Fellipe Bastos diz que Vasco de 2020 é parecido com o de 2011

Segundo Fellipe Bastos, que fez parte do time marcante de 2011 do Vasco da Gama, os dois ambientes têm semelhanças.

Fellipe Bastos
Fellipe Bastos (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Principal destaque da vitória do Vasco da Gama por 2 a 0 diante do Sport, na última quinta-feira (13), sendo o autor dos dois gols da partida, o volante Fellipe Bastos concedeu entrevista nesta sexta (14) ao ge. Entre outros assuntos, o jogador comparou o atual time cruzmaltino ao elenco de 2011, campeão da Copa do Brasil do referido ano.

– Um dos melhores elencos que eu trabalhei, tanto de qualidade quanto de ambiente, foi o de 2011. É o exemplo de grupo que eu tenho pra minha carreira. Ele juntava qualidade técnica com a qualidade das pessoas, pois a gente se gostava. Nós gostávamos de estar juntos. Acabava o treino, a gente saía pra almoçar, pra jantar. Todo mundo junto. As famílias estavam sempre juntas. Nesse grupo de 2020, eu vejo um ambiente muito parecido com o de 2011, pois a gente vive um momento de reconstrução, um momento complicado financeiramente, assim como 2011. Mas nós estamos querendo muito. São jogadores novatos e experientes buscando um objetivo, que é o de marcar o nome na história do Vasco – disse Bastos.

Além disso, Fellipe Bastos comentou sobre o pedido do elenco cruzmaltino, no início do ano, para que o seu contrato fosse ampliado. O jogador se mostrou honrado com o pedido feito tanto por líderes do grupo quanto pelos mais jovens.

– Os jogadores pediram por mim, sabiam da importância que eu tinha para o grupo. E eu fico muito feliz, até pelo mais novos também. Eles conversaram, falaram com as pessoas, com Mazzuco, com o presidente (Campello), com o treinador (à época Abel Braga). O Leandro Castan, que é meu amigo pessoal, Fernando Miguel, Pikachu… Líderes do grupo pedindo a minha volta. As pessoas não sabem, mas eu baixei 80% do salário que eu recebia no Corinthians para ficar no Vasco, pois no meu coração eu sentia que tinha coisas para fazer aqui ainda, sentia que não tinha acabado minha história no Vasco. Eu sabia que seria importante para mim continuar no Clube, e felizmente chegamos a um denominador comum. Aqui eu me sinto em casa. As pessoas que estão no Clube querem que eu esteja aqui. Isso pra mim é muito importante – ressaltou o volante.

Contratado pelo Vasco pela primeira vez em meados de 2010, Fellipe Bastos tem, ao todo, 166 jogos com a camisa cruzmaltina, com 17 gols marcados. 

Leia mais sobreFellipe Bastos

Nenhum comentário ainda.

Deixe sua opinião

Últimas notícias

9 de maio de 2021

Feliz, Germán Cano posa com placa e projeta final da Taça Rio

Germán Cano esbanja felicidade ao exibir placa e projeta vencer a final da Taça Rio, contra Botafogo ou Nova Iguaçu.

Confira os próximos 5 jogos do Vasco da Gama

Veja os próximos jogos do Vasco da Gama nesta temporada 2021, que serão disputadas em diversas competições.

Jogadores comemoram vitória contra o Madureira; veja publicações

Jogadores do Vasco da Gama comemoraram a vitória contra o Madureira com publicações em seus perfis nas redes sociais.

8 de maio de 2021

Cabo explica estratégia contra o Madureira e projeta final da Taça Rio: ‘Estamos prontos’

Marcelo Cabo falou sobre a tática adotada contra o Madureira e disse que o Vasco da Gama está preparado para a final da Taça Rio.

Cabo destaca domínio do Vasco, cita placar injusto e prevê times fechados na Série B

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo falou do domínio Cruzmaltino contra o Madureira, lamentou placar magro e projetou Série B.

Cabo exalta DNA ofensivo do Vasco e diz que busca por evolução defensiva continua

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo diz que a postura ofensiva do time é fruto de muito trabalho e que o sistema defensivo está evoluindo.

Cabo elogia o ‘camisa 10’ Marquinhos Gabriel: ‘Jogador de muita qualidade’

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo teceu elogios ao meia Marquinhos Gabriel e afirmou que enxerga o jogador como na função de camisa 10.

Léo Matos exalta classificação e comenta assistências contra o Madureira

Autor de duas assistências no jogo contra o Madureira, Léo Matos exaltou a classificação do Vasco da Gama na Taça Rio.

Léo Matos brinca com Marquinhos Gabriel e pede Pix por ‘gol roubado’

Lateral-direito do Vasco da Gama, Léo Matos pediu, em tom irreverente, um depósito via Pix para Marquinhos Gabriel por ter ‘roubado seu gol’

Castan faz 111º jogo pelo Vasco e iguala número obtido no Corinthians

Capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan chegou fez seu jogo de número 111 pelo Cruzmaltino contra o Madureira, neste sábado (08).

Veja mais notícias