Gabriel Pec relembra chegada, trajetória na base e encontro com Coutinho

O meia-atacante do Vasco da Gama, Gabriel Pec, que vem se destacando nesse início de temporada, já soma 12 anos em São Januário.

Gabriel Pec comemorando gol pelo Vasco
Gabriel Pec comemorando gol pelo Vasco (Foto: Vasco.com.br)

Tentando engrenar na temporada 2021, o Vasco da Gama não tem dado muitos motivos para a torcida comemorar. Depois do traumático rebaixamento à Série B, o Gigante tem feito um começo de Campeonato Carioca muito inferior ao que se espera.

O técnico Marcelo Cabo ainda busca o melhor esquema, e espera a chegada de reforços. No entanto, um garoto que já estava no elenco pode ser apontado como o destaque da equipe até o momento. Trata-se do meia-atacante Gabriel Pec, de 19 anos, oriundo das categorias de base vascaína.

De volta ao profissional após um produtivo breve retorno ao Sub-20, Gabriel Pec tem feitos boas partidas e parece ter conquistado de vez o seu espaço na equipe principal, com seus três gols marcados até o momento, ocupando assim o posto de artilheiro vascaíno na temporada.

Com o bom começo do garoto, o site Globo Esporte publicou uma matéria especial sobre ele, inclusive o ouvindo, com foco nos 12 anos que está em São Januário. O meia-atacante, inicialmente, contou como chegou ao Gigante, contando a sua emoção e a do seu pai vascaíno pelo convite.

– O Vasco fez amistoso em Petrópolis, me viram jogar e recebi o convite para jogar no clube. Inicialmente eu não acreditei. Demorou a fichar a cair. Meu pai é vascaíno, eu também. Foi uma emoção muito grande. A ficha só caiu quando comecei a treinar com grupo e passei no teste no primeiro dia.

Natural de Petrópolis, Gabriel Pec contou como era a sua rotina de treinos enquanto jogava na base vascaína, que não nada fácil.

– Vinha todos os dias para o Rio. Saia de Petrópolis por volta de meio dia, almoçava no carro, ia para o treino de campo, lanchava, ia para o futsal, jantava dentro do carro e dormia na volta, para ir cedinho no dia seguinte para escola e voltar para São Januário treinar. Levava 1h20 para ir e mais 1h20 para voltar. Com trânsito, podia levar até 2 horas (cada trajeto).

Encontro com Coutinho

Gabriel Pec chegou ao Vasco com apenas 8 anos, na época em que o craque Philippe Coutinho estava surgindo em São Januário. O meia-atacante contou quando tirou uma foto com ele antes de um treino de futsal na Colina Histórica.

– Quando eu cheguei, o Coutinho era o menino mais falado no Rio. Antes do treino do futsal, ele veio tirar foto conosco. Guardo essa foto até hoje. Foi logo que cheguei ao Vasco, com 8 anos.

Gabriel Pec, no entanto, não teve um bom começo na equipe principal. Desde muito cedo destaque na base, o garoto vinha acumulando atuações apagadas no profissional, o que mudou após o retorno ao Sub-20. Na categoria, venceu o Campeonato Carioca, a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil, voltando com mais prestígio e confiança ao time de cima.

Leia mais sobreGabriel Pec

Nenhum comentário ainda.

Deixe sua opinião

Últimas notícias

9 de maio de 2021

Feliz, Germán Cano posa com placa e projeta final da Taça Rio

Germán Cano esbanja felicidade ao exibir placa e projeta vencer a final da Taça Rio, contra Botafogo ou Nova Iguaçu.

Confira os próximos 5 jogos do Vasco da Gama

Veja os próximos jogos do Vasco da Gama nesta temporada 2021, que serão disputadas em diversas competições.

Jogadores comemoram vitória contra o Madureira; veja publicações

Jogadores do Vasco da Gama comemoraram a vitória contra o Madureira com publicações em seus perfis nas redes sociais.

8 de maio de 2021

Cabo explica estratégia contra o Madureira e projeta final da Taça Rio: ‘Estamos prontos’

Marcelo Cabo falou sobre a tática adotada contra o Madureira e disse que o Vasco da Gama está preparado para a final da Taça Rio.

Cabo destaca domínio do Vasco, cita placar injusto e prevê times fechados na Série B

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo falou do domínio Cruzmaltino contra o Madureira, lamentou placar magro e projetou Série B.

Cabo exalta DNA ofensivo do Vasco e diz que busca por evolução defensiva continua

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo diz que a postura ofensiva do time é fruto de muito trabalho e que o sistema defensivo está evoluindo.

Cabo elogia o ‘camisa 10’ Marquinhos Gabriel: ‘Jogador de muita qualidade’

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo teceu elogios ao meia Marquinhos Gabriel e afirmou que enxerga o jogador como na função de camisa 10.

Léo Matos exalta classificação e comenta assistências contra o Madureira

Autor de duas assistências no jogo contra o Madureira, Léo Matos exaltou a classificação do Vasco da Gama na Taça Rio.

Léo Matos brinca com Marquinhos Gabriel e pede Pix por ‘gol roubado’

Lateral-direito do Vasco da Gama, Léo Matos pediu, em tom irreverente, um depósito via Pix para Marquinhos Gabriel por ter ‘roubado seu gol’

Castan faz 111º jogo pelo Vasco e iguala número obtido no Corinthians

Capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan chegou fez seu jogo de número 111 pelo Cruzmaltino contra o Madureira, neste sábado (08).

Veja mais notícias