Carlos Roberto Osório comenta intenção do Vasco de administrar o Maracanã

Em entrevista, o vice-presidente do Vasco da Gama, Carlos Roberto Osório, comentou a intenção do Clube de administrar o Maracanã.

Avatar
Por Tauan Montalvão
-  8 de abril de 2021 às 15:49-  Atualizada em 8 de abril de 2021 às 15:49
Carlos Roberto Osório, vice-presidente do Vasco
Carlos Roberto Osório, vice-presidente do Vasco (Foto: Reprodução/Vasco TV)
data-full-width-responsive="true"

Na última quarta-feira (07), o Vasco da Gama, através da sua diretoria, oficializou seu interesse em participar da licitação para administrar o Maracanã.

O vice presidente Carlos Roberto Osório participou da reunião com o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e o presidente do Clube, Jorge Salgado, para falar sobre a estratégia do Cruzmaltino para também ser mandante no estádio.

Em entrevista à Rádio Tupi, Osório falou sobre a reunião e se mostrou otimista com os próximos passos do Gigante da Colina na busca pelo espaço pretendido no estádio.

– Ontem eu estive junto com o presidente Jorge Salgado no Palácio da Guanabara e fomos recebidos pelo governador Cláudio Castro e o Vasco da Gama oficialmente informou ao governo do estado o seu interesse em participar da licitação do Maracanã. O governador informou que o estádio deve ser levada a licitação nos próximos dois a três meses e o Vasco informou o governador da decisão estratégica tomada pela sua diretoria.

Osório também citou que o Gigante da Colina foi protagonista na construção do Maraca, e por isso deve ter o direito de escolher o lado em que sua torcida fica no estádio.

– O Vasco vai participar da licitação do Maracanã, o Vasco foi protagonista na construção da lenda do Maracanã como principal palco do futebol mundial, o Vasco da Gama foi o primeiro campeão da era do Maracanã, por isso obteve o direito de escolher o lado do campo que fica a sua torcida e o Vasco também entende que o seu futuro passa pelo Maracanã.

A intenção do Vasco em mandar em jogos do Maracanã também parte da reforma de São Januário. Porém, mesmo com a Colina reformada, o Vasco continuará com sua participação nos jogos do Maracanã, como explicou Osório.

– Certamente o projeto de reforma do Estádio de São Januário está nos planos do Vasco da Gama e a participação do Vasco na licitação do Maracanã também diz respeito a esse processo de reforma. O Clube tem um amplo processo de modernização para São Januário previsto, este projeto está em andamento, evidentemente que existem algumas etapas ainda a serem cumpridas, mas durante o processo de reforma de São Januário, o Vasco vai mandar seus jogos no Maracanã, essa é a ideia, porém, mesmo após a conclusão de São Januário, nós entendemos que o Vasco tem jogos e tem tamanho para algumas de suas partidas estarem no Maracanã, completando com outras partidas na nossa sede em São Januário.

Por conta da história que interliga o Vasco e o Maracanã, Osório acredita que deve haver o equilíbrio entre os outros grandes clubes do Rio, tendo o Vasco também oportunidade de maximizar as receitas e a visibilidade de seus patrocinadores.

– Acreditamos que por isso teremos o maior equilíbrio de utilização de estádios entre os clubes do Rio de Janeiro. O Vasco da Gama é o único dos grandes clubes que têm o estádio próprio e vai fazer esse mix entre o Maracanã e São Januário no futuro maximizando as oportunidades de receita e visibilidade dos nossos patrocinadores e evidentemente para a satisfação dos nossos torcedores.

Atualmente o Maracanã é ministrado pelo Flamengo e Fluminense, que vivem situações diferentes do Vasco na atualidade. O Cruzmaltino segue tentando se reestruturar e retornar à elite do futebol nacional, assim como o Botafogo. Flamengo e Fluminense estão na Série A e disputarão a Libertadores da América em 2021.