Ricardo Sá Pinto destaca necessidade do Vasco voltar a vencer e evita comparações com Jorge Jesus

Na chegada ao Rio, Ricardo Sá Pinto disse que é fundamental que o Vasco da Gama vença novamente e que comparações com Jesus são inviáveis.

Raphael Fernandes
Por Raphael Fernandes
-  15 de outubro de 2020 às 21:38-  Atualizada em 15 de outubro de 2020 às 21:38
Ricardo Sá Pinto conversando com a imprensa
Ricardo Sá Pinto conversando com a imprensa (Foto: Reprodução/Globo Esporte)
data-full-width-responsive="true"

Recém chegado ao Rio de Janeiro, onde desembarcou no início da noite desta quinta-feira (15), no Aeroporto Santos Dumont, o técnico português Ricardo Sá Pinto conversou com a imprensa tão logo pisou em solo carioca.

Segundo o treinador, o mais importante nesse momento é que a equipe volte a vencer. Além disso, Ricardo destacou a má sorte em alguns jogos.

– É importante que o time consiga voltar rapidamente às vitórias, não ganhamos há sete jogos. Melhorar alguns aspectos e algumas situações que identificamos. Consolidar outras que já vi. Existe talento, existe qualidade. A equipe também não tem tido muito sorte. Pequenos detalhes têm feito essa diferença de resultado, mas não é só contra nós. Tudo é muito competitivo e embolado – disse o treinador.

Paralelamente, questionado sobre as comparações com Jorge Jesus, Ricardo Sá Pinto fez questão de ressaltar as diferenças entre os objetivos do Vasco atual e do Flamengo de pouco mais de um ano, quando Jesus assumiu.

– Jorge Jesus fez um trabalho extraordinário, realizou uma temporada incrível. Eu, como português, fiquei muito orgulhoso pelo o que ele fez. Nossos objetivos são diferentes. Nossa capacidade nessa altura é diferente. Venho com grande experiência, venho muito positivo e muito confiante para desenvolvermos um trabalho sério e vencedor. Mas tudo ao seu tempo.

A apresentação oficial de Ricardo Sá Pinto deve acontecer nesta sexta-feira (16), e sua estreia como à beira do campo deve ser na próxima quarta (21), diante do Corinthians, às 21h30min, em São Januário, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.