Mais Vasco divulga argumentos de Salgado no processo sobre eleição do Vasco

O grupo Mais Vasco divulgou nesta quinta-feira, o resumo das contrarrazões apresentadas por Jorge Salgado em processo sobre eleição do Clube.

Jorge Salgado comemora vitória na eleição do Vasco
Jorge Salgado comemora vitória na eleição do Vasco (Foto: Divulgação/Mais Vasco)

O grupo Mais Vasco divulgou nesta quinta-feira (03), o resumo das contrarrazões apresentadas por Jorge Salgado, no processo sobre eleição do Vasco.

Confira abaixo

Ontem nosso presidente Jorge Salgado apresentou, rigorosamente no prazo, suas contrarrazões ao Des. Camilo Rulière, no processo sobre o formato da eleição do Vasco.

Abaixo seguem os principais pontos abordados:

– Leven/Monteiro omitiram em seus agravos que no dia 3/11 todos os 5 candidatos se reuniram e concordaram com o adiamento das eleições, inicialmente marcadas pelo Mussa para o dia 7

– Leven/Monteiro omitiram em seus agravos que o edital do Campello estava suspenso por decisão judicial confirmada em 2ª instância (pois a competência para a elaborar o edital de convocação de AGO é do Presidente da AG, que já havia convocado validamente)

– A Lei Pelé assegura a votação não presencial como um direito basilar de todos os associados de entidades desportivas (art. 22, IV)

– A alteração promovida pelo legislador na Lei Pelé está em linha não só com os atuais tempos de pandemia, mas também com o legítimo objetivo de aumentar a participação democrática nos processos eleitorais dos clubes e está respaldada pela jurisprudência do STF.

– Votação não presencial não é uma novidade no Vasco, pois (i) o seu Conselho Deliberativo se reúne de forma não presencial desde março de 2020, após o início da pandemia e (ii) em 30/08 foi realizada AGE exclusivamente no formato não presencial para alteração do estatuto.

– A decisão de realizar uma AGO com apenas 12 horas de antecedência, com base num edital suspenso por decisão judicial, surpreendeu aos candidatos, que não tiveram tempo de se preparar adequadamente

– O próprio agravante, em áudio do dia 6/11, confessa que não havia preparação do clube para realizar uma AGO no dia 7: “A decisão saiu, vai ser cumprida, vai ter eleição amanhã. A princípio já falei com o pessoal do Vasco, não tá [sic] ainda o formato como vai ser, mas vai ter!”

– A “eleição” do dia 7 violou, a um só tempo, exigências sanitárias, normas legais e estatutárias e, também, o próprio caráter democrático do pleito.

Está tudo muito claro. Estamos certos que a justiça, e a vontade dos 1.682 sócios do Vasco que elegeram Jorge Salgado, irão prevalecer. Confiamos na sensibilidade do Poder Judiciário para uma decisão antes do recesso!

4 comentários
  • José Luiz Leal Darós - 4 de dezembro de 2020

    Parem de sacanagem, vcs perderam na urna por maioria dos sócios votantes e se toda torcida pudesse votar perderiam por mais ainda, vcs fazem parte deste passado patético do Vasco, deixem o Vasco votar a ser grande novamente, chega de vaidade e soberba o nosso presidente justo e o Leven, deixem ele trabalhar e tirar o Vasco do buraco que vcs colocaram.

    Responder
  • Orlando Perello Nogueira - 3 de dezembro de 2020

    Essas desgraças, cheios de vaidades, estão acabando com o VASCO.

    Responder
  • Claudiney - 3 de dezembro de 2020

    Isso quer dizer que a chapa dele não participou da eleição do dia 07/11 ,ele não tinha carros de som e afiliados …eles só sumiram em boa parte depois que perceberam que pela boca de urna não teria nenhuma chance…você já é passado Sr.Jorge salgado

    Responder
  • THEO A DA SILVA - 3 de dezembro de 2020

    Obrigado! Acabaram de encerrar o assunto.
    Argumentos mais fracos que o time atual do Vasco.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
20 de setembro de 2021
Globo divulga nota se desculpando por erro em Vasco x Cruzeiro

TV Globo não informou que segundo gol do Vasco da Gama havia sido anulado e informou o placar final da partida errado.

19 de setembro de 2021
Falha de comunicação fez Fernando Diniz substituir Nenê por engano contra o Cruzeiro

Um equívoco fez com que o meia Nenê fosse substituído por engano no empate do Vasco da Gama diante do Cruzeiro.

Fernando Diniz comemora retorno da torcida a São Januário: ‘Ajudou demais’

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz comemorou o retorno do público ao Estádio de São Januário neste domingo.

Diniz mostra incômodo com mais um gol sofrido pelo Vasco nos acréscimos

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz não escondeu sua frustração com empate diante do Cruzeiro e detonou a arbitragem.

Fernando Diniz critica arbitragem e lamenta empate contra o Cruzeiro

Treinador do Vasco da Gama, Fernando Diniz, critica a arbitragem e lamenta mais um empate do time na competição.

1º vascaíno a entrar em São Januário neste domingo celebra retorno: ‘Não tem igual’

O primeiro torcedor do Vasco da Gama a entrar em São Januário neste domingo, comemorou o retorno do público aos estádios.

Risível! Vasco divulga balanço do chamado ‘Evento Teste em Vasco x Cruzeiro’

Diretoria do Vasco da Gama divulgou o ‘Balanço evento-teste Vasco x Cruzeiro’, numa atitude cômica de exaltação do erro.

Torcedores reclamam e Vasco justifica escolha de laboratório para exames de Covid

Torcedores do Vasco da Gama se queixaram do valor salgado cobrado no ingresso e no teste de Covid-19, exigido para o duelo com o Cruzeiro.

São Januário recebeu 309 torcedores contra o Cruzeiro; veja a renda

Com volta da torcida para o jogo do Vasco da Gama contra Cruzeiro, São Januário recebeu 309 torcedores e uma renda de R$ 34.625.

Diretoria do Vasco passa vergonha com ingressos a R$ 250; não vendeu a metade

A diretoria do Vasco da Gama passou vergonha ao disponibilizar mil ingressos para o jogo contra o Cruzeiro e não vender a metade.

Veja mais notícias