Julio Brant não vê mudança de discurso entre declarações sobre a suspensão da eleição

O site Vasco Notícias esteve na entrevista coletiva de Julio Brant e questionou sobre diferenças em seu discurso após a suspensão.

Julio Brant durante entrevista nesta terça-feira
Julio Brant durante entrevista nesta terça-feira (Foto: Hector Werlang)

Ocorreu na tarde da última terça-feira (10) uma entrevista coletiva do candidato à presidência do Vasco da Gama, Julio Brant, que teve como tema o impasse que envolve a eleição do Clube.

A equipe do site Vasco Notícias esteve presente na entrevista coletiva e fez uma pergunta a Julio Brant. Questionou-se sobre uma possível contradição entre os discursos do candidato sobre a suspensão da eleição.

Em entrevista poucos minutos depois da suspensão, o que aconteceu restando poucas horas para o fim da votação, Julio Brant se mostrou indignado com a situação, destacou a presença em massa dos vascaínos, se mostrou disposto a seguir o pleito e ainda disse que estava em crescente nos votos e que venceria.

Julio Brant, no entanto, deixou a votação poucos instantes depois. Em vídeo publicado nas redes sociais da Sempre Vasco, na segunda-feira (09), quase dois dias depois da votação, ele declarou que era impossível os vascaínos que moram longe comparecem por causa do curto espaço de tempo e se disse confiante por uma nova eleição neste sábado (14).

Questionado sobre isso, o candidato vascaíno respondeu:

– Não houve mudança de postura nenhuma. Nós nos surpreendemos, na verdade, e o Vasco, isso é uma felicidade, com a capacidade de mobilização do nosso público. É por isso que peço que você continue mobilizado para a gente ganhar a eleição sábado agora. Vamos ganhar essa eleição. A capacidade de mobilização foi incrível. Vou dizer para você: o momento em que comuniquei que estava indo à eleição era cerca de 7h, que foi a hora que acordei e me lembrei que precisava comunicar que estava participando porque até então não sabiam se eu ia participar ou não. Então, naquele momento eu soltei o tweet: “Estou a caminho de São Januário”, para o pessoal saber que eu estava ali. Nosso público estava tão mobilizado para participar da eleição que nos surpreendeu nesse processo. O que tentei dizer no dia seguinte, da impossibilidade, era principalmente dos sócios de fora do Rio, e aí eu vou te dar um dado: eu participei desse processo em seis anos de campanha, eu estive em vários estados do Brasil como parte do nosso projeto. Fizemos esse exercício. Paraíba, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, enfim, estive Brasil a fora conversando com vascaínos para entender um pouco os anseios, e os dois principais deles é ter o Vasco mais próximo e poder votar numa eleição. Um deles estava impossibilitado no momento por questão de tempo, material, porque a gente vive um momento de pandemia, os voos estão limitados, então você tem uma impossibilidade logística muito grande. Eu estava recebendo mensagens de eleitores meus, do interior do estado do Rio de Janeiro, não era nem de fora, dizendo que não iriam conseguir chegar, que não ia dar tempo, então aquilo me angustiou porque eu vi primeiro que a gente vinha muito forte, esses eleitores do interior do estado estavam chegando no final do dia, e aqueles que viriam já mobilizados para votar, a grande maioria estava mobilizado para outro dia, não vieram votar. Essa foi a impossibilidade que vi e isso me deixou muito angustiado, muito chateado. Eu, na hora da minha entrevista, estava de fato muito indignado mesmo com aquela decisão. Estava indignado porque já deveria ser umas 20h mais ou menos, estava muito cansado, sensibilizado com os sócios que ficaram duas ou três horas numa fila que foi dificultada por pessoas de um determinado candidato, claramente a gente via, e depois disso tudo, cansado, doido para ter o ‘split’ final e contar os votos, acontece uma decisão judicial que paralisa a eleição. Isso me chateou, claro, muito e, no dia seguinte, disse que a impossibilidade de votar era total porque eu comecei a ler as mensagens que não tinha conseguido ver. Pude ver o tamanho de eleitores, da Bahia, por exemplo, um grupo de pessoas, que não veio. Aquilo me chateou muito e, por isso, externei no dia seguinte (segunda-feira) em função do que recebi da chateação dos meus eleitores, mas depois disse que pela decisão judicial eles terão como votar, vamos ver como vai ser a definição do processo eleitoral, que se decidiu hoje, eu não sabia o que fazer, não tinha a informação.

Julio Brant foi o terceiro colocado na eleição, que foi suspensa, pela apuração feita já na madrugada, ficando atrás de Leven Siano e Jorge Salgado, o que contraria algumas pesquisas antes da eleição que o colocavam em primeiro. O candidato agora espera o novo pleito para que ocorra um cenário diferente e consiga chegar a presidência do Vasco

Leia mais sobreEleiçãoJulio Brant
9 comentários
  • Sinevaldo Ademir Reinert - 12 de novembro de 2020

    Desgraçado, imoral, participou da eleição, assinou a ata da abertura e não contestou nada em ata sobre a eleição, estava lá presente chamando seus eleitores na maior felicidade e confiança, depois que percebeu que iria perder acionou o Mussa, pra estragar uma eleição legítima dentro do estatuto do Vasco,

    Responder
  • Fábio de Sousa - 11 de novembro de 2020

    Júlio Brant não tem vergonha na cara, falou tanto que o Campello era um golpista e agora está fazendo pior. Deixa o Vasco em paz seu safado

    Responder
  • OsvaoOo Silva da Cruz - 11 de novembro de 2020

    Essa raça antiga do Vasco e resíduos do Eurico Miranda, sai do Vasco correndo

    Responder
  • Ademir de Moraes Ferreira - 11 de novembro de 2020

    Se tirarem a eleição legítima de Leven Siano, a torcidas tem de fazer um pacto de abandonar os estádios e sair de sócio do Vasco. Se querem o Vasco só para eles, não precisa da torcida. Para continuar passando vergonha, decepção e gozação melhor abandonar o time. Pelo.menos não poderão roubar dinheiro da torcida.

    Responder
  • Alex Alves Ribeiro - 11 de novembro de 2020

    Só digo uma coisa: se o Leven não for presidente do Vasco isso vai gerar uma revolta geral na nação vascaína. Aguentem a bomba explodir presidência, conselhos e outros da diretoria do Vasco. Eu, se fosse candidato teria a inteligência, ombridade e moral de não concorrer a presidência do Vasco. Porque quem for assumir a presidência ilegalmente, a não ser o candidato Leven Siano vai sofrer desde o primeiro dia que se sentar na cadeira de presidente até o último dia de sua gestão. Acredito que a torcida do Vasco em geral não vai dar paz a esses que estão tentando dar o golpe. Sejam inteligentes e tenham um pingo de moral deem a presidência a quem de fato foi eleito. Essa é a vontade da NAÇÃO VASCAÍNA.

    Responder
  • Antônio carlos - 11 de novembro de 2020

    Levem , eu acredito que seja declarado presidente em breve, mas caso a justiça determine nova eleição on LINE , participe , pois sabemos que você e o único candidato capaz de derrota esse cidadão que perdeu duas eleição por maracutaia e agora tá se prevalecendo do mesmo artifício que fizeram com ele outras vezes, vamos mostrar a eles que somos mais forte que todos

    Responder
  • Sebastião Ferreira de Castro - 11 de novembro de 2020

    Vergonha, Vergonha total
    Candidatos sujos, bandidos, safados.
    Querem quebrar o Vasco.
    Diretores e sócios de votantes
    Sujos, ratos nojentos.

    Responder
  • Eduardosilva - 11 de novembro de 2020

    cara uma vergonha esse Jorge Salgado e o Júlio os caras não querem o bem do Vasco não estamos na zona de rebaixamento com um time ridículo e essa bunda mole não se unem para tirá nosso time dessa vergonha e sim bringam pelo poder. já vimos essa novela com o campelo e olhar onde estamos infelizmente essa diretoria esse musa são um bando de velhos cheio de orgulho que esquecem que quem foi vota realmente é vascaíno de coração esse caras não só querem e o poder a instituição que se foda.

    Responder
  • Germano - 11 de novembro de 2020

    Sujos, podres, derrotados amargurados, bandidos, é isso que vocês são. A torcida deveria parar de ir ao estádio em repúdio a vocês seus monstros, colocando interesses sórdidos e pessoais acima.do Vasco e de sua apaixonada torcida. Covardes.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
3 de dezembro de 2021
Grupo político Malta do Vasco critica gestão Salgado e possível SAF: ‘Não serve’

Em tom bastante crítico, Malta do Vasco da Gama se referiu a Salgado como ”presidente sob judice” e afirmou que SAF não serve para o Clube.

Empresário de Cano elogia Salgado mas pondera sobre negociação: ‘Não será fácil’

Jose Costanzo, responsável por gerir a carreira de Germán Cano e negociar com o Vasco da Gama, afirmou que Salgado é alguém ”muito correto”.

Parazinha e Bento fala sobre o jogo contra o Fluminense pelo Carioca Feminino Sub-18

A lateral-esquerda e Parazinha e o técnico Leonardo Bento falaram sobre o clássico que o Vasco da Gama terá pela frente na competição.

Vasco inicia tratativas para manter Germán Cano; Daniel Amorim está em espera

O Vasco da Gama espera que o atacante Germán Cano aceite uma redução salarial, mas a dívida de R$ 3,5 milhões pode ser impasse.

Flamenguista, Marcelo Freixo conta quando foi zoado por aluno vascaíno de forma épica

O deputado federal, Marcelo Freixo, contou que foi zoado pelo aluno após o Vasco da Gama vencer o Carioca de 88 sobre o Flamengo.

61 beneméritos assinam carta-aberta com críticas a Salgado e contra a SAF

Os 60 beneméritos e grandes beneméritos fizeram fortes críticas ao presidente Jorge Salgado e a criação da SAF no Vasco da Gama.

Clubes de São Paulo e Minas Gerais teriam sondado Tiago Reis

De volta após empréstimo ao Confiança, o atacante do Vasco da Gama, Tiago Reis, está com o futuro indefinido em São Januário.

Confira os melhores momentos de Vasco 2 x 2 Fonseca pela Copa Liga Rio de Futsal

Assista aos melhores momentos da classificação do Vasco da Gama para a final da Copa Liga Rio de Janeiro de Futsal.

Vasco empata com o Volta Redonda no 1º jogo da final da Taça Rio Sub-15

Nesta sexta-feira o Vasco da Gama empatou com o Volta Redonda no 1º jogo da final da Taça Rio Sub-15, no Estádio Raulino de Oliveira.

Confira vídeo sobre a captação de atletas para o Remo do Vasco

Assista ao vídeo sobre a captação de atletas para o Remo do Vasco da Gama, que está com inscrições abertas para jovens de 12 a 17 anos.

Veja mais notícias