Produtividade? O outro lado dos reforços do Vasco

O Vasco da Gama tem adotado uma postura ousada no mercado, mas que mas que ao mesmo tempo pode ser problemática.

Marquinhos Gabriel no treino desta quinta-feira
Marquinhos Gabriel no treino desta quinta-feira (Rafael Ribeiro/Vasco)

Semana passada, o Vasco da Gama chegou à marca de 10 contratações para esta temporada. Foram boas? Cabe uma análise individual criterioso de cada um, mas o que existe de comum entre eles é a que foram de baixo custo e com contrato de pouca duração.

Uns foram por empréstimo, com salários divididos, e outros em definitivo. O que tem sido aplicado pela nova diretoria são contratos de produtividade, cláusula que busca proteger o Clube caso o jogador fique muito tempo sem jogar. O problema, no entanto, é o que leva o atleta a aceitar tal condição.

Naturalmente, não é de costume que jogadores assumem o risco, diante do fato de que estão o tempo inteiro sujeitos a lesão. É aí que mora o “X” da questão: o motivo. Se analisar por nome, o Gigante trouxe bons números em sua maioria, mas não adianta de nada se não estiverem à disposição e possam entregar 100%.

Ninguém corre esse risco se não estiver precisando muito da oportunidade. Seja por simplesmente estar em baixa tecnicamente ou até fisicamente, sem conseguir fazer uma sequência de partidas. Este último é mais arriscado ainda, mas muitas vezes não existe uma outra opção para o atleta.

O problema

Protegido financeiramente? Sim. Mas e se o prejuízo for a ausência deles? É o caso de Marquinhos Gabriel, uma das poucas opções para os setor de criação do meio de campo, que tem sofrido com os problemas físicos. Quando joga, vai bem, mas se tornou algo raro estar disponível.

Recentemente, foi o caso de Ernando, que ficou muito tempo de fora, se tratando de outro setor problemático, a defesa vascaína. O zagueiro realizou um processo de aprimoramento físico que o tirou de muitas partidas. Retornando, porém, não foi nada bem na derrota para o Operário-PR.

Outro caso é de Romulo, contratado nos mesmos moldes, que pouco entrou em campo até o momento. Quando chegou, estava parado desde novembro do ano passado, quando encerrou o Campeonato Chinês, o que fez com que não viesse com o melhor condicionamento possível.

Mais um?

Se estivesse 100%, assim como Marquinhos Gabriel, seria uma opção importante para tentar resolver os problemas defensivos do Vasco. Entre os últimos reforços, inclusive, existe o caso de Michel, que não joga desde fevereiro do ano passado. Quanto tempo levará para ganhar ritmo de jogo? Normalmente não é rápido e o Vasco precisa de mais opções para ontem.

É uma modalidade interessante no ponto de vista financeiro, o que é importante diante das limitações do Vasco, mas muito arriscada futebolisticamente. Série B exige disposição física, entrega, portanto, se desenha a ser um problema para o Gigante. As opções são escassas e, em parte, apresentam problemas físicos, logo em posições críticas.

3 comentários
  • Helenmar Lopes Goulart - 1 de junho de 2021

    O Romário falou que nunca viu um Time tão ruim que nem esse.
    Tem toda razão uma defesa fraca um meio de campo ruim demais e um atacante razoável que é o German Cano.

    Responder
  • José Alziro de Carvalho - 31 de maio de 2021

    Time semvergonha

    Responder
  • Jota wilson - 31 de maio de 2021

    E está bravo ver o Vasco jogar está salgado aumenta a pressão de qualquer torcedor

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de janeiro de 2022
Nenê retoma a 10 após 4 anos; relembre quem usou o número após a saída do meia

Entre 2018 e 2021, camisa 10 do Vasco da Gama foi utilizada por Evander, Bruno César, Benítez e Morato; destes, apenas o argentino fez jus.

Zé Ricardo ganha protagonismo no futebol do Vasco, que segue busca por um camisa 9

Treinador participa ativamente das decisões do departamento de futebol do Vasco da Gama, que ainda tenta a contratação de um centroavante.

Renovação de contrato de Miranda com o Vasco é considerada bem encaminhada

Zagueiro está suspenso por doping desde setembro e vem treinando em separado; Vasco da Gama vê no atleta um ”ativo” e deseja renovar.

Figueiredo lamenta eliminação na Copinha e revela: ‘Meu último jogo no Sub-20’

Centroavante, que será integrado aos profissionais, agradeceu ao elenco e à comissão técnica do Vasco da Gama na Copinha pela campanha.

17 de janeiro de 2022
Lucão acerta com o Bragantino; Vasco manterá parte dos direitos econômicos

Goleiro fecha por 5 anos com o time paulista; Vasco da Gama não deve receber nada pela transferência, mas manterá percentual econômico.

Caio Eduardo recebe proposta do NK Lokomotiva Zagreb, da Croácia

Jogador, que atua como volante e lateral-esquerdo, está afastado pelo Vasco da Gama devido a imbróglio por renovação contratual.

Assista aos melhores momentos de São Paulo 4 x 2 Vasco pelas oitavas da Copinha

O Vasco da Gama perdeu por 4×2 para o São Paulo nesta segunda (17) e foi eliminado da edição 2022 da Copinha.

Vasco perde por 4 x 2 para o São Paulo e se despede da Copinha

Mesmo com pressão no fim do jogo, o Vasco da Gama não conseguiu superar o São Paulo e está eliminado da Copinha 2022.

Vasco teria iniciado conversas pelo centroavante Getúlio, ex-Avaí

Pertencente ao Tombense, jogador atuou as duas últimas temporadas pelo Avaí, clube que o revelou; Vasco da Gama quer um centroavante.

Orçamento do Vasco para 2022 é aprovado pelo Conselho Deliberativo

Aprovação teve 113 votos favoráveis e 6 contrários; superávit do Vasco da Gama passou de R$ 33,8 milhões para R$ 57 milhões.

Veja mais notícias