Fernando Prass elogia Rodrigo Caetano ao falar sobre elenco de 2009: ‘Equilibrado’

O ex-goleiro do Vasco da Gama, Fernando Prass, exaltou o trabalho de Rodrigo Caetano na formação do elenco campeão da Série B.

Fernando Prass no CT Moacyr Barbosa
Fernando Prass no CT Moacyr Barbosa

Se em 2021 o Vasco da Gama não conseguiu o acesso na Série B pela primeira vez nas quatro participações até aqui, muito se deve aos erros na formação do elenco vascaíno. Quem ficou encarregado disso foi Alexandre Pássaro, que foi embora do Clube antes mesmo do término da temporada.

O maior exemplo de sucesso do Gigante na segunda divisão foi a equipe de 2009, que não apenas conseguiu o acesso, como também conseguiu com antecedência e levou o troféu. Inclusive, esse time foi base daquele que faturou a Copa do Brasil em 2011. A montagem desse elenco foi elogiada por Fernando Prass.

Em participação no canal Atenção, Vascaíno!, no Youtube, o ex-goleiro destacou o equilíbrio que marcava o elenco, com jovens atletas contratados, somando com a base, além daqueles mais experientes, como o seu próprio caso. Prass vê bastante mérito de Rodrigo Caetano, diretor executivo na época, na montagem do time.

– O Rodrigo Caetano, na época, foi muito competente. Conseguir montar um time também sem muito investimento. Tinha muito conhecimento de mercado, bom trânsito muito bom entre todos os envolvidos no futebol, juntou jogadores mais experientes com os mais jovens, casos do Ramon, Fagner, Nilton, Dedé, Romulo, os da base. O Vasco tinha muitos bons garotos, Alan Kardec, Alex Teixeira, Philippe Coutinho, Allan, Souza. Era uma base muito forte. Eu também, já com experiência mas não muito conhecido, vindo de fora, muito por causa do conhecimento que o Rodrigo tinha – relembrou o ex-goleiro, que completou lembrando que o começo não foi fácil:

– A gente conseguiu formar um grupo muito equilibrado, com algumas peças que foram os alicerces do time, mas que também dependiam muito das outras. Carlos Alberto, Fernando, o próprio Lima, eram referências, mas também precisaram da ajuda que quem não era conhecido. Acho que todo mundo entendeu o seu papel, e por isso o Vasco conseguiu fazer uma boa campanha, apesar de ter começado muito mal. Mas a gente reagiu, virou líder e não saímos mais.

De volta?

Aposentado dos gramados, Fernando Prass tem se preparado para trabalhar nos bastidores do futebol, como dirigente. O ídolo, inclusive, é um dos nomes cotados para integrar o novo departamento de futebol vascaíno para 2022, o que ainda é tratado como especulação no momento. O Cruzmaltino está observando opções no mercado, casos também de Pedrinho, Alexandre Mattos, Pedrinho e outros.

Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Time da Virada recolherá assinaturas para a realização da AGE no Vasco

O Movimento Time da Virada estará na frente de São Januário neste sábado coletando assinaturas para a realização da AGE.

Edu reitera desejo de jogar no Vasco

Artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, o atacante Edu, do Brusque, reiterou o desejo de defender o Vasco da Gama.

Vasco disputa prêmio de melhor campanha de responsabilidade social

Por conta da camisa lançada em apoio ao movimento LGBTQIA+, o Vasco da Gama concorre ao prêmio de melhor campanha de responsabilidade social.

Péssima campanha no 2º turno ajuda a explicar fracasso do Vasco na Série B

Depois de um primeiro turno fraco, o Vasco da Gama fez um segundo turno ainda pior na Série B, influenciando no não acesso.

Confira números do Vasco na Série B 2021

Confira números do Vasco da Gama na Série B do Campeonato Brasileiro 2021, os quais não permitiram o acesso.

Movimentações do Vasco no mercado: veja quem chega, quem sai e quem fica no Clube

O Vasco da Gama reformulará o departamento de futebol para a temporada 2022 e já busca por reforços para o elenco.

Reportagem destaca que o Sócio Gigante tem plano destinado aos animais; assista

A reportagem mostrou que o Vasco da Gama, no programa Sócio Gigante, tem uma categoria especial para os bichos de estimação.

Vasco é multado por objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA

Por conta de objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA, o Vasco da Gama terá que pagar multa de R$ 5 mil.

Conheça a história do Dom Corvo I e Único, mascote do Vasco nas décadas de 40 e 50

O Vasco da Gama teve o Dom Corvo I e Único como símbolo de sorte nas décadas de 40 e 50, mas que perdeu força a partir de 60.

Alexandre Mattos afirma que acerto com outro clube freou conversas com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos disse que teve uma boa conversa com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, mas não avançou.

Veja mais notícias