Entrevista coletiva de Marcelo Cabo após o jogo contra o Nova Iguaçu

O técnico Marcelo Cabo afirmou que já esperava queda física dos jogadores e lamentou o empate contra o Nova Iguaçu.

Marcelo Cabo durante o jogo contra o Nova Iguaçu
Marcelo Cabo durante o jogo contra o Nova Iguaçu (Foto: André Durão)

O técnico do Vasco, Marcelo Cabo, estreou com empate contra o Nova Iguaçu, pela terceira rodada do Campeonato Carioca: 2 a 2, em São Januário. Além dele, estrearam o zagueiro Ernando e o meia-atacante Marquinhos Gabriel.

O treinador fez avaliação do resultado, que considerou ruim, mas viu coisas positivas no time: a maior delas, a atuação de Gabriel Pec, atacante que fez dois gols. Cabo lembrou que exige muito fisicamente dos seus atletas de lado de campo. Considerou que o jovem vascaíno cumpriu bem sua função e ainda teve qualidade para ser decisivo na frente.

– O resultado foi ruim porque a gente tem que buscar sempre a vitória em São Januário e ela não veio. Ficamos muito chateados, mas acredito que em cinco dias de treinos, com sete sessões apenas, voltando do recesso, construindo uma nova equipe, principalmente no primeiro tempo tivemos coisas muito positivas. Tivemos 10 oportunidades, mas só conseguimos concluir duas no gol. No segundo tempo tínhamos ideia de que cairíamos de intensidade, foi o que ocorreu nos últimos 20 minutos, mas o Pec fez grande partida, outros setores foram muito bem. Achei que o Ernando foi muito seguro atrás. Tivemos a estreia do Marquinhos, que estava programado para atuar 30 minutos e foi muito bem em 30 minutos – comentou o treinador.

Cabo lembrou que todas as atenções se voltam para a Copa do Brasil. Na quinta-feira, em Poços de Caldas, a equipe vascaína joga pelo empate para avançar de fase contra a Caldense – no estádio Ronaldão, às 21h30.

Para esta partida de quinta, o treinador adiantou que pretende contar com Zeca, um dos reforços contratados para a temporada de 2021. Ele, aliás, pediu calma na busca por novos jogadores. Disse que ele, o diretor de futebol Alexandre Pássaro e toda a diretoria trabalham a todo vapor por contratações, mas não quer contratações que não façam diferença no elenco vascaíno.

– É bem provável que eu vá contar com Zeca na quinta-feira. Fizemos análise junto com a fisiologia, a preparação física, com o Marquinhos Gabriel também, então pode ser que ele (Marquinhos) também tenha boas condições de ser titular. Ganhamos mais dois bons reforços – disse Marcelo Cabo.

O treinador informou que German Cano e Leo Matos ainda vão passar por avaliação na segunda-feira para saber se têm condições de atuar na quinta-feira. O lateral está em recuperação de Covid-19.

– Pode ser que contemos com os dois também. Mas outro jogador, o Castan, vem de período de lesão, vamos avaliar a partir de segunda. A diretoria segue trabalhado em busca de reforços. Não adianta trazer por trazer. Tem que trazer para acrescentar, como esses que já apresentamos. O critério tem que ser paciência, equilíbrio, tranquilidade. Estamos trabalhando incessantemente, eu, Pássaro, toda a diretoria. Os reforços vão chegar, esperamos o quanto antes.

Técnico diz que conta com Castan e já fala em Carioca de “recuperação”

Cauteloso nas palavras ao falar dos jovens jogadores, Marcelo Cabo já tratou a classificação no Campeonato Carioca como obra de um “campeonato de recuperação”. O time tem um ponto na tabela em três partidas. Ele revelou que planejava ter entre seis e sete pontos.

– Nosso planejamento era esse, jogar os dois primeiros jogos com o sub-20 e a partir do Nova Iguaçu ter o time mais completo com a volta dos que estavam no recesso. Até porque temos a Caldense, na Copa do Brasil e precisamos dar um pouco de ritmo de jogo. Não daria só para ter “treinabilidade” para esse jogo de quinta com a Caldense. Esse jogo de hoje foi muito importante para dar ritmo a quem está chegando e quem está voltando de recesso. Agora, vamos ter que fazer estadual de recuperação. Queríamos ter seis, sete pontos, mas entendemos que temos capacidade de fazer essa recuperação. Nossa primeira meta é classificar para a semifinal – disse Cabo.

O treinador ainda revelou que se reuniu com Leandro Castan. Envolvido em especulações, dentro de momento de muitas mudanças dentro e fora de campo, o técnico disse que conta com o experiente jogador. Castan tem contrato em vigor com o Vasco. Mas a permanência é indefinida.

– Tive uma reunião muito boa com o Castan. Vamos procurar contar com ele na continuidade da temporada. Ele vem de período de transição, está em processo de evolução. Hoje ele é atleta do Vasco e assim que estiver recuperado, vamos tentar contar com Castan sim.

Confira outras respostas do treinador na coletiva de imprensa:

Paciência com jovens

– Cayo tenorio, como todos jovens, precisamos ter paciência. Alguns ainda estão em formação, outros em transição. Vai ter acerto, erro, tem que mensurar isso. Ele fez um grande primeiro tempo. Quando trouxe o Pec por dentro, deu amplitude. Vamos ter mais sessões de treinamentos na semana, vamos ter que continuar construindo, aprimorando esses jovens, porque são fundamentais para crescerem juntos com o Vasco. É preciso calma, paciência, porque não vão ser a solução do Vasco não vão ser a solução a curto prazo. Vão ajudar junto com jogadores experientes que vão chegar.

Reforços para todos setores

– Estamos pensando. São posições (com garotos, como goleiro, meio e ataque) em pauta. Estamos atentos ao mercado, às nossas necessidades. Mas temos que ter muito critério. O Vasco tem que ser letal, não pode errar. Vamos buscar, nosso elenco ainda é muito enxuto, mas é com esse elenco que vamos começar o trabalho.

Grupo heterogêneo

– A gente está tentando alinhar internamente questão fisica, fisiológica, fisioterápica do grupo, que é muito heterogêneo. Tem atleta do sub-20, tem quem veio do recesso, alguns com longevidade sem jogo. Estamos fazendo análise individual para que possamos trabalhar no maior curto espaço de tempo possível com grupo homogêneo. Estamos fazendo avaliação dos que estamos pegando agora.

Desgaste de Talles e Pec

– Talles teve pancada num treino, tratou terça e quarta, então já era esperando que sentiria no jogo, mas não é nada que preocupe. O Pec conseguiu cumprir a função que pedi. Jogador de extremo comigo tem que cumprir função. Se não conseguir, tenho que tirar. Não tirei, porque ele estava trazendo muita esperança de fazer gol. Por isso preservei até o fim.

Graça capitão

– Dentro dessa análise que fizemos era o melhor perfil de capitão. Ele tem história bacana no clube, é formado aqui, tem 24 anos, número alto de jogos para a idade, tem liderança entre esses jogadores, principalmente entre os jovens. O Vasco passa por reconstrução com jovens atletas e precisamos trazer responsabilidade, potencializar jogadores que são o futuro do clube.

Opções

– O MT machucou e não tinha outro lateral no banco, tive que transformar o 4-2-3-1 para o 3-4-3, trouxe três zagueiros, coloquei Pec de ala, Juninho de ala e o Marquinhos de “enganche”. Ainda tivemos duas, três chances de gol. Mais adiante sabemos que vamos ter já o Zeca e estamos bucando outro nome para a lateral. Precisamos qualificar nosso time para não ocorre isso que aconteceu hoje, de ter que alterar o sistema porque não tinha outro lateral.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários
  • Vascaino - 13 de março de 2021

    VASCAÍNOS VAMOS PEDIR INTERVENÇÃO AO MINISTÉRIO PÚBLICO JÁ

    Responder
  • Ivan+Carlos+Cardoso - 13 de março de 2021

    NÃO DURA MUITO TEMPO.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
1 de dezembro de 2021
Confira entrevista de Ademar Braga sobre a atual situação do Vasco

Leia a entrevista de Ademar Braga, ex-preparador-físico do Vasco da Gama, sobre a situação que o Clube vive neste momento.

Vasco TV mostra como foi a palestra sobre racismo para os garotos da base; assista

Confira agora trechos da palestra socioeducativa sobre racismo assistida pelos garotos do Sub-15 e Sub-17 do Vasco da Gama.

STJD detalha punição ao Vasco por objetos arremessados em São Januário

O Vasco da Gama recebeu uma multa de R$ 5 mil devido aos objetos arremessados pelos torcedores na derrota para o CSA.

Alexandre Mattos cita demora em contato como motivo de não acerto com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos ainda negou que o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, tenha o perguntado sobre a carreira.

Confira a escalação do Vasco contra o LGD/Karanba pelo Carioca Feminino Sub-18

Veja a escalação do Vasco da Gama para o jogo contra o LGD/Karanba pelo Campeonato Carioca Feminino Sub-18.

Carol Paiffer assina documento de sigilo e se reunirá com o Vasco nesta quinta-feira

A investidora Carol Paiffer se reunirá com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, além do CEO Luiz Mello, nesta quinta-feira.

Eduardo Freeland confirma sondagem do Vasco, mas seguirá no Botafogo

O diretor executivo do Botafogo, Eduardo Freeland, disse que houve uma conversa de presidentes, mas que seguirá no projeto botafoguense.

Torcedor adiciona canguru em plano de sócio do Vasco

Gabriel Cavera, torcedor vascaíno que mora na Austrália, adicionou um canguru ao plano de sócio animal do Vasco da Gama.

Mesmo na Série B, Vasco segue entre os preferidos de investidores árabes

O Vasco da Gama figura ‘lista’ de preferência de bilionários árabes que querem investir no futebol brasileiro.

Zé Ricardo comandou o Vasco em momento conturbado entre 2017 e 2018

O técnico Zé Ricardo comandou o Vasco da Gama em um dos momentos mais turbulentos da história do Clube entre 2017 e 2018.

Veja mais notícias