Filho de Ricardo Gomes é sócio da empresa que gere as carreiras de Miranda e Graça

Esse detalhe, inclusive, seria um fator de receio do Vasco da Gama, temendo que o fato seja usado contra pela oposição.

Ricardo Gomes em sua passagem como diretor técnico do Vasco, entre novembro de 2012 e março de 2013
Ricardo Gomes em sua passagem como diretor técnico do Vasco, entre novembro de 2012 e março de 2013

O Vasco segue em compasso de espera para definir os novos nomes do departamento de futebol. Após diversas reuniões, a diretoria chegou a um consenso de que será necessário uma estrutura mais robusta do que a anterior, que tinha, basicamente, o diretor executivo Alexandre Pássaro.

A contratação de mais profissionais para o departamento de futebol vai gerar um custo maior aos cofres do Vasco. Por isso, o clube trabalha com cautela, já que dinheiro não é abundante dentro de São Januário.

Dentre os nomes analisados, o de Ricardo Gomes é quem está mais próximo de um acerto. As partes conversaram algumas vezes e marcaram uma nova reunião, ainda sem data para acontecer.

Ricardo Gomes está confiante e animado em voltar a trabalhar no Vasco. A expectativa é de que a negociação possa ser concretizada no próximo encontro. O treinador, campeão da Copa do Brasil de 2011, está cotado para a função de diretor técnico. No entanto, existe uma ressalva por parte do clube.

Apesar de ser um nome que agrada os membros da diretoria, Ricardo Gomes é pai do empresário Diego Gomes, sócio da empresa Brio Pro, que cuida das carreiras de Ricardo Graça e Miranda. O caráter e a índole de Ricardo Gomes não estão em discussão sobre o tema. O receio está na oposição, que pode usar relação de forma negativa para tumultuar o ambiente do clube e minar o trabalho do profissional.

CEO na mira e perfil de treinador traçado

Além de Ricardo Gomes, o Vasco busca a contratação de um CEO para o futebol e o nome de Anderson Barros é o que está mais forte no momento. O diretor executivo do Palmeiras já trabalhou no Cruz-Maltino e preenche as características que o clube está buscando, por ser experiente, vencedor e conhecedor de São Januário. Anderson trabalhou no Vasco em 2017, ano em que o time conseguiu uma vaga na Libertadores. Após o feito, o dirigente foi para o Botafogo.

Alexandre Mattos e Jorge Macedo estiveram em pauta mas o Vasco não chegou a fazer contato. Eduardo Freeland, diretor executivo do Botafogo, foi sondado, mas não vai sair do Glorioso. O perfil de treinador é o mesmo para CEO. O clube não planeja realizar apostas dessa vez e pretende contratar um técnico “medalhão”. Dorival Júnior é um nome que agrada a diretoria, mas o acerto é difícil por conta da alta dívida que o clube tem com ele.

Fonte: Jogada 10

Leia mais sobreRicardo Gomes
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Time da Virada recolherá assinaturas para a realização da AGE no Vasco

O Movimento Time da Virada estará na frente de São Januário neste sábado coletando assinaturas para a realização da AGE.

Edu reitera desejo de jogar no Vasco

Artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, o atacante Edu, do Brusque, reiterou o desejo de defender o Vasco da Gama.

Vasco disputa prêmio de melhor campanha de responsabilidade social

Por conta da camisa lançada em apoio ao movimento LGBTQIA+, o Vasco da Gama concorre ao prêmio de melhor campanha de responsabilidade social.

Péssima campanha no 2º turno ajuda a explicar fracasso do Vasco na Série B

Depois de um primeiro turno fraco, o Vasco da Gama fez um segundo turno ainda pior na Série B, influenciando no não acesso.

Confira números do Vasco na Série B 2021

Confira números do Vasco da Gama na Série B do Campeonato Brasileiro 2021, os quais não permitiram o acesso.

Movimentações do Vasco no mercado: veja quem chega, quem sai e quem fica no Clube

O Vasco da Gama reformulará o departamento de futebol para a temporada 2022 e já busca por reforços para o elenco.

Reportagem destaca que o Sócio Gigante tem plano destinado aos animais; assista

A reportagem mostrou que o Vasco da Gama, no programa Sócio Gigante, tem uma categoria especial para os bichos de estimação.

Vasco é multado por objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA

Por conta de objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA, o Vasco da Gama terá que pagar multa de R$ 5 mil.

Conheça a história do Dom Corvo I e Único, mascote do Vasco nas décadas de 40 e 50

O Vasco da Gama teve o Dom Corvo I e Único como símbolo de sorte nas décadas de 40 e 50, mas que perdeu força a partir de 60.

Alexandre Mattos afirma que acerto com outro clube freou conversas com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos disse que teve uma boa conversa com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, mas não avançou.

Veja mais notícias