Léo Gil fala sobre jogadas de bolas paradas, Luxemburgo e elogia base do Vasco

Leonardo Gil afirmou que tem que treinar mais jogadas de bolas paradas, comentou trabalho com Luxemburgo e base do Vasco da Gama.

Leonardo Gil treinando no CT do Almirante
Leonardo Gil treinando no CT do Almirante (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O meio-campista Léo Gil foi o escalado pelo Vasco para a coletiva desta terça-feira, véspera do duelo com o Bragantino, que será realizado na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pelo Campeonato Brasileiro. Um dos temas abordados foi o fato de ele ainda não ter comprovado a fama de especialista em jogadas de bolas paradas.

O argentino garantiu não ser por falta de esforço, mas disse que o bom aproveitamento no quesito depende de quem cobra a falta e de quem vai à área.

– Creio que os vídeos que todos viram sobre mim foram pautados no meu trabalho. Acredito que a qualidade da bola parada eu sempre tive, já me saí bem, outras vezes, nem tanto. Acho que tenho de treinar mais. São 50% de quem bate e 50% de quem vai cabecear. Temos que seguir trabalhando e tomara que venham os gols ou alguma assistência. É uma qualidade de quem bate e de quem ataca. Se o batedor bate bem, e quem ataca cabeceia mal, não dá certo. Se quem bate não cobra bem, e o cabeceador vai bem, também não dá certo.

O argentino, contratado em outubro, ainda não deslanchou com a camisa do Vasco e soma 17 partidas. Ele ainda não fez gols pelo clube.

Confira as demais repostas de Leo Gil

Sequência contra Bragantino, Atlético-MG e Palmeiras

– Acredito que temos uma sequência muito importante, temos nove finais. Temos que pensar hoje no Bragantino, um time muito forte e duro. Estamos analisando o time deles com o professor. Temos que acreditar no trabalho, e a equipe tem muito mais confiança. Que possamos fazer o melhor e conquistar três pontos fora de casa para conseguirmos a permanência.

Trabalho com Luxa

– Creio que Vanderlei é um excelente treinador. Acredito que todos o conhecem no futebol mundial. Trabalhou muito tempo no Palmeiras, no Real Madrid, na Seleção. Treinou o Vasco, começou aqui. Veio ajudar o clube com toda sua experiência e com tudo que transmite em campo. É tratar de nos adaptarmos o mais rapidamente possível à sua ideia de jogo e buscar os resultados. Infelizmente no último jogo tivemos uma passagem ruim em que expulsam um companheiro. Mas quando ganhamos, ganhamos juntos. E perdemos juntos. Estamos todos juntos. Acredito que trabalhamos muito duro para conseguir os resultados.

Nível de atuação aquém do esperado

– Adaptação ao futebol brasileiro custa tempo. É uma das melhores ligas. Creio que a adaptação é importante e me adaptei rápido. Acho que sempre trabalho para dar o melhor. Às vezes sai, às vezes não. Creio que o momento do time começou a melhorar nesses últimos três jogos. Tiramos coisas importantíssimas desses três jogos. Quando todos estão em bom nível, isso ajuda a melhorar o companheiro. Estamos num momento em que todos atletas estão com outra mentalidade.

Ausência de Bruno Gomes no meio

– Bruno é um garoto novo, que tem muita qualidade e muitas características defensivas, mas acredito que todos são importantes. Quem o substituir vai fazer da melhor maneira. Os objetivos a curto prazo são do grupo. Um nunca sabe quando pode jogar ou sair do time. O mais importante é estar preparado. Creio que temos de confiar em cada um dos companheiros, pois todos farão da melhor maneira.

Ambiente após a derrota para o Coritiba

– Creio não temos tempo para lamentar os jogos que passaram. O grupo, como disse, está forte. O mais importante é pensar no próximo jogo, se focar nele. E o que passou já é passado. As coisas que foram bem feitas temos que manter e corrigir as coisas que fizemos mal. Temos que estar todos juntos e seguir remando para o mesmo lado.

Mudança constante de jogadores

– Acredito que dificuldades (trazidas pelos desfalques seguidos) não. Estão todos preparados e não temos para lamentar e pensar em qual companheiro vai jogar ou não. Quem entra tem que dar o máximo e fazer o que pede o professor. É entrar concentrado, dar o máximo e estar todos juntos. Só dessa maneira podemos sair dessa situação. O mais importante é a confiança.

Objetivo pessoal no Vasco de marcar gols ou ajudar mais ofensivamente?

– O objetivo que tenho como jogador é ajudar o time, fazer da melhor maneira. Não me considero um goleador, eu cumpro outra função no meio-campo. Acredito que já com 29 ou 30 anos você se dá conta do que pode fazer. Tem que ser um jogador inteligente. Jogo pela equipe. E também posso ajudar um pouco no ataque, mas não é a primeira função. Acho que estou mais para a organização e para a recuperação de jogo. Também tenho a arma da bola parada, que às vezes funciona e às vezes não funciona.

Relação com Cano e Benítez

– Em todos os times sempre há um argentino. No primeiro dia que cheguei ao clube, já havia enfrentado Martín (Benítez), mas Germán (Cano) eu não conhecia. Me encontrei com excelente pessoas e que me ajudaram com várias coisas, como encontrar uma casa e me adaptar ao clube. Temos uma linda relação, vamos às casas de um e do outro. A relação tem que ser muito boa com todos os jogadores. Nos entendemos bastante, tratamos de conversar as coisas que passam no campo. Creio que tenho de conhecer a maioria dos jogadores para ajudá-los.

Jovens em crescimento no Vasco: “Que a responsabilidade caia sobre nós, os mais velhos”

– Vasco é muito grande. Esse garotos precisam de muito apoio, que a pressão da torcida seja com os mais velhos. Em cima da gente. Como Fernando, Werley, Castan, Cano… Para que os mais novos desfrutem e se libertem. Que essa responsabilidade caia sobre nós. O mais importante é ajudá-los e protegê-los para que eles mostrem isso em campo. Para que não tenham medo de bater no gol, de driblar. Que tenho 100% da nossa confiança para jogar. Que o outro trabalho de recuperar é conosco, que somos as pessoas responsáveis por isso. Vasco tem uma base muito boa. Pec, Juninho, Cayo… O mais importante é dar confiança para eles se desempenharem.

Fonte: Globo Esporte

Leia mais sobreLeonardo Gil
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
1 de dezembro de 2021
Carol Paiffer assina documento de sigilo e se reunirá com o Vasco nesta quinta-feira

A investidora Carol Paiffer se reunirá com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, além do CEO Luiz Mello, nesta quinta-feira.

Eduardo Freeland confirma sondagem do Vasco, mas seguirá no Botafogo

O diretor executivo do Botafogo, Eduardo Freeland, disse que houve uma conversa de presidentes, mas que seguirá no projeto botafoguense.

Torcedor adiciona canguru em plano de sócio do Vasco

Gabriel Cavera, torcedor vascaíno que mora na Austrália, adicionou um canguru ao plano de sócio animal do Vasco da Gama.

Mesmo na Série B, Vasco segue entre os preferidos de investidores árabes

O Vasco da Gama figura ‘lista’ de preferência de bilionários árabes que querem investir no futebol brasileiro.

Zé Ricardo comandou o Vasco em momento conturbado entre 2017 e 2018

O técnico Zé Ricardo comandou o Vasco da Gama em um dos momentos mais turbulentos da história do Clube entre 2017 e 2018.

Vasco enfrenta o LGD/Karanba nesta quarta pelo Carioca Feminino Sub-18

Vasco da Gama e LGD/Karanba se enfrentarão nesta quarta-feira em jogo válido pelo Campeonato Carioca Feminino Sub-18.

São Januário e Sede Administrativa do Vasco amanhecem com faixas de protesto

Nesta quarta-feira o entorno do Estádio de São Januário e a Sede Administrativa do Vasco da Gama amanheceram com faixas de protesto.

Vira Vasco pede renúnica da diretoria do Vasco

No seu perfil no Instagram, a Vira Vasco pediu a renúncia da diretoria do Vasco da Gama, devido a fase que o Clube vive.

Tradição Vascaína divulga nota com críticas à diretoria do Vasco

Confira a nota do grupo Tradição Vascaína com críticas à atual diretoria do Vasco da Gama, presidida por Jorge Salgado.

Bulhões dá mais detalhes sobre criação de SAF para gerir o futebol do Vasco

Vice jurídico do Vasco da Gama, José Cândido Bulhões elucidou alguns pontos sobre a transformação do futebol do Clube em empresa.

Veja mais notícias