Tiago Reis revela como superou fase ruim, após marcar 3 e retomar confiança

Tiago Reis revelou que seguiu trabalhando, confiante no seu potencial para voltar a jogar bem pelo Vasco da Gama.

Anderson Montalvão
Por Anderson Montalvão
-  5 de abril de 2021 às 11:41-  Atualizada em 5 de abril de 2021 às 11:43
Tiago Reis comemorando gol contra o Bangu
Tiago Reis comemorando gol contra o Bangu (Foto: Twitter do Ge)
data-full-width-responsive="true"

O atacante Tiago Reis foi o destaque do Vasco da Gama na goleada por 4×2 contra o Bangu no último sábado (03). Com três gols anotados, o criticado Camisa 27 mostrou que pode reverter sua situação em São Januário. Muito criticado por não ir bem nas oportunidades que teve, ele afirmou que segue confiante no seu trabalho e que buscará dar alegrias aos vascaínos nesta temporada.

– Venho trabalhando para isso, tenho confiança no trabalho que eu faço, acho que o grupo também tem confiança em mim, todos sabem do meu potencial. Estou aí para ajudar o Vasco no que precisar, entrando nos jogos ou sendo titular. Vou buscar as vitórias, e esse ano vai dar muitas alegrias para o Vascão. Vamos que vamos – disse em entrevista ao Globo Esporte.

Sobre o hat-trick, Tiago Reis não escondeu a felicidade pelo feito e reforçou que nunca deixou de treinar finalizações, além de trabalhos extra na academia.

– Foi bom demais, eu sou um cara muito trabalhador. Se você perguntar a qualquer um no clube, vai falar que eu estou trabalhando, seja na academia ou no campo fazendo finalização. Todo dia peço para fazer finalizações, gosto muito de fazer gols. Graças a Deus saiu meu “hat-trick”. A gente joga videogame e fica nessa resenha de sempre. Que seja o primeiro “hat-trick” de muitos.

O atacante também falou sobre as críticas que vinha recebendo pelo torcedor. Tranquilo, ele disse não ter se envaidecido quando estava em alta e que faltava voltar o faro de gol.

– Quanto a isso, sou tranquilo. Quando as coisas estavam boas, eu continuei trabalhando, não subiu à cabeça. Estava faltando esse faro de gol que eu tenho. Às vezes a bola passa raspando a trave. Chuto bem, cruzado, e bola raspa a trave. Como eu falei, abriu a porteira. Ali a bola sempre sobra para o atacante e, graças a Deus, deu tudo certo.

Marcelo cabo insistiu com Tiago Reis na ausência de Germán Cano, apesar das críticas da torcida. Com a volta do time titular, o jovem volta ao banco de reservas, com muito mais confiança para aproveitar as oportunidade no decorrer das partidas.

Leia Mais Sobre