Vasco pode fazer parceria com Flamengo e Fluminense para gestão do Maracanã

Sabendo que não pode arcar com os custos sozinho, o Vasco da Gama vê com bons olhos a parceria com os rivais para administrar o Maracanã.

Avatar
Por Willams Meneses
-  7 de abril de 2021 às 21:24-  Atualizada em 7 de abril de 2021 às 21:24
Torcida do Vasco no Maracanã
Torcida do Vasco no Maracanã
data-full-width-responsive="true"

Em encontro realizado na última terça-feira (06), no Palácio Guanabara, o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, oficializou o interesse do Clube em participar da próxima licitação do Maracanã.

O estádio está sendo administrado por Flamengo e Fluminense, de forma conjunta, mas o contrato se encerra em 30 de abril. Por enquanto, o Governo do Estado ainda não divulgou quando e como será feito o processo.

Como não pode arcar sozinho com os custos que envolvem o Maracanã, o Vasco vê com bons olhos firmar parceria com Flamengo e Fluminense para administrar o palco que já recebeu duas decisões de Copa do Mundo.

A informação foi divulgada pelo site O Globo, que contou também que o Vasco ainda não conversou com os outros clubes sobre a possibilidade, sendo que ainda aguarda sobre a modelagem da licitação para seguir com a ideia.

Segundo o site, o Vasco ouviu de Claudio Castro, na reunião, que é de interesse do Governo do Estado que todos os clubes possam utilizar o Maracanã. O Gigante, por sua vez, espera que o formato da licitação reforce a necessidade de que mais de um clube participe.

Ocorreu também a indicação para que o poder público fique inserido na futura gestão do estádio, para fazer o papel de moderador. Com isso, ele teria a responsabilidade de mediar possíveis conflitos entre os clubes envolvidos, o que acaba sendo quase inevitável.

Vasco visa lucro com o Maracanã

Atualmente, o Vasco precisa pagar aluguel caso queira jogar no Maracanã, situação que a diretoria descarta para daqui em diante. O intuito do Gigante é ter São Januário e Maracanã como opções fixas para mandar suas partidas, podendo assim fazer um revezamento para otimizar receitas com bilheteria e ‘match day’ com os sócios-torcedores.