Alves Resende Cunha

Público e Renda: Portões fechados

Cartões Amarelos: Kevin e Rafael Forster (Botafogo) | Fellipe Bastos e Martín Benítez (Vasco)

Cartões Vermelhos: Não houve

Gols: Ribamar (Vasco), aos 35 minutos do primeiro tempo (0-1); Matheus Babi (Botafogo), aos 3 minutos do segundo tempo (1-1); Germán Cano (Vasco), aos 25 minutos do segundo tempo (1-2); Ygor (Vasco), aos 26 minutos do segundo tempo (1-3); Matheus Babi (Botafogo), aos 37 minutos do segundo tempo (2-3)

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Ricardo Graça (Miranda), Leandro Castan e Henrique; Fellipe Bastos, Marcos Júnior e Martín Benítez (Neto Borges); Talles Magno (Bruno César), Ribamar (Ygor), Germán Cano

Técnico: Ramon Menezes

Botafogo: Diego Cavalieri; Marcelo Benevenuto (Kalou), Rafael Forster e Kanu; Kevin (Barrandeguy), Caio Alexandre (Luiz Otávio), Honda (Rentería), Bruno Nazário e Victor Luis; Rhuan (Pedro Raul) e Matheus Babi

Técnico: Paulo Autuori