Muros de São Januário são pichados com protestos contra Campello, Força Jovem e jogadores; veja fotos

Os muros de São Januário apareceram pichados com protestos após resultados ruins do Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro.

Avatar
Por Willams Meneses
-  9 de outubro de 2020 às 08:53-  Atualizada em 9 de outubro de 2020 às 08:53
Muro de São Januário com protesto contra Campello (Foto: Colina Informa)

É uma semana para ser esquecida pela massa vascaína. Foram duas derrotas expressivas, um 4×1 para o Atlético-MG e o 3×0 para o Bahia, resultados que fizeram o Vasco da Gama despencar na tabela do Campeonato Brasileiro.

As derrotas também foram o estopim para o trabalho do técnico Ramon Menezes, demitido na última quinta-feira (08). Ainda no mesmo dia, saíram os auxiliares Thiago Kosloski e Júnior Lopes, o preparador físico Léo Cupertino e o coordenador técnico Antônio Lopes.

Teve uma tentativa de protesto da torcida no desembarque da delegação vascaína no Rio de Janeiro, o que acabou em confusão entre eles mesmo. A insatisfação se estendeu durante a madrugada desta sexta-feira (09) onde os muros de São Januário foram pichados.

Entre os dizeres nas pichações os alvos foram o presidente Alexandre Campello, a torcida organizada Força Jovem e alguns jogadores, como Fellipe Bastos e Ribamar. Os registros foram publicados pelo Twitter Colina Informa.

Ainda sem técnico e com o clima fervendo nos bastidores, o Vasco tem um compromisso delicado neste sábado (10). A partir das 17h, em São Januário, a equipe encara um clássico contra o Flamengo, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.