Desistência de Campello de reunião por compra de Benítez gera desconforto no Independiente

A diretoria do Independiente se incomodou com a desistência de Campello da reunião sobre a venda do meia Martín Benítez.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  3 de novembro de 2020 às 16:31-  Atualizada em 3 de novembro de 2020 às 16:31
Alexandre Campello, presidente do Vasco, na sala de coletivas de São Januário
Alexandre Campello, presidente do Vasco da Gama
data-full-width-responsive="true"

A diretoria do Independiente não gostou de saber que o presidente do Vasco, Alexandre Campello, desistiu de viajar até Buenos Aires para se reunir com dirigentes do clube sobre a compra dos direitos federativos do meia Martin Benítez. Campello tinha acertado a sua presença em um encontro com Jorge Damiani, diretor de futebol do clube platino, para fechar o acordo nesta terça-feira. Justamente por conta disso ele não acompanhou a delegação do time que viaja para Caracas para o duelo de quarta-feira pela Copa Sul-Americana.

Campello organizou de fazer a reunião com a diretoria do Independiente por videoconferência. Os argentinos aceitaram por uma questão de cortesia. Mas o assunto não vai ser fechado neste encontro.

O próprio Jorge Damiani confirmou isso. “Não acredito que se feche um negócio desses por videoconferência. Mas vamos conversar”, disse ele a rádios argentinas.

Campello decidiu cancelar a viagem até a Argentina por conta de uma reunião do Conselho Deliberativo do Vasco que foi marcada para esta terça-feira. Como a semana no clube está tumultuada por conta da eleição presidencial de sábado, Campello, que tenta a reeleição, só deverá se ausentar do Rio de Janeiro na próxima semana.

O Vasco já chegou a um acordo com o Independiente sobre o valor a ser pago por 60% dos direitos federativos de Benitez. O clube vai pagar 4 milhões de euros (mais de R$ 22 milhões). Os clubes agora precisam negociar como o valor será pago. O Vasco quer parcelar em três vezes.

Confira este e outros vídeos