Partida entre Vasco e Náutico pode ser suspensa por falta de policiamento

Partida entre Vasco da Gama e Náutico corre o risco de não ser realizada caso não haja policiais no campo de jogo.

Germán Cano durante o jogo contra o Náutico
Germán Cano durante o jogo contra o Náutico (Foto: Alexandre Durão)

Nesta quinta-feira, a CBF, em nota oficial, ameaçou retirar os jogos a serem realizados pela entidade em Pernambuco caso o Governo do Estado não garanta a presença de policiais militares dentro dos estádios. Posicionamento que, segundo o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, passa a valer para o jogo do próximo domingo, entre Náutico e Vasco, nos Aflitos, pela 31ª rodada da Série B.

A decisão da CBF foi tomada após a invasão de campo generalizada promovida pela torcida do Santa Cruz, na última terça-feira, após a eliminação na fase classificatória da Copa do Nordeste, contra o Floresta, na Arena de Pernambuco.

Em contato com o ge, Evandro Carvalho adiantou que entrará nesta sexta-feira com um mandato de segurança junto ao Tribunal de Justiça de Pernambuco para que haja a garantia da presença dos policiais militares fazendo a segurança dentro do gramado, uma vez que, segundo o dirigente, a presença da PM só se faz presente nas arquibancadas e arredores do estádio, o que não atende à exigência da CBF. Segundo Evandro, sem isso, o jogo entre Náutico x Vasco, no domingo, pode ser adiado.

– A Secretaria de Defesa Social continua com a mesma postura e diz que não vai colocar policiais dentro do quadrilátero de campo e eu já expliquei que esse é o ponto central e crítico da exigência da CBF. Pernambuco é o único estado do Brasil onde a polícia fica na sala de monitoramento e na arquibancada. Veja qual foi o tempo que a polícia levou para entrar dentro de campo no jogo passado (entre Santa Cruz e Floresta). Não podemos fazer jogo se não tiver 30, 40 homens da polícia dentro de campo. Sem isso não vai ter jogo domingo -, reclamou Evandro.

Ofício FPF solicitando presença de policiais — Foto: Divulgação
Ofício da FPF solicitando presença de políciais — Foto: Divulgação

– Se a polícia não tiver dentro de campo domingo, suspende o jogo por falta de condições. Já foi uma temeridade fazer o outro (Santa Cruz x Floresta) e veja o que aconteceu. O árbitro não terá como dar o jogo domingo sem policiamento dentro de campo. Por isso nós vamos entrar com um mandado de segurança nesta sexta-feira para buscar uma decisão judicial que obrigue a polícia militar a ficar dentro de campo – completou o presidente da FPF.

Ainda na quinta-feira, o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Humberto Freire de Barros, enviou um ofício à CBF garantindo a presença de policiais militares nos estádios. Porém, observou que, de acordo com o artigo 14 do Estatuto do Torcedor, a segurança dos eventos é de responsabilidade “da entidade da prática desportiva detentora do mando do jogo e de seus dirigentes” e que a primeira ação em caso de invasão de campo fica a cargo de seguranças privados e só depois, caso necessário, a resposta passa a ser da segurança pública.

Ofício da SDS à CBF sobre policiamento em jogos em Pernambuco — Foto: Reprodução

Ainda de acordo com a SDS-PE, para o jogo entre Santa Cruz e Floresta foram designados 128 policiais militares, sendo 80 atuando na área externa e 48 na área interna da Arena de Pernambuco.

Além do jogo contra o Vasco, o Náutico ainda tem marcado para os Aflitos os confrontos contra Coritiba, Sampaio Corrêa e Avaí, pela Série B. Já na Série A, o Sport tem mais cinco jogos como mandante, todos na Arena de Pernambuco, contra Atlético-GO, América-MG, Bahia, Flamengo e Atlhetico Paranaense. Eliminado da Pré Copa do Nordeste, o Santa Cruz não tem mais jogos a realizar em 2021.

Fonte: Globo Esporte

Leia mais sobreNáutico
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Time da Virada recolherá assinaturas para a realização da AGE no Vasco

O Movimento Time da Virada estará na frente de São Januário neste sábado coletando assinaturas para a realização da AGE.

Edu reitera desejo de jogar no Vasco

Artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, o atacante Edu, do Brusque, reiterou o desejo de defender o Vasco da Gama.

Vasco disputa prêmio de melhor campanha de responsabilidade social

Por conta da camisa lançada em apoio ao movimento LGBTQIA+, o Vasco da Gama concorre ao prêmio de melhor campanha de responsabilidade social.

Péssima campanha no 2º turno ajuda a explicar fracasso do Vasco na Série B

Depois de um primeiro turno fraco, o Vasco da Gama fez um segundo turno ainda pior na Série B, influenciando no não acesso.

Confira números do Vasco na Série B 2021

Confira números do Vasco da Gama na Série B do Campeonato Brasileiro 2021, os quais não permitiram o acesso.

Movimentações do Vasco no mercado: veja quem chega, quem sai e quem fica no Clube

O Vasco da Gama reformulará o departamento de futebol para a temporada 2022 e já busca por reforços para o elenco.

Reportagem destaca que o Sócio Gigante tem plano destinado aos animais; assista

A reportagem mostrou que o Vasco da Gama, no programa Sócio Gigante, tem uma categoria especial para os bichos de estimação.

Vasco é multado por objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA

Por conta de objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA, o Vasco da Gama terá que pagar multa de R$ 5 mil.

Conheça a história do Dom Corvo I e Único, mascote do Vasco nas décadas de 40 e 50

O Vasco da Gama teve o Dom Corvo I e Único como símbolo de sorte nas décadas de 40 e 50, mas que perdeu força a partir de 60.

Alexandre Mattos afirma que acerto com outro clube freou conversas com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos disse que teve uma boa conversa com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, mas não avançou.

Veja mais notícias