Diretor do Independiente, responsável pela situação de Benítez, deve deixar o clube

Jorge Damiani, diretor do Independiente que respondia sobre situação de Benítez, pediu licença e deve deixar o cargo

Altair Alves
Por Altair Alves
-  4 de janeiro de 2021 às 23:07-  Atualizada em 4 de janeiro de 2021 às 23:15
Benítez comemorando gol contra o Goiás
Benítez comemorando gol contra o Goiás (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
data-full-width-responsive="true"

A novela que envolve o triângulo amoroso protagonizado pelo Vasco da Gama, o Independiente-ARG e o meio-campista Martín Benítez ganhou uma reviravolta digna de capítulos finais nesta segunda-feira (04).

O time argentino sinalizou com a possibilidade de prorrogar o contrato do camisa 10 argentino até fevereiro, quando termina o Campeonato Brasileiro. Para que isso ocorra há necessidade de um acordo financeiro que parece mais provável neste momento, dada a uma mudança de postura inesperada do clube de Avellaneda.

Contudo, a trama acabou ganhando mais um ingrediente que pode alterar, ou não, os rumos da história. Segundo informou o Twitter do Detetives Vascaínos, o diretor esportivo Jorge Damiani, que vinha conduzindo junto à imprensa a situação de Benítez, pediu licença de suas funções nesta segunda-feira (04) e renunciará ao cargo.

A posição inicial do Independiente era negociar o jogador com o mercado internacional. O clube chegou a afirmar que existem propostas pelo meia, de times da Turquia, dos Estados Unidos e até do Brasil. Por enquanto, nada foi decidido e todos seguem acompanhando com atenção como será o desfecho dessa