Confira as razões para a mudança de status de Benítez no Vasco

Além de cortar gastos, a diretoria do Vasco da Gama tem outros motivos para negociar o meia Martín Benítez.

Benítez em treino do Vasco no CT do Almirante
Benítez em treino do Vasco no CT do Almirante (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Quando o primeiro contrato de empréstimo de Benítez com o Vasco — até 31 de dezembro de 2020 — ainda estava vigente, sua continuidade foi praticamente unanimidade para torcedores e dirigentes na luta para tentar permanecer na Série A do Brasileirão. Foi preciso então uma engenharia financeira e um “jogo de cintura” do diretor-executivo, Alexandre Pássaro, para convencer o Independiente (ARG) a estender o vínculo até 30 de junho de 2021.

Porém, os tropeços seguiram, o rebaixamento foi inevitável e, de imprescindível há três meses, o argentino tornou-se negociável e está bem próximo de se transferir para o São Paulo.

As razões para a mudança de status vão além do corte de custos que o clube está sendo obrigado a implementar em virtude da queda para a Série B. Questões físicas, técnicas e contratuais acabaram se somando às financeiras para diretoria e comissão técnica chegarem a um consenso de que o meia pode, sim, ser negociado mediante uma transação que atenda às condições exigidas pelo Cruz-Maltino.

Já considerando o alto salário e a remotíssima chance de Benítez continuar até o fim do ano — dada as circunstâncias impostas pelo Independiente —, o Vasco então se reuniu com o novo técnico, Marcelo Cabo, para avaliar as questões que envolvem o campo e bola. Foi ponderado ao treinador os recorrentes problemas físicos do jogador, que o impediram de ter grandes sequências ao longo da última temporada.

Da parte de Cabo, ouviu-se que este ponto clínico somado ao estilo de jogo mais físico da Série B e as condições ruins de muitos dos gramados da competição poderiam ser um fator negativo para o desempenho do argentino. Com essas condições detectados, tal cenário foi evidenciado ao staff de Benítez e, segundo pessoas ouvidas pelo UOL Esporte, seus representantes teriam concordado em alguns aspectos.

Foi então que, na semana passada, o São Paulo fez a sondagem e encaminhou o acerto com o jogador, que deixou claro à diretoria vascaína o desejo pela transferência. Em seguida, o Tricolor paulista passou a negociar as condições da transação com o Vasco, que não abre mão de que o trato seja feito de acordo com seus desejos.

Ou seja, apesar do empréstimo de Paulinho Boia agradar, o time carioca quer mais. Especificamente, deseja recuperar parte do dinheiro investido na prorrogação do vínculo de Benítez em janeiro, cerca de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 1,4 milhão). Ou, ao menos, que seja recompensando pelos quatro meses restantes de vigência que ainda possui. Além disso, faz questão de que a “taxa de vitrine” seja mantida, com o clube tendo direito a um percentual em caso de venda futura do meia. No atual contrato, tal cláusula é de 15%.

Vale lembrar o Vasco também leva em conta a condição imposta pelo Independiente para a opção de compra ao fim do empréstimo em 30 de junho: o pagamento de cerca de US$ 3,75 milhões (aproximadamente R$ 21 milhões), algo completamente inviável, descartado e fora da realidade cruz-maltina.

Benítez participou pouco da reta final do Brasileiro

Antes do fim de seu primeiro contrato de empréstimo, Benítez teve sua última partida em 13 de dezembro de 2020, no empate em 1 a 1 com o Fluminense. Em seguida, quando sua permanência já estava descartada, o meia chegou a se despedir dos companheiros e retornou para a Argentina.

Neste período, o Vasco fez quatro partidas, até que em 12 de janeiro sua prorrogação de empréstimo foi anunciada e, no dia 16, ele entrou no segundo tempo da derrota para o Coritiba por 1 a 0.

Dali em diante, houve um total de sete partidas disputadas das dez que o Cruz-Maltino atuou até ser rebaixado.

Fonte: Uol

Leia mais sobreMartín Benítez
4 comentários
  • Genivaldo Rebolo - 12 de março de 2021

    NÃO JOGA NADA

    Responder
  • Genivaldo Rebolo - 12 de março de 2021

    O CARA FEZ DOIS GOLS APENAS. VAI EMBORA TARDE CANELA DE VIDRO

    Responder
  • Walter Carvalho - 12 de março de 2021

    É tanta burrice. Participou pouco por culpa do Vasco. Na reta final deixou ele sair e quando voltou estava for de forma. Quer dizer que se o campo é ruim e o jogo é maus físico, isto não é bom pra craque. O bom é ter jogador merda que corre em tudo quanto é campo e não sabe jogar nem passar a bola. Isto é opinião de quem nunca jogou bola. De quem não entende o esporte e que está enfraquecendo mais a equipe. Time vitorioso não se constroi com jogadores ruins. Outra coisa, se continuar assim, o Cabo não passa do campeonato carioca e da primeira rodada da Copa Brasil.
    Tecnico não faz milagre e também não faz gol.
    Abram os olhos seus dirigentes de merda.

    Responder
  • Ferreira - 12 de março de 2021

    O único meia de armação, criativo que o Vasco tem é o Benítez. Então fica a pergunta: Quem o Vasco vai contratar para o lugar dele?

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
27 de novembro de 2021
Léo Jabá revela vontade de volta ao Vasco: ‘Para marcar meu nome na história’

De saída após de uma temporada negativa, o atacante Léo Jabá mostrou carinho pelo Vasco da Gama e espera voltar um dia.

Luxemburgo descarta interesse em Cano para o Cruzeiro

O técnico do Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo garantiu que o atacante do Vasco da Gama, Germán Cano, não está nos planos da Raposa.

Ex-Vasco, Rogério Corrêa viveu drama com a Covid-19 e a morte do pai

Campeão carioca em 2003 com o Vasco da Gama, Rogério Corrêa descobriu a morte do pai por Covid após ser extubado.

26 de novembro de 2021
Vasco tenta vitória na última rodada para amenizar vexame na Série B

Sem conquistar o acesso para à elite, Vasco da Gama faz último jogo da Série B neste domingo contra o Londrina.

Kauan Kelvin, do Sub-15, assina contrato de formação com o Vasco até 2024

O atacante Kauan Kelvin, da equipe Sub-15, assinou contrato de formação com o Vasco da Gama até novembro de 2024.

GB comenta classificação sobre o Flamengo e possibilidade de encarar o Fluminense

O atacante GB balançou as redes na vitória sobre o Flamengo que levou o Vasco da Gama à final do Campeonato Carioca Sub-17

Torcida aciona Caito Maia, que ‘passa’ missão de ajudar o Vasco para Carol e Camila

O ‘shark’ Caito Maia, fundador da Chilli Beans, garantiu confiança em Carol Paiffer e Camila Farani na busca de ajuda para o Vasco da Gama.

Morato deve ser emprestado novamente pelo Red Bull Bragantino

Possivelmente fora do Vasco da Gama, o atacante Morato está fora dos planos do Red Bull Bragantino e deve ser emprestado novamente.

Carol Paiffer se diz animada ao comentar sua ida a São Januário

Carol Paiffer falou sobre sua visita ao Estádio de Sâo Januário nesta sexta-feira, onde se reuniu com dirigentes do Vasco da Gama.

Carol Paiffer se reúne com dirigentes do Vasco em São Januário

Após se colocar à disposição para ajudar o Vasco da Gama, Carol Paiffer visitou São Januário para conhecer mais sobre o Clube.

Veja mais notícias