Opinião: omissão com ‘fumaça’ deve custar ‘incêndio’ da permanência na Série B

O Vasco da Gama perdeu o 'timing' para corrigir seus erros e pode pagar caro com a permanência na segunda divisão.

Estádio de São Januário, a casa do Vasco da Gama
Estádio de São Januário, a casa do Vasco da Gama (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Todo mundo sabia, desde o início, que o não acesso à Série A teria proporções de tragédia em termos esportivo e financeiro. O próprio rebaixamento já tinha sido, não é mesmo? Pois então, é esse o cenário que se desenha para o Gigante, que vê a chance de subir remota.

Essa situação, no entanto, não chega a surpreender. Não é de hoje que o Vasco dá sinais de limitações técnicas, como ficar fora das finais do Campeonato Carioca. O Botafogo também ficou, mas se reforçou logo em seguida. Um exemplo é o Chay, que se destacou no Cariocão e chegou com destaque.

Já o Vasco, esperou até os 45 do segundo tempo para trazer aquele que tem sido o ponto de desequilíbrio nas últimas rodadas, o Nenê. A diretoria, que manteve a austeridade na formação do elenco, adotou a cautela na esperança que o time se encaixasse com o tempo. Posteriormente, reforços pontuais chegaram.

Vanderlei, Walber, Ernando, Michel, Romulo, Martín Sarrafiore, Nenê, Marquinhos Gabriel, Daniel Amorim, Jhon Sánchez, Morato, Léo Jabá e Zeca. Esses foram os 13 reforços do Gigante para a temporada. Quantos deles estão entregando um bom futebol? Quantos deles são unanimidade? Talvez, apenas o Camisa 77 mesmo.

Passaram pelo comando Marcelo Cabo, Lisca e agora tem Fernando Diniz. O atual tem feito um bom trabalho, com o plus da chegada de Nenê, mas pode ter vindo tarde demais. A diretoria contratou errado no começo e demorou para perceber que poderia não subir. Na verdade, será que já percebeu? O choque de realidade foi duro diante do CSA.

Com a derrota, o Vasco caiu para oitavo na tabela, a seis pontos de distância para o G4, isso restando apenas seis rodadas para o fim da competição. Pela primeira vez nos quatro rebaixamentos o Gigante não está conseguindo voltar à primeira divisão. Isso é grave. Imperdoável. Mais uma mancha doída na imagem do Clube.

Leia mais sobreSérie B
4 comentários
  • Andre Luiz Mendes - 2 de novembro de 2021

    Bom dia isso tudo estamos passando e culpa das pessoas q diziam querer ajudar e na vdd só atrapalharam eo caso de Levi querendo recorrer do Brant perturbando o tempo todo e do salgado e acredito q a segunda era fácil com dois técnico ruim e um pouco de culpa da torcida por ter pedido lisca doido pedindo mas um técnico de segunda ao invés de pedir de pedir Vanderlei Luxemburgo q estava livre

    Responder
  • Karine Santos - 1 de novembro de 2021

    Nois torcedores acreditamos faça estas mudanças Dinis e um apelo da torcida.

    Responder
  • Carlos Tavares De Oliveira - 1 de novembro de 2021

    Boa noite a gigantesca torcida cusmaltima sinto muito em dizer mais o Vasco sobe tá difícil mais sobe o Dinis te. Que tirar do time seca morato leojaba si quiser subir João chances Daniel Amorim jogarem com cano nené mais esses atletas mencionados Dinis não seja teimoso deixa o teu orgulho de lado e faz essas mudanças.

    Responder
    • Karine Santos - 1 de novembro de 2021

      Nois torcedores acreditamos faça estas mudanças Dinis e um apelo da torcida.

Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Confira últimas movimentações do mercado da bola no Vasco

Fique por dentro das últimas movimentações do mercado da bola no Vasco da Gama, visando a próxima temporada.

Saiba mais sobre Jordan, novo atacante do Vasco Sub-20

Saiba mais sobre o atacante Jordan, de 18 anos, contratado pelo Vasco da Gama Sub-20 visando a temporada 2022.

ArquiVasco se posiciona contra movimento do Vasco de se tornar clube-empresa

Grupo político emitiu comunicado fazendo fortes críticas a intenção do Vasco da Gama em transformar seu futebol em clube-empresa.

Roberto Monteiro critica pedido de constituição de clube-empresa

Ex-presidente do CD do Vasco da Gama, Roberto Monteiro disparou contra a possibilidade do futebol do Clube ser gerido por uma empresa.

Decisões centralizadas de Salgado provocam desconforto em parte de base aliada

Postura do presidente Jorge Salgado na condução do futebol do Vasco da Gama vem sendo criticada até por membros da base aliada.

Ex-presidente do Vasco, Campello diz que não vê nenhum nome capaz de unir o Clube

Em entrevista ao Blog do jornalista Ricardo Gonzales, Alexandre Campello se mostrou pessimista quanto ao futuro do Vasco da Gama.

Oposição do Vasco se mobiliza pela saída de Jorge Salgado

Número necessário de assinaturas para convocação de Assembleia Geral Extraordinária vem aumentando nos corredores de São Januário.

‘Juntos vamos conduzir o Vasco ao seu devido lugar’, afirma Nenê

Um dos pouquíssimos destaques do Vasco da Gama em 2021, meia diz ainda que ”vestir a camisa do Vasco da Gama é uma honra”.

‘O Vasco não precisa ter seu futebol vendido’, critica Leven sobre possível SAF

Via redes sociais, Leven Siano se manifestou contrariamente à possível transformação do futebol do Vasco da Gama em clube-empresa.

29 de novembro de 2021
Em vídeo com torcedor, Salgado revela que Zé Ricardo e Ricardo Gomes devem chegar

Respondendo informalmente a um torcedor do Vasco da Gama, presidente Jorge Salgado confirma negociações por Zé Ricardo e Ricardo Gomes.

Veja mais notícias