Guerreiros do Almirante emite nota repudiando volta do Vasco aos treinos

A Guerreiros do Almirante emitiu uma nota oficial criticando o presidente do Vasco da Gama pela volta do elenco aos treinos.

O volta às atividades no futebol carioca tem dividido a opinião de torcedores vascaínos. A torcida organizada Guerreiros do Almirante emitiu uma nota oficial, nesta quarta-feira, em que repudia os esforços do presidente do Cruz-Maltino, Alexandre Campello, para que os treinos e o Campeonato Estadual sejam retomados. O texto faz um apelo para que os jogadores não aceitem o que seria uma "imposição" para retomar as atividades.

No texto, os torcedores criticam autoridades públicas, em especial do Poder Executivo, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e o presidente Alexandre Campello, por articular com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim. Também são feitas menções aos atrasos salariais no clube.

A Guerreiros do Almirante foi criada em 2006, inspirada nas "barras" argentinas. Integrantes não utilizam uniformes próprios e são responsáveis pela composição de dezenas de músicas cantadas pelos vascaínos nas arquibancadas.

Confira a nota na íntegra:

"A torcida Guerreiros do Almirante vem a público manifestar o seu repúdio pela volta do futebol carioca. A volta dos treinos e partidas em meio a uma crise de saúde é irracional. Alguns jogadores, familiares e funcionários do clube testaram positivo para Covid-19, como pensar em retorno diante dessa situação? Os números de contaminados e vítimas aumentam diariamente, o Brasil lidera o ranking mundial de mortes diárias por conta do vírus. Só existe espaço para LUTO, solidariedade e expectativa de resolução desse problema.

É inadmissível que o presidente Alexandre Campello, médico, que devia prezar pela vida articule com o mandatário do nosso maior rival a volta do Campeonato Carioca. Quantas vidas precisam ser destruídas para que pessoas ricas e engravatadas entendam a necessidade de adotar as medidas de segurança no combate ao coronavírus? Quando vão pensar nos trabalhadores do país? O mundo inteiro planeja a volta de suas atividades pois seguiram recomendações de especialistas, já o Brasil caminha para o sentido oposto. Não sabemos quem será o próximo ministro da saúde até esta nota ser lançada. Como voltar a jogar bola e vibrar com cada gol se pessoas que nos cercam correm perigo? Por falar em pessoas, cabe lembrar que o CRVG atravessa uma de suas piores crises salariais. Há funcionários e funcionárias do clube que mal receberam algum salário no ano de 2020. Jogadores e comissão técnica estão há quatro meses sem receber. O Departamento paralímpico teve suas atividades encerradas. Portanto, não há em nosso clube um cenário favorável para a volta do futebol

Os Poderes Executivos sabem da gravidade mas não resistiram à pressão de empresários. Nossa cidade possui o segundo maior número de contaminados e vítimas do coronavírus e, no último sábado (23 de maio), registrou-se recorde de mortes. Os lucros da FFERJ não estão na frente de milhares de vidas. A suposta solução de diminuir a capacidade de torcedores ou fechar os portões se configura como um golpe contra a cultura torcedora. A atmosfera, o calor e a festa da arquibancada são um diferencial, não só para o Vasco. Lideranças políticas não estão preocupadas com a saúde de torcedores e torcedoras, na verdade querem camuflar sua falta de compromisso.

Além disso, clubes e federações não vão falir do dia para a noite. A argumentação de que o futebol precisa retomar para que o dinheiro volte a circular é uma falácia. No ano de 2019, CBF, Federações e Rede Globo lucraram bilhões com o futebol. Valores astronômicos não condizente com a realidade da maioria dos clubes. Por que não, então, articular em conjunto com o Governo Federal um plano de auxílio de acordo com a necessidade de cada clube de futebol? E assim pararem de responsabilizar quem é vítima do descaso, assim como o governo faz com os brasileiros ao dificultar o acesso ao auxílio emergencial.

JOGADORES DO VASCO NÃO ACEITEM ESSA IMPOSIÇÃO!

ESTA NOTA REPUDIA TODAS AS AÇÕES DESUMANAS DAS AUTORIDADES BRASILEIRAS E DO PRESIDENTE ALEXANDRE CAMPELLO.

VIDAS IMPORTAM.NÃO EXISTE FUTEBOL SEM TORCIDA. O VASCO É MAIOR QUE TODOS VOCÊS.

ATT.GUERREIROS DO ALMIRANTE
SAÍDA 3"

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »