Vasco sofre goleada histórica contra o Flamengo no Brasileiro: 6 x 1

O Vasco da Gama perdeu para o Flamengo neste domingo, pelo placar de 6x1, no Maracanã, pela 7ª rodada do Brasileiro.

Payet em jogo contra o Flamengo
Payet em jogo contra o Flamengo (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

O Flamengo não tomou conhecimento do Vasco e goleou por 6 a 1 o rival, neste domingo, no Maracanã. Essa foi a estreia do técnico Álvaro Pacheco.

Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 14 pontos e assumiram a liderança provisória Campeonato Brasileiro. Já o Cruzmaltino segue com seis, perto da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Vasco terá pela frente o Palmeiras, dia 13 de junho, em São Paulo. No mesmo dia, o Flamengo recebe o Grêmio, no Maracanã.

O jogo

O clássico começou movimentado, com o Flamengo tendo mais posse de bola e o Vasco apostando nos contra-ataques. Os cruzmaltinos foram mais competentes e abriram o placar aos oito minutos. Vegetti acertou belo chute de primeira, sem chance para Rossi.

Após o revés, o Rubro-Negro manteve a posse de bola, mas passou a pressionar mais a saída de bola do Vasco. Aos poucos, os rubro-negros dominaram o clássico e chegaram ao gol aos 27 minutos. Everton Cebolinha chutou da entrada da área e acertou o canto de Léo Jardim.

O gol fez o Flamengo aumentar a intensidade. Tanto que os rubro-negros chegaram a virada aos 32 minutos. Everton Cebolinha cruzou e Pedro mandou de peito para a rede.

A virada foi sentida pelo Vasco, que não conseguia sair para o ataque. O time de Tite continuou tendo o domínio das ações e quase ampliou em chute de Gerson que parou em Léo Jardim. Só que aos 43 minutos, os rubro-negros chegaram ao terceiro gol, com David Luiz. O zagueiro aproveitou cobrança de escanteio e acertou chute de primeira para a rede.

Para piorar a situação do Vasco, a equipe ficou com um jogador a menos antes do intervalo. João Victor fez falta em De la Cruz e foi expulso. Assim, os comandados de Álvaro Pacheco tiveram que atuar o restante da partida com dez.

No segundo tempo, o Flamengo aproveitou a vantagem numérica e continuou com a postura ofensiva. Os rubro-negros não demoraram para chegar ao quarto. Arrascaeta foi lançado na área e tocou na saída de Léo Jardim.

O panorama da partida seguiu o mesmo no Maracanã. O time de Tite tinha total controle do clássico e rondava a área do Vasco, que apenas tentava minimizar o prejuízo. Os rubro-negros quase marcaram aos 26 minutos, em cobrança de falta de De la Cruz que parou em Léo Jardim.

Só que aos 28 minutos, o Flamengo chegou ao quinto. Arrascaeta fez bela jogada e tocou para Bruno Henrique mandar para a rede.

Após o gol, o Rubro-Negro diminuiu o ritmo e passou a administrar o resultado. Mesmo assim, os rubro-negros chegaram ao sexto aos 44 minutos. Gabriel recebeu passe na área e apenas empurrou para a rede para dar números finais no Maracanã.

Ficha técnica

Vasco 1 x 6 Flamengo

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: Domingo, 2 de junho de 2024
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC-Fifa)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO-Fifa) e Guilherme Dias Camilo (MG-Fifa)
VAR: Rafael Traci (SC)

Cartão amarelo: Vegetti e Zé Gabriel (Vasco)

Cartão vermelho: João Victor (Vasco)

Gols

Vasco: Vegetti, aos 8min do primeiro tempo

Flamengo: Everton Cebolinha, aos 27min do primeiro tempo; Pedro, aos 32min do primeiro tempo; David Luiz, aos 42min do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 5min do segundo tempo; Bruno Henrique, aos 28min do segundo tempo; Gabriel, aos 44min do segundo tempo

Vasco: Leo Jardim, Puma Rodríguez (Paulo Henrique), João Victor, Maicon, Léo e Lucas Piton; Sforza (Zé Gabriel), Galdames e Payet (Praxedes) (Victor Luís); Vegetti e Rayan (Rossi)
Técnico: Álvaro Pacheco

Flamengo: Rossi, Varela (Wesley), Fabrício Bruno, David Luiz e Viña; Allan (Pulgar), Gerson (Luiz Araújo), De la Cruz e Arrascaeta; Everton Cebolinha (Bruno Henrique) e Pedro (Gabriel)
Técnico: Tite

Fonte: Gazeta Esportiva

16 comentários
  • Responder

    Família oque está acontecendo não é normal mas uma vergonha precisamos parar de ir aos jogos do vasco não pode apoiar esse time que nos faz passar a maior vergonha das nossas vidas chega disso já não .merecemos isso

  • Responder

    Olha só gente. Tirando o menino esforza que foi comprado pelo que fez na seleção sub da Argentina. O resto é jogadores rejeitado nos times que estavam. E um bando de rejeitado que veio pra ganhar o salário deles. São até esforçado mas não tem futebol. Vamos voltar pra segunda pelos mérito próprio.

  • Responder

    Sou vascaino e estou indignado com esses jogadores, o Vasco não merece ter no seu elenco jogadores como Maicon, Praxedes, Puma, Galdames só para falar de alguns, esses jogadores são medíocres e covardes.

  • Responder

    Não tem técnico no mundo que consiga, pelas idades que eles têm, ensinar Léo Pelé, Maicon, Paulo Henrique, Puma, Rossi a jogarem futebol.

  • Responder

    Sério, nunca passei tanta vergonha na minha vida

    • Na vdd estou passando aqui só pra falar meu sentimento de vergonha que estou sentindo de ser vasco acredito que todos vascainos estou sentindo a mesma coisa por isso preci pra de ira ao estádio de acredita nesse time horrível e de jogadores covarde que são refúgio e não jogam em clubes nem um no Brasil precisamos pra dd ir ao estádio o Vasco acabou com essa derrota de hj

  • Responder

    Gente time de série B de verdade, jogando série A, da nisso, tirando Léo jardim, payet, vegeti, piton… restante pode ser q tem vaga em
    Time de série B. Realidade , vamos admitir.

  • Responder

    Bota este técnico no primeiro vôo de volta pra Portugal.
    So fez merda. Desarrumou a equipe. Não conhece os jogadores.
    O Vasco não merece ser desrespeitado desta forma.

    • Era melhor colocar o sub20 ,do que ter esse monte de refugo.Mais um ano pra lutar contra a Série B.

  • Responder

    Tenho orgulho de ter votado 02 vezes no ex-atacante limitado, pesadao e trombador Roberto Dinamite.
    Também votei 02 vezes na Chapa Sempre Brant.
    Apoiei a anulação da eleição presencial em 2020.
    Comemorei a venda da instituição por preço de banana.
    Concordo com a ação movida pelo ex-jogador que fazia embaixadinha contra o rival e depois ficava se borrando de medo no jogo seguinte.
    Eu ajudei a criar isso que temos hoje.

  • Responder

    Um vergonha esse lixo de time!

    • Primeira mente gostaria muito de agradecer ao departamento de futebol do Vasco saf por envergonhar novamente a torcida em segundo lugar agradecer pela contratação desses jogadores de merda (poucos se salvam)em terceiro perguntar ao técnico se ele come merda pois começar o jogo com os trapalhões na zaga só pode estar de sacanagem

    • Não deixava o técnico nem esquentar a cadeira e tirava do time pelo menos uns 6 jogadores que entraram em campo

  • Responder

    Quando penso que não há mais humilhação que os Vasco possa fazer a torcida passar, aí vem essa, uma das grandes, pior GIGANTE

    • Desse time que jogou hoje, só tem que ficar Léo Jardim, Lucas Piton, Payet (pra jogar 30mim do segundo tempo) e Vegetti. O resto pode mandar embora.
      Pelo que Payet ganha, dá pra pagar três
      ou quatro jogadores que entregam bem mais.

    • O VASCO E SEU PROPIO INIMIGO, GANÂNCIA PODER CONSELHEIROS DO QUANTO PIOR MELHOR,E SO A777 E A DESCULPA DE SEMPRE.

Comente

Veja também
Álvaro Pacheco em entrevista coletiva
Álvaro Pacheco não teme demissão no Vasco e aposta na continuidade do trabalho

Técnico do Vasco da Gama, Álvaro Pacheco completou três jogos sem vitória no comando do Gigante da Colina.

JP estreia pelo profissional do Vasco
Notas dos jogadores do Vasco contra o Cruzeiro

Notas dos jogadores do Vasco da Gama na partida desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, pela 33ª rodada do Brasileiro.

Galdames em jogo contra o Cruzeiro
Álvaro Pacheco comenta críticas da torcida a Galdames

Criticado por boa parte da torcida do Vasco da Gama, o volante Galdames recebe elogios do técnico Álvaro Pacheco.

Álvaro Pacheco durante jogo em São Januário
Álvaro Pacheco analisa empate do Vasco contra o Cruzeiro; veja a entrevista coletiva

Álvaro Pacheco ficou satisfeito com o desempenho do Vasco da Gama em jogo contra o Cruzeiro e diz que time merecia ter vencido.

Álvaro Pacheco em entrevista coletiva
Álvaro Pacheco ouve gritos de burro e atinge marca negativa pelo Vasco

O português Álvaro Pacheco tem o pior início de trabalho de um técnico sob o comando Vasco da Gama desde 2018.