Não foi apenas o Benítez! Relembre outros gols de bicicleta do Vasco nesta década

Além do meio-campista Martín Benítez, outros jogadores marcaram golaços de bicicleta pelo Vasco da Gama nesta década.

Avatar
Por Willams Meneses
-  6 de outubro de 2020 às 11:17-  Atualizada em 6 de outubro de 2020 às 11:19
Martín Benítez marcou o gol do Vasco contra o Atlético-MG (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Ofuscado com a goleada sofrida para o Atlético-MG por 4×1, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro, o golaço de bicicleta do meio-campista Martín Benítez não é algo comum no Vasco da Gama.

Na verdade, não é comum em nenhum clube do mundo, por mais craques que se tenha no elenco. É uma pintura que envolve tempo de bola, qualidade e oportunidade, o que nem sempre é fácil diante da marcação.

Em levantamento realizado pelo site Vasco Notícias, contando com o do Camisa 10, o Vasco teve quatro gols de bicicleta nesta década. Vale dizer que foram considerados também as denominados ‘meia-bicicleta’.

Éder Luís

Começando os trabalhos, é preciso destacar o golaço do atacante Éder Luís na vitória do Vasco por 2×0 sobre o Botafogo, no Nilton Santos, em partida válida pela Taça Rio de 2011. Foi uma meia-bicicleta com muita categoria, no que se tratava da estreia do meio-campista Diego Souza.

Alecsandro

Conhecido pelo seu faro artilheiro, Alecsandro balançou as redes na vitória do Vasco por 1×0 sobre a Portuguesa, no Canindé, pelo Campeonato Brasileiro de 2012. A pintura ficou marcada na história do Clube, sendo apontada também como o gol mais bonito da carreira do centroavante.

Éderson

Alguns anos na frente, o atacante Éderson marcou um golaço de bicicleta ou meia-bicicleta em partida contra o Paysandu, no Mangueirão, pela Série B de 2016. O problema é que o Gigante acabou sendo derrotado pelo Papão por 3×1, diferente dos dois casos citados acima, onde além do belo gol, saiu com a vitória.

Martín Benítez

O último, que, inclusive, motivou esta matéria, dispensa apresentações. Aproveitando erro da defesa do Atlético-MG, Martín Benítez dominou de forma tranquila e emendou uma belíssima bicicleta, sem chances para o goleiro adversário. Porém, na sequência, a equipe mineira virou e fez 4×1.

Lembrando que entraram apenas gols marcados pelo profissional do Vasco. Por isso, pinturas como a do zagueiro Luan contra o Joinville pelo Sub-20 em 2013, e a do atacante Marcos Dias diante da Cabofriense, na última segunda-feira (05), apenas um dia após o argentino, não estiveram na seleção.

Leia Mais Sobre