Sem o Vasco? CEO do Maracanã não aprova outro time jogando no estádio

Severino Braga, CEO do Maracanã, afirmou que a estrutura que será montada no estádio atenderá a demanda atual com Flamengo e Fluminense.

Torcida do Vasco no Maracanã
Torcida do Vasco no Maracanã

O Maracanã ficará fechado por cerca de 80 dias, após o fim do Campeonato Brasileiro. A empresa que gere o estádio vai reformar o campo de jogo para a temporada de 2022. A principal novidade será a inclusão de grama sintética.

O material artificial fará companhia ao gramado natural, que também sofrerá mudanças. A instalação de rolos de grama, prática em voga desde 2013, quando o estádio foi reaberto, deixará de acontecer. A ideia é voltar a plantar mudas no campo de jogo.

De acordo com Severiano Braga, CEO do Maracanã, a proporção será de 90% de grama natural e o restante de sintética, a ser “costurada” pela empresa suíça “GrassMax Systems”. A grama natural, plantada, possui capacidade de recuperação mais rápida depois das partidas do que o gramado de rolo. Para completar, a inclusão da grama sintética aumentará a qualidade da grama natural, uma vez que as perfurações no solo para a “costura” do gramado artificial criam pequenos canais que aumentam a absorção de água e nutrientes.

A reforma do gramado deverá custar entre R$ 3 milhões e R$ 4 milhões, dinheiro que sairá do caixa da empresa responsável pela gestão do estádio, criada por Flamengo e Fluminense depois que os clubes assumiram a concessão do palco das finais das Copas do Mundo de 1950 e 2014. A ideia é finalizar o trabalho a tempo de o Maracanã receber a decisão do Campeonato Carioca de 2022.

—Vamos retirar entre 10cm e 15cm de terra. Depois, vamos entrar com a areia, fazer o caimento, e realizar o plantio da grama. Em seguida, é colocar água, adubo e esperar crescer — explicou Braga.

Sobrecarregado

A intervenção visa diminuir os problemas com o gramado do Maracanã. O campo é alvo de críticas recorrentes devido ao seu estado.

Entre algumas dificuldades estruturais — parte do gramado passa cinco meses por ano na sombra e a falta de sol atrapalha o crescimento da grama—, o que mais atenta contra a qualidade do campo de jogo é a maratona de partidas a que ele é submetido.

Segundo Severiano Braga, o Maracanã recebeu 70 partidas em 2021. O número é grande por ser onde Flamengo e Fluminense mandam suas partidas. São Januário, casa do Vasco, e Nilton Santos, estádio do Botafogo, receberam na temporada 45 e 48 jogos, respectivamente, no levantamento da empresa que gere o estádio.

Quando comparado a estádios estrangeiros, a diferença é ainda maior: Camp Nou, casa do Barcelona, recebeu 22 partidas em 2021. O Anfield, estádio do Liverpool, 25. Isso ajuda a explicar a diferença na qualidade do gramado.

Já sobrecarregado com Flamengo e Fluminense, o Maracanã pode receber partidas do Vasco em 2022. O clube de São Januário deseja participar da nova gestão do estádio: o Governo do Estado do Rio vai abrir licitação para definir quem ficará com a concessão do estádio pelos próximos 20 anos.

— Já está difícil manter o campo bom com a quantidade de jogos atual. Eu não recomendo que mais um time jogue no Maracanã. Essa estrutura que vamos instalar vai suportar a carga que temos hoje. Mais jogos do que já temos será um absurdo, via prejudicar demais a qualidade do espetáculo — afirmou Severiano Braga.

Fonte: O Globo

Leia mais sobreMaracanã
4 comentários
  • João Boaventura - 6 de dezembro de 2021

    COMO VOCÊS PODEM DA CRÉDITO PARA ESTA REPORTAGEM, O MARACANÃ É PÚBLICO, QUEM É ESSE IDIOTA PARA APROVAR OU DESAPROVAR ALGUMA COISA!

    Responder
  • Liberato Pereira da Silva Filho - 6 de dezembro de 2021

    O Vasco teria lucro participar desta sociedade Fla/Flu para explorar o Maracanã ? tudo bem que tanto o Fluminense quanto ao Flamengo venha administrar o Estadio em que teve seu primeiro campeão o Vasco ,porque estes clubes não tem estádios adequados ,todos sabemos que suas construções foram no principio do século vinte ,são estadinhos ,o que não é o caso do Vasco da Gama ,o que o clube de São Januário deve fazer e prevalecer o mando de campo em seus jogos ,ah não cabe as torcidas do FLA/FLU ,não importa tem que caber a do Vasco pois é sua casa .

    Responder
  • Helon Charles - 6 de dezembro de 2021

    Essa diretoria do Vasco também deveria proibir que outros clubes joguem em São Januário. Se não for possível, que cobre um valor alto pelo aluguel, principalmente pra essa dupla sem estádio.

    Responder
  • jorge plaza - 6 de dezembro de 2021

    Boa tarde, já que não quer que o VASCO participe, só quem deveria jogaer em São Jamuário é o Vasco, e o Botafogo no Engenhão, Flamengo e Fluminense, que joguem no Maracana, e quando estiver fechado joguem na Gávea e nas Laranjeiras que são seus campos se é que pode chamar de Campo. KKKKKKK.

    Mais como ovasco tem uma Diretoria de (M) vai oferecer o estadio de São Januário para eles jogarem.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
23 de janeiro de 2022
Caio Lopes deve acertar com o Leganés, da 2ª divisão da Espanha

Cria da base do Vasco da Gama, meia Caio Lopes deve acertar sua transferência para o Leganés, da segunda divisão da Espanha.

Confira a programação semanal do futebol profissional do Vasco

Veja a agenda do futebol do Vasco da Gama na semana em que a equipe faz sua estreia no Campeonato Carioca.

Ex-Vasco, Alan Kardec pode voltar ao futebol brasileiro

Atacante revelado na base do Vasco da Gama, Alan Kardec está há quatro meses sem receber salários na China.

Confira o provável time do Vasco na estreia do Carioca contra o Volta Redonda

Veja a provável escalação que o técnico Zé Ricardo deve mandar a campo na estreia do Vasco da Gama no Campeonato Estadual.

Às vésperas do Carioca, Castan e Vanderlei seguem com futuro indefinido no Vasco

Com a estreia do Estadual batendo na porta, Leandro Castan e Vanderlei seguem com suas situações incertas no Vasco da Gama.

Elenco campeão da Copinha 1992 se reúne para celebrar 30 anos da conquista

Estiveram presentes nomes como Pimentel, Alex Pinho, Leandro Ávila e Valdir Bigode; Vasco da Gama faturou o título do torneio sobre o SP.

Parabéns, fera! Juninho completa 21 anos neste domingo

Uma das principais promessas do Vasco da Gama, Juninho nasceu em 23 de janeiro de 2001; em 2022, meio-campista deve ter mais protagonismo.

Definida a arbitragem para o jogo entre Volta Redonda e Vasco

Confira a arbitragem para o jogo entre Volta Redonda e Vasco da Gama nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira, pelo Carioca.

Vasco estaria tentando redução salarial para manter Vanderlei no elenco

Caso o goleiro aceite a sugestão, a tendência é que continue no Vasco da Gama para 2022, disputando posição com Thiago Rodrigues e Halls.

Vasco estreará no Carioca com equipe reformulada

O Vasco da Gama vem reformulando a equipe buscando fazer um boa temporada e mirando o acesso à Série A do Brasileiro.

Veja mais notícias