Vasco empata por 2 x 2 com o Santos na Vila Belmiro

Santos e Vasco da Gama empataram em 2x2 na noite desta quarta-feira (02); resultado manteve o Cruzmaltino na 3ª colocação do Brasileiro.

Por Raphael Fernandes
-  2 de setembro de 2020 às 23:43-  Atualizada em 3 de setembro de 2020 às 01:47
Jogadores do Vasco comemoram gol contra o Santos (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco da Gama conseguiu um importante ponto fora de casa pelo Campeonato Brasileiro na noite desta quarta-feira (02). Na Vila Belmiro, o Cruzmaltino empatou por 2×2 com o Santos, em confronto válido pela 7ª rodada da competição. O resultado manteve o Gigante da Colina na 3ª colocação do torneio, agora com 11 pontos.

E a partida começou favorável ao Vasco. Logo aos 11 segundos, após saída de jogo não muito bem sucedida por parte do Cruzmaltino, a zaga do Santos roubou a bola mas acabou se atrapalhando. Felipe Jonatan tentou tocar para Alison mas acabou sendo interceptado por Germán Cano, que, da entrada da grande área, acertou um chutaço. A bola resvalou no travessão de João Paulo e acabou indo para fora. Primeira grande chance, com menos de um minuto.

Apesar do susto inicial, foi o Santos que abriu o placar. Aos 20 minutos, após escanteio pelo lado direito de ataque do Peixe, a bola acabou chegando a Soteldo na ponta esquerda. O venezuelano gingou e fez um cruzamento preciso para ótima cabeçada de Lucas Verissimo na marca do pênalti, sem chance de defesa para Fernando Miguel. Um a zero.

Depois do gol santista, o Vasco, que havia começado o jogo com boa postura ofensiva, demorou a se reencontrar. Tentando as jogadas pelas pontas, com Juninho pela direita e, principalmente, Ygor pela esquerda, o Cruzmaltino não conseguia levar perigo ao goleiro João Paulo.

Aos 40, porém, o Gigante da Colina ”achou” um gol. Após escanteio batido pelo lado direito, Ygor ganhou da defesa do Santos pelo alto e encontrou Fellipe Bastos sozinho dentro da pequena área. De primeira, e de perna canhota, o volante cruzmaltino virou o corpo já batendo e guardou.

O lance, no entanto, foi imediatamente invalidado pelo bandeirinha, que assinalou impedimento. Acontece que o pé de Lucas Verissimo dava condição a Bastos e, após cerca de cinco minutos de paralisação para análise do lance, o VAR acabou validando o gol de empate do Vasco. Um a um.

No segundo tempo, a primeira boa chance foi de Soteldo, aos 4 minutos, em cobrança de falta próxima à meia-lua, pelo lado esquerdo. Fernando Miguel, bem posicionado, espalmou.

Aos 13, no entanto, não teve jeito. Em mais uma cobrança de falta, em distância parecida com a anterior mas dessa vez mais pela região central do gramado, Marinho acertou milimetricamente o canto superior esquerdo de Fernando Miguel, que sequer se mexeu e nada pôde fazer. Dois a um.

Com o Vasco precisando do empate, o técnico Ramon Menezes imediatamente acionou Ribamar no lugar de Juninho, tornando o Cruzmaltino mais ofensivo. E, aos 27, veio o empate novamente. Em mais uma cobrança de escanteio, dessa vez pelo lado esquerdo de ataque, a bola bateu na mão de Alison. Após outra revisão por parte do VAR, a penalidade máxima foi marcada.

Com precisão, Germán Cano bateu firme, no canto direito de João Paulo, que até pulou na bola mas não conseguiu evitar o gol. Dois a dois.

A partir daí, o jogo transcorreu sem grandes emoções. Até o último lance da partida. Aos 49, num contra-ataque muito bem elaborado pelo Vasco, Guilherme Parede, que havia substituído Cano minutos após o gol do argentino, recebeu com liberdade e deu bom passe para Ribamar, que entrava sem marcação.

O camisa 9 do Vasco, porém, se atrapalhou sozinho, não conseguindo finalizar. A bola, no entanto, foi passada para Carlinhos, que entrara na vaga de Fellipe Bastos. O meia, que é destro, bateu de perna esquerda à direita da baliza de João Paulo, levando perigo ao goleiro santista. E ficou nisso.

Com o resultado, o Vasco se manteve na 3ª colocação do Campeonato Brasileiro, agora com 11 pontos somados. Na próxima rodada, o Cruzmaltino recebe o Athletico-PR no domingo (06), em São Januário, às 18h.

Santos 2 x 2 Vasco – Campeonato Brasileiro – 7ª Rodada

Data: 02 de setembro de 2020 (quarta-feira)

Horário: 21h30min

Estádio: Vila Belmiro – Santos (SP)

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Auxiliares: Helton Nunes (SC) | Éder Alexandre (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Público e Renda: Portões fechados

Cartões Amarelos: Diego Pituca e Jobson (Santos) | Guilherme Parede e Miranda (Vasco)

Cartões Vermelhos: Não houve

Gols: Lucas Verissimo (Santos), aos 20 minutos do primeiro tempo (1-0); Fellipe Bastos (Vasco), aos 40 minutos do primeiro tempo (1-1); Marinho (Santos), aos 13 minutos do segundo tempo (2-1); e Germán Cano (Vasco), aos 27 minutos do segundo tempo (2-2)

Santos: João Paulo; Pará, Lucas Verissimo, Alison (Lucas Braga) e Felipe Jonatan (Jean Mota) (Arthur Gomes); Jobson (Luan Peres), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Soteldo, Marinho e Raniel (Kaio Jorge). Técnico: Cuca

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Henrique; Andrey, Fellipe Bastos (Carlinhos), Juninho (Ribamar) e Martín Benítez (Neto Borges); Ygor (Bruno César) e Germán Cano (Guilherme Parede). Técnico: Ramon Menezes

Leia Mais Sobre

Santos