Respeitem o Vasco da Gama! Mais um triste episódio na história do Gigante

O Vasco da Gama se encontra novamente à deriva diante da inacabável guerra política presente em São Januário.

Avatar
Por Willams Meneses
-  9 de novembro de 2020 às 09:48-  Atualizada em 9 de novembro de 2020 às 09:52
Estádio de São Januário
Estádio de São Januário (Foto: Genilson Araújo / Divulgação)
data-full-width-responsive="true"

E lá se vai mais uma eleição do Vasco da Gama. Na verdade, ainda não, né? Depois de horas de uma cansativa votação em São Januário durante o último sábado (07), uma decisão da Justiça ocasionou na paralisação do que viria a ser o possível fim deste pesadelo.

Quem está certo? Errado? Cada um tem sua versão de defesa. O certo é que o Vasco sangra, e não é de agora. O que explica essa falta INCAPACIDADE de se reunir com ANTECEDÊNCIA e aparar todas as arestas para evitar este tipo de problema. Não, preferem envolver a Justiça para defender os SEUS interesses.

O Club de Regatas Vasco da Gama é GIGANTE, mas a sua política é minúscula, infelizmente. Até quando existirão tais problemas no processo eleitoral do querido Cruzmaltino? O problema era Eurico Miranda? O único? Aparentemente não. O ego de seus representantes é lastimável.

É nítido que o poder está acima do Vasco para os envolvidos. Quem ama o Vasco são os seus torcedores, aqueles mesmos que sofrem dia após dia com times LASTIMÁVEIS e uma política baixa, sem escrúpulos e que visa única e exclusivamente o poder e a vaidade.

No Vasco as decisões parecem ser todas por baixo dos panos, às escuras. É irresponsável entrar com uma ação determinando nova data e forma realizar a votação enquanto os candidatos se reúnem justamente para se chegar a um consenso. Assim como é baixo também determinar uma eleição restando poucas horas para tal.

A ‘cereja do bolo’ foi a nova liminar suspendendo a votação restando poucas horas para o fim. Isto depois dos sócios terem se locomovido de suas residências, enfrentado forte calor, uma longa fila para depositar o seu voto. Já que começou, custava terminar para depois se resolver a questão com calma?

Está claro que interesses estão acima do Vasco. Repito: quem sofre são os torcedores, que agora estão novamente em meio à incertezas, muitos cabisbaixos e até com VERGONHA das confusões que marcaram o 7 de novembro de 2020, o que foi mais um triste episódio da história do GIGANTE.

Socos, ofensas, desavenças, violência verbal e física…. isso não é Vasco! Respeitem o Clube! Todos passam, o Vasco fica! Tomem vergonha e parem de envergonhar a torcida! O vascaíno ama incondicionalmente e não merece tal má vontade, má fé e IRRESPONSABILIDADE.

Leia Mais Sobre