Evander celebra disputa da 1ª Champions League e analisa sua passagem pelo Vasco

Evander não escondeu a felicidade com seu bom momento no Midtjylland e revelou o que faltou para se destacar no Vasco da Gama.

Evander marcou golaço contra o Santos
Evander marcou na última vitória do Vasco na Vila Belmiro (Foto: Nelson Costa/Vasco)

De criticado no Vasco à peça-chave no Midtjylland, da Dinamarca. E, agora, pronto para disputar a primeira Champions League na carreira. Uma das principais promessas do Gigante da Colina, o meia Evander vive o sonho de jogar a maior competição de clubes do mundo aos 22 anos e falou com exclusividade ao Esporte News Mundos sobre isso.

Desde os oito anos de idade na base do Vasco, Evander sempre vestiu a camisa 10, inclusive em Mundial Sub-17 com a Seleção Brasileira. Apontado como uma joia na equipe cruzmaltina, o meia acabou vivendo muitos altos e baixos, teve problemas com a torcida, e foi emprestado ao Midtjylland em 2018.

Em sua primeira temporada na Dinamarca, Evander foi um dos destaques da equipe marcando 10 gols em 30 jogos disputados. O bom desempenho fez o Midtjylland comprar o jogador junto ao Vasco. Já na temporada 2019/20, o clube dinamarquês conquistou a Superliga e, consequentemente, uma vaga nos playoffs da Champions League.

Agora, após eliminar Ludogorets (Bulgária), Young Boys (Suíça) e Slavia Praga (República Tcheca), Evander e Midtjylland vivem o sonho de disputar pela primeira vez a fase de grupos da competição na história de ambos.

“Expectativa muito grande. A gente está ansioso para jogar a Champions League, começar logo. Primeira vez na história do clube e todo mundo está motivado para começarem os jogos. Passa no mundo todo e a gente quer que comece logo”, disse o meia ao ENM.

No entanto, a missão do Midtjylland na Champions League não será nada fácil. O clube da Dinamarca caiu no grupo com Liverpool, Ajax e Atalanta. Apesar disso, Evander espera poder surpreender na competição.

“A gente espera fazer o nosso. Muitos acham que estamos ali só para participar, por ser a primeira vez, e não sermos um dos grandes do grupo. A gente vai tentar surpreender com nosso futebol, lutar para passar de fase e ir devagar jogo a jogo”, contou ao ENM.

O Midtjylland de Evander estreia na Champions League na próxima quarta-feira (21) contra a Atalanta, em casa.

A entrevista completa com Evander:

O que faltou no Vasco?

Acho que no Vasco faltou um pouco mais de insistência. Tinha jogo que ia bem, tinha uma continuidade. Aí quando ia mal, saía do time, nem ia para relação, ficava muito tempo fora. Faltou um pouco daquele “deixa ele jogar”. Aqui eu logo tive oportunidade de jogar, fui ganhando sequência e me firmei como titular. Mesmo quando não fazia uma partida tão boa, continuava no time. Pude pegar ritmo de novo, confiança, e estou num momento bom aqui agora. Conquistei bastante coisa no clube em dois anos: um título inédito da Copa da Dinamarca, uma Liga e a classificação para Champions League.

Foto polêmica

O intuito era de tentar fazer as pazes com torcedor, não estava em um bom momento. Mas deu errado. O intuito era de levar uma brincadeira, não o deboche. Acabou indo pro lado errado e depois eu percebi também que não deveria ter feito. Acho que não influenciou na minha saída (do Vasco). Depois eu voltei a treinar e jogar com o grupo. Minha saída aconteceu no decorrer do profissional, não por causa dessa foto. Tentei me aproximar do torcedor, mas acabou afastando. Foi uma coisa totalmente errada que fiz.

Diferença do futebol brasileiro para o dinamarquês

Falta um pouco de paciência (no Brasil). Torcedor quer resultado de imediato e no futebol isso dificilmente acontece. No Brasil não dá tempo de um jogador se firmar, ainda mais um jovem que tem altos e baixos. Aqui (na Dinamarca) eles preparam mais o atleta quando chega nessa fase. Além disso, também tem tempo para trabalhar entre um jogo e outro.

Propostas de Porto e Atlético de Madrid

Teve sondagem sim (de Porto e Atlético de Madrid). Mas nenhuma proposta oficial. Meu contrato aqui no Midtjylland é até 2024.

Sonhos na carreira

Eu penso em chegar nos clubes maiores, nos grandes europeus. Mas eu procuro fazer o meu melhor aqui, respeitar a camisa do Midtjylland. Foi um clube que me apoiou desde que cheguei, então procuro defender com muita força e muita garra. Sonho mesmo tenho em voltar a camisa da Seleção Brasileira.

Voltar à Seleção

A Dinamarca não é um país com uma Liga tão grande, então pouco se olha para cá. Agora que a gente está na Champions League deve dar um pouco mais de atenção. Espero voltar a vestir essa camisa (da Seleção).

Fonte: Esporte News Mundo

Leia mais sobreEvander
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
17 de setembro de 2021
Fernando Diniz nega desgaste físico dos jogadores do Vasco contra o CRB

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz disse que os jogadores não tiveram desgaste físico no jogo contra o CRB.

Germán Cano se torna o 6º maior artilheiro do Vasco no século XXI

O atacante Germán Cano chegou a 39 gols e empatou com Alecsandro como sexto maior artilheiro do Vasco da Gama neste século.

Eduardo Paes brinca sobre público no jogo entre Vasco e Cruzeiro: ‘Fazendo meu lobby’

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro disse que fez ‘lobby’ pela liberação de público no jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro.

Efeito estreantes! Vasco acumulou números superiores que o CRB em empate

Nas estreias de Fernando Diniz e Nenê, o Vasco da Gama elevou o nível de atuação, mas ainda pecou individualmente e deixou a vitória escapar.

Zeca recebe o 3º amarelo e será desfalque contra Cruzeiro

O lateral-esquerdo do Vasco da Gama, Zeca, levou o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática diante da Raposa.

Diniz projeta vitória contra o Cruzeiro e cita importância da torcida em São Januário

Fernando Diniz, técnico do Vasco da Gama, projetou a vitória contra o Cruzeiro e desejou que a torcida esteja em São Januário.

Nenê deixa boa impressão em sua reestreia pelo Vasco

Em sua reestreia pelo Vasco da Gama, Nenê deixou boa impressão e arrancou elogios de torcedores cruzmaltinos.

Prefeitura do Rio libera e Vasco pode ter torcida em São Januário contra o Cruzeiro

Com o novo decreto da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama está prestes a ter de volta a torcida no Estádio de São Januário.

Após suspensão, Daniel Amorim fica à disposição do Vasco contra o Cruzeiro

Daniel Amorim está à disposição do Vasco da Gama para o jogo contra o Cruzeiro no próximo domingo, em São Januário.

Fernando Diniz justifica utilização de apenas 1 volante contra o CRB

Na entrevista coletiva após o jogo contra o CRB, o técnico Fernando Diniz explicou porque escalou o Vasco da Gama com apenas um volante.

Veja mais notícias