Presidente do Talleres justifica rescisão de Guilherme Parede com o Vasco

Andrés Fassi, presidente do Talleres, explicou o motivo do retorno imediato do atacante Guilherme Parede, que defendia o Vasco da Gama.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  4 de novembro de 2020 às 12:00-  Atualizada em 4 de novembro de 2020 às 12:04
Guilherme Parede em treino pelo Vasco
Guilherme Parede em treino pelo Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
data-full-width-responsive="true"

Uma notícia na tarde da última terça-feira (04), pegou muitos vascaínos de surpresa. O atacante Guilherme Parede deixou o Cruzmaltino e retornou ao Talleres, da Argentina.

O Vasco não impôs empecilhos ao pedido do Talleres para o retorno de Parede, mas houveram muitas especulações sobre o motivo da saída do atacante.

A página Detetives Vascaínos, no Twitter, destacou o posicionamento do presidente do clube argentino, Andrés Fassi, sobre o retorno do jogador.

– ‘Pela necessidade esportiva do Talleres’. Essa foi a justificativa usada pelo presidente do clube argentino, Andrés Fassi, para o retorno imediato do atacante Guilherme Parede e sua consequente rescisão contratual com o Vasco.

Guilherme Parede fez sua estreia pelo Vasco da Gama no dia 13 de agosto deste ano, contra o Sport. Em 13 jogos disputados, o atacante deu uma assistência e não marcou gols.