Opinião: Vasco não pode se dar ao luxo de poupar no Brasileiro!

Com a sequência de jogos, o Vasco da Gama tem poupado alguns jogadores importantes, o que já ocasionou em pontos bobos perdidos no caminho.

Talles Magno em jogo contra o Coritiba
Talles Magno em jogo contra o Coritiba (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco da Gama se vê diante de um dilema causado que foi por ele mesmo. Curiosamente, esse dito ‘problema’ é causado por um bom motivo: segue vivo na disputa da Copa do Brasil e da Sul-Americana, que agora está conciliando com o Campeonato Brasileiro.

Já naturalmente com um alto número de jogos diante das competições, o Vasco enfrentará um calendário apertado na sequência da temporada pela longa paralisação por causa da pandemia, com direito a jogos nas quartas e domingo, o que traz um desgaste para o elenco.

Como se sabe, o Vasco não tem um elenco muito qualificado. Os 11 inicias são considerados, em boa parte, de boa qualidade, destaque para Leandro Castan, Andrey, Martín Benítez e Germán Cano. O problema é em relação ao banco de reservas, sendo que esses jogadores não têm substitutos à altura.

Para amenizar o desgaste físico, o Vasco optou por poupar jogadores nas últimas rodadas, casos de Leandro Castan e Martín Benítez. A questão é que, sem eles, como era de se imaginar, o Gigante tem uma queda brusca de rendimento, principalmente sem o Camisa 10, que é o grande ‘motorzinho’ da equipe.

No jogo do último fim de semana, contra o Coritiba, inclusive, Martín Benítez fez muita falta, ele que foi substituído pelo inoperante Bruno César. O argentino corre o campo inteiro durante a partidas e, por isso, é um dos que mais se desgastam. Lembrando que ele já havia sido poupado diante do Atlético-GO. Em comum, o Gigante foi derrotado nas duas vezes (2×1 e 1×0).

É tudo uma questão de prioridade, e a do Vasco precisa ser o Campeonato Brasileiro. Mesmo com o bom dinheiro que envolve a Copa do Brasil e a Sul-Americana, esta última que ainda não voltou, é o futuro do Gigante na Competição Nacional que ditará os seus rumos nesta e na próxima temporada.

O Vasco não pode se dar ao luxo de perder pontos bobos como nos jogos contra Atlético-GO e Coritiba. Podem fazer muita falta! Hoje o Gigante está em quarto na tabela, mas poderia estar na liderança caso tivesse vencido esses jogos, isso com um jogo a menos. Não é dizendo necessariamente que o Cruzmaltino disputará o título, mas somar o máximo de pontos já no primeiro turno com certeza fará a diferença para o segundo.

Nada melhor que afastar logo o ‘fantasma’ que ronda São Januário sobre brigar na parte de baixo na tabela. As outras competições são importantes sim, mas para um clube em estágio de reconstrução como o Vasco, a segurança de um bom Campeonato Brasileiro é ESSENCIAL.

Outra: competições no estilo mata-mata são imprevisíveis. Uma noite ruim e adeus sonho de ser campeão. Esperar algo grande seja na Copa do Brasil ou na Sul-Americana deve ser tratado como um bônus para uma boa temporada sustentada no sucesso no Campeonato Brasileiro. Por isso, é preciso força máxima principalmente em jogos onde o Vasco tem chances reais de vencer.

Concorda?

Leia mais sobreCampeonato Brasileiro
6 comentários
  • Marcio da Silva Pacheco - 24 de setembro de 2020

    A pergunta é quem é titular desse time tirando o cano? Elenco é muito fraco pra competir campeonato. Parece um bando de loucos dentro de campo, querendo resolver sozinho as jogadas. É muito triste ver o Vasco jogando, pois os jogadores que tem é melhor não competir, pois não entrando em campo agente não pode ser zoado o tempo todo.

    Responder
  • Lauro - 22 de setembro de 2020

    Vamos ser sinceros, jogadores como Bruno César e Felipe Bastos não produzem nada para permanecerem no Vasco. Bruno César está sempre perdido em campo e não acerta um cruzamento. Felipe Bastos vive de lampejos; só faz sombra, não marca ninguém. E tem o Pikachu que não marca, não passa e não cruza. Precisamos urgentemente de jogadores aguerridos na marcação e que saibam atacar quando preciso.

    Responder
  • Genivaldo - 22 de setembro de 2020

    Concordo e muito, se Vasco estivesse jogando com todos os titulares em algumas partidas que deixaram escapar pontos, Vasco ja era pra estar na liderança da competição com um ou dois pontos de diferença do segundo colocado. Lembrando que. Preparo físico dos jogadores tem que estar em um nível exemplar, foi assim que mulambada ganhou quase tudo ano passado sem poupar jogadores.

    Responder
  • junin - 22 de setembro de 2020

    É Pq essa diretoria merda gosta mesmo é de ver o clube brigando na parte de baixo da tabela , p isso n faz esforços p qualificar o elenco.!!

    Responder
  • Carlos Antunes Ferreira da Silva - 22 de setembro de 2020

    Discordo,como não temos um elenco a altura,temos sim que poupar jogadores, não porque tenha esse casife de poupar mas por necessidade por desgaste do atleta e ainda mais essa cavid 19 que quer virar a estrela,o Vasco jogou bem contra o Atlético,soube se sair contra o coritiba,esse último confronto o juiz tomou porque tem var e ele se quer olhou contra o Santos só foi dado porque o Marinho fez aquele gesto em direção ao bar mas geralmente os árbitros negam isso ao Vasco principalmente os árbitros que apitaram as últimas partidas do vasco.uma realidade que tem que ser mais observada pelas autoridades do futebol, não sei se falei certo,mas confesso é um desabafo.

    Responder
  • Leonardo Guimarães Castro - 22 de setembro de 2020

    Vascaíno sempre serei mais convenhamos o Vasco não tem um grande elenco pra está sempre poupando os titulares ??

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de janeiro de 2022
Nenê retoma a 10 após 4 anos; relembre quem usou o número após a saída do meia

Entre 2018 e 2021, camisa 10 do Vasco da Gama foi utilizada por Evander, Bruno César, Benítez e Morato; destes, apenas o argentino fez jus.

Zé Ricardo ganha protagonismo no futebol do Vasco, que segue busca por um camisa 9

Treinador participa ativamente das decisões do departamento de futebol do Vasco da Gama, que ainda tenta a contratação de um centroavante.

Renovação de contrato de Miranda com o Vasco é considerada bem encaminhada

Zagueiro está suspenso por doping desde setembro e vem treinando em separado; Vasco da Gama vê no atleta um ”ativo” e deseja renovar.

Figueiredo lamenta eliminação na Copinha e revela: ‘Meu último jogo no Sub-20’

Centroavante, que será integrado aos profissionais, agradeceu ao elenco e à comissão técnica do Vasco da Gama na Copinha pela campanha.

17 de janeiro de 2022
Lucão acerta com o Bragantino; Vasco manterá parte dos direitos econômicos

Goleiro fecha por 5 anos com o time paulista; Vasco da Gama não deve receber nada pela transferência, mas manterá percentual econômico.

Caio Eduardo recebe proposta do NK Lokomotiva Zagreb, da Croácia

Jogador, que atua como volante e lateral-esquerdo, está afastado pelo Vasco da Gama devido a imbróglio por renovação contratual.

Assista aos melhores momentos de São Paulo 4 x 2 Vasco pelas oitavas da Copinha

O Vasco da Gama perdeu por 4×2 para o São Paulo nesta segunda (17) e foi eliminado da edição 2022 da Copinha.

Vasco perde por 4 x 2 para o São Paulo e se despede da Copinha

Mesmo com pressão no fim do jogo, o Vasco da Gama não conseguiu superar o São Paulo e está eliminado da Copinha 2022.

Vasco teria iniciado conversas pelo centroavante Getúlio, ex-Avaí

Pertencente ao Tombense, jogador atuou as duas últimas temporadas pelo Avaí, clube que o revelou; Vasco da Gama quer um centroavante.

Orçamento do Vasco para 2022 é aprovado pelo Conselho Deliberativo

Aprovação teve 113 votos favoráveis e 6 contrários; superávit do Vasco da Gama passou de R$ 33,8 milhões para R$ 57 milhões.

Veja mais notícias