Movimento Time da Virada publica nota repudiando momento do Vasco no Brasileiro

Via Instagram, o Movimento Time da Virada publicou uma extensa nota de repúdio ao desempenho do Vasco da Gama na reta final da temporada.

Raphael Fernandes
Por Raphael Fernandes
-  15 de fevereiro de 2021 às 22:23-  Atualizada em 15 de fevereiro de 2021 às 22:27
Reunião do Movimento Time da Virada

Por meio de seu Instagram oficial, o Movimento Time da Virada, fundado em dezembro de 2015 por sócios do Vasco da Gama, publicou, nesta segunda-feira (15), uma impactante mensagem, intitulada de ”Cartada Final”, direcionada à diretoria, comissão técnica e elenco do Gigante da Colina. No texto, entre outras coisas, o grupo de torcedores critica os erros de arbitragem cometidos contra a equipe e, principalmente, a atitude de alguns jogadores do plantel, que, segundo eles, não podem mais vestir a camisa cruzmaltina.

Confira, na íntegra, a mensagem do Movimento Time da Virada sobre os acontecimentos envolvendo o Vasco na reta final do Brasileirão

”Vascaínos,

Mais uma vez chegamos à reta final de um campeonato nacional com nosso time vislumbrando o eminente e trágico quarto rebaixamento.

Não é somente mais um rebaixamento esportivo, que nos leva a sofrer numa Série B onde já entraremos temendo pelas grandes dificuldades que encontraremos, visto a traumática queda de receita, o que já nos faz pensar em mais um elenco medíocre e aquém das tradições e do peso de nossa camisa.

Trata-se também de mais um rebaixamento institucional, que nos coloca em posição de inferioridade frente aos outros grandes clubes do Brasil.

Poderíamos apontar motivos, responsáveis, entrar na seara da política autofágica que corrói nosso Clube nos últimos anos. Mas este não é o nosso foco, ao menos agora.

O objetivo desta nota do Movimento Time da Virada é conclamar os vascaínos a se levantarem e, juntos, tentarmos, nesses dois últimos jogos, conseguir o milagre que nos dará um alívio semelhante a uma conquista de título.

Os vascaínos precisam se mobilizar contra a descarada perseguição das arbitragens contra o Vasco da Gama, pois já não há como se acreditar que seja somente coincidência. Sem contar as omissões do VAR, como nos jogos contra Bahia e Fortaleza, tivemos 17 intervenções contrárias ao Vasco pelo uso desta ferramenta.

Estatisticamente, é impossível classificar estes números como normais, visto que o segundo time mais prejudicado teve apenas seis intervenções contrárias. O Vasco teve três vezes mais. Fica claro que não é por acaso.

O Vasco na Série B abre possibilidades de lucro para muita gente. A TV deixa de pagar nossa atual cota fixa e passa a pagar um valor irrisório. Mas continuará vendendo PPV, porque nossa torcida é engajada. Mesmo retorno com 1/10 do investimento.

Agora, vamos falar destes jogadores que vestem nossa camisa. O segundo gol do Inter ontem foi a prova inequívoca de que não há comprometimento deste grupo com o Vasco da Gama.

Este grupo que aí está não tem condições de nos tirar do atoleiro que eles mesmos nos jogaram. Se havia algum resquício de motivação, se perdeu com as bizarras entrevistas dadas nas últimas semanas.

Primeiro o Luxemburgo, dizendo que o jogo contra a ”Mulambada” é descartável, pois eles estão em outro nível, o que acaba justificando o pífio aproveitamento do time sob seu comando, inclusive com números piores que o fraquíssimo Sá Pinto.

Além disso, Luxemburgo responde pelo Vasco. Time perde, ninguém da diretoria se apresenta de forma adequada. Pedimos, que se apresentem, vão para entrevistas coletivas, representem o Vasco, da forma como deve ser. Pedimos, pelo amor de Deus!

Sugerimos o afastamento imediato dos jogadores Leandro Castan, Yago Pikachu, Neto Borges, Leo Gil e Carlinhos. Eles mostraram ontem que não querem jogar no Vasco. E já provaram antes que não podem jogar no Vasco. Que se tome atitude. O barco está afundando.

Pra molecada que subiu da base, que gosta de postar vídeos com dancinhas, que gosta de curtir a noite, que gosta de chuteiras coloridas e sobrancelhas feitas, virem homens! Honrem as calças que vestem. Se hoje vocês vislumbram algo na vida, devem ao Vasco.

Talles é um que imediatamente deve voltar pra base. Chega de mimimi, de fragilidade , de frescura! A torcida não aguenta mais jogadores sem sangue, que não ganham uma dividida. Jovens criados em São Januário, mas que não têm sangue de Vasco correndo nas veias. Tenham vergonha na cara! Tenham compromisso! Tenham atitude!

Nós, torcedores, vamos cobrar! Nós que ficamos sem dormir. Nós que brigamos com amigos, com família, que ficamos a semana inteira ansiosos. Vamos cobrar deste que é um dos grupos mais covardes da história deste Clube, senão o pior. Temos dois jogos para vencer. Ou se afasta quem não tem compromisso com o Vasco, ou não teremos a menor chance.

Vascaínos, se os jogadores não sabem o que é o Vasco, nós sabemos. E precisamos cobrar deles respeito e atitude. Nós não merecemos tanta covardia em campo. Não merecemos jogadores frouxos e que entram como se estivessem usando uma fralda suja por debaixo do calção. Vamos separar os homens dos meninos.

Mais uma vez, exigimos a este grupo: sejam homens e honrem a camisa e as calças que vestem. Se por ventura Luxemburgo for contra as intervenções, que rode também.

O Movimento Time da Virada manifesta todo o seu repúdio ao elenco que não conseguiu virar sequer uma partida ao longo de toda a competição. A voz das arquibancadas diz que o ”O Vasco é o Time da Virada, o Vasco é o Time do Amor”. O Vasco é isso. Este elenco, não.

Aos jogadores que ficarem para o milagre das últimas duas partidas, façam algo que parcialmente mude este cenário de elenco covarde. Façam, ao menos, pelas suas carreiras e pelas suas famílias. Porque pelo Vasco, já vimos que não há muito interesse. E anotem! Vamos cobrar!”