Empresa se manifesta e explica falha do VAR no jogo entre Vasco e Internacional

A empresa Hawk-Eye explicou falha na ferramenta que impossibilitou a checagem do lance de gol do Internacional contra o Vasco da Gama.

Imagens do VAR antes do início de Vasco x Internacional
Imagens do VAR antes do início de Vasco x Internacional (Foto: Divulgação)

A CBF divulgou nesta segunda-feira nota oficial da Hawk-Eye, responsável pela tecnologia do árbitro de vídeo do Brasileirão, com explicações sobre o VAR “descalibrado” na vitória de 2 a 0 do Internacional sobre o Vasco, no último domingo, pela 36ª rodada. A empresa afirmou que o ângulo das câmeras e a sombra no campo causaram o problema técnico.

– Embora seja uma ocorrência muito incomum no software, a equipe operacional imediatamente seguiu o procedimento para recalibrar o sistema, o que foi concluído em poucos minutos. Infelizmente, esse processo não havia sido concluído quando a revisão foi solicitada e as linhas não estavam disponíveis para uso – afirmou o CEO Adam Fry.

A Hawk-Eye também divulgou imagens para comprovar que o VAR estava operacional antes do pontapé inicial e após a recalibração. O que não aconteceu até os nove minutos do primeiro tempo, quando Rodrigo Dourado abriu o placar no lance que roubou as atenções na última rodada.

Imagens do VAR antes do início de Vasco x Internacional
Imagens do VAR antes do início de Vasco x Internacional (Foto: Divulgação)
Imagens do VAR após recalibração
Imagens do VAR após recalibração (Foto: Divulgação)

Por conta da falha da ferramenta, o Vasco enviou ofício à CBF e pediu a anulação da partida. O técnico da equipe, Vanderlei Luxemburgo, chegou a revelar que o clube cogitou não voltar a campo para o segundo tempo. Por parte do Inter, o presidente Alessandro Barcelos minimizou a situação e ficou na bronca com outro lance, o pênalti marcado e perdido pelo vascaíno Cano.

Leia a nota na íntegra

“A quem possa interessar,

Durante a partida VASCO DA GAMA x INTERNACIONAL na data 14 de fevereiro de 2021, ocorreu, lamentavelmente, um problema técnico que afetou a disponibilidade das linhas de impedimento.

Esse inconveniente foi causado pelo baixo ângulo das câmeras, em conjunto com a sombra se movendo no campo. Embora seja uma ocorrência muito incomum no software, a equipe operacional imediatamente seguiu o procedimento para recalibrar o sistema, o que foi concluído em poucos minutos. Infelizmente, esse processo não havia sido concluído quando a revisão foi solicitada e as linhas não estavam disponíveis para uso.

A questão foi comunicada ao VAR, que seguiu o protocolo de acordo com os requisitos da FIFA e da IFAB, informando ao campo a situação, e que nenhum erro claro e óbvio poderia ser determinado apenas com base nas imagens da TV, recomendando ao árbitro de campo manter sua decisão inicial de validar o gol.

O sistema estava totalmente operacional no início da partida e imediatamente após a recalibração, conforme as imagens abaixo. A tecnologia Hawk-Eye e nossos operadores cumprem os mais altos padrões de qualidade, no entanto, situações como essa nos inspiram a sempre nos dedicarmos no sentido do aprendizado e da inovação.

A Hawk-Eye gostaria de pedir desculpas à CBF e aos torcedores de futebol em geral por este inconveniente, e garantir que temos o compromisso de inovar continuamente e aprimorar a tecnologia para tornar todos os esportes, inclusive o grande jogo de futebol, uma experiência mais justa e mais emocionante.”

Fonte: Globo Esporte

Leia mais sobreInternacionalVAR

2 comentários

  • Jorge cole dos santos - 16 de fevereiro de 2021

    Tudo está sendo arranjado matemáticamente para rebaixar o Vasco, são muitos erros do var contra o Vasco, parece coisa paga, vc deve está correndo muito dinheiro. Reconheço que o time é extremamente ridículo, contrataram jogadores de terceira divisão para o clube e esse Talles BB está uma merda.

    Responder
  • João Eloy - 15 de fevereiro de 2021

    Tem que anular a partida!

    Responder

Deixe sua opinião

Últimas notícias

9 de maio de 2021

Feliz, Germán Cano posa com placa e projeta final da Taça Rio

Germán Cano esbanja felicidade ao exibir placa e projeta vencer a final da Taça Rio, contra Botafogo ou Nova Iguaçu.

Confira os próximos 5 jogos do Vasco da Gama

Veja os próximos jogos do Vasco da Gama nesta temporada 2021, que serão disputadas em diversas competições.

Jogadores comemoram vitória contra o Madureira; veja publicações

Jogadores do Vasco da Gama comemoraram a vitória contra o Madureira com publicações em seus perfis nas redes sociais.

8 de maio de 2021

Cabo explica estratégia contra o Madureira e projeta final da Taça Rio: ‘Estamos prontos’

Marcelo Cabo falou sobre a tática adotada contra o Madureira e disse que o Vasco da Gama está preparado para a final da Taça Rio.

Cabo destaca domínio do Vasco, cita placar injusto e prevê times fechados na Série B

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo falou do domínio Cruzmaltino contra o Madureira, lamentou placar magro e projetou Série B.

Cabo exalta DNA ofensivo do Vasco e diz que busca por evolução defensiva continua

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo diz que a postura ofensiva do time é fruto de muito trabalho e que o sistema defensivo está evoluindo.

Cabo elogia o ‘camisa 10’ Marquinhos Gabriel: ‘Jogador de muita qualidade’

Técnico do Vasco da Gama, Marcelo Cabo teceu elogios ao meia Marquinhos Gabriel e afirmou que enxerga o jogador como na função de camisa 10.

Léo Matos exalta classificação e comenta assistências contra o Madureira

Autor de duas assistências no jogo contra o Madureira, Léo Matos exaltou a classificação do Vasco da Gama na Taça Rio.

Léo Matos brinca com Marquinhos Gabriel e pede Pix por ‘gol roubado’

Lateral-direito do Vasco da Gama, Léo Matos pediu, em tom irreverente, um depósito via Pix para Marquinhos Gabriel por ter ‘roubado seu gol’

Castan faz 111º jogo pelo Vasco e iguala número obtido no Corinthians

Capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan chegou fez seu jogo de número 111 pelo Cruzmaltino contra o Madureira, neste sábado (08).

Veja mais notícias