Carlos Leite estaria negociando com Anderson Barros; Zé Ricardo é cogitado no Vasco

De olho em Anderson Barros, Vasco da Gama vai atrás de nomes para reformular a estrutura do departamento de futebol.

Anderson Barros no comando executivo do Vasco em 2017
Anderson Barros no comando executivo do Vasco em 2017 (Foto: Reprodução Extra)

Depois do fracasso na disputa Série B, o Vasco da Gama segue no processo de reformulação geral para 2022, tanto dentro como fora de campo. A bola da vez em São Januário é o nome do executivo Anderson Barros, hoje no Palmeiras, cujo contrato termina em dezembro, que teria tido conversas com o empresário Carlos Leite, para acertar com o Clube. A notícia foi dada pelo jornalista Gilmar Ferreira.

As conversas, segundo informou o comentarista, foram positivas e as tratativas com Barros tem chance de evoluir após a disputa da final da Libertadores entre Palmeiras e Flamengo, no próximo sábado (27).

– O presidente Jorge Salgado entregou a remontagem da estrutura do departamento de futebol do Vasco ao agente Carlos Leite. Ambos negam, mas é a pura realidade. E o empresário, depois de tentativas frustradas, evolui na direção do acerto com Anderson Barros, executivo do Palmeiras, cujo contrato termina em dezembro. Bom nome.

Além de Anderson Barros, que passou pelo Vasco em 2017, outros nomes estão na pauta para comandar o futebol vascaíno na próxima temporada, entre eles Rodrigo Caetano, que também já trabalhou no Clube, Ricardo Gomes e Alexandre Mattos, os dois atualmente sem clube.

Comando técnico

Outro nome ventilado na Colina Histórica é do técnico Zé Ricardo, que juntamente com Barros levou o Time da Cruz de Malta à Libertadores de 2018. Recentemente dispensado pelo Qatar SC, o treinador ainda se encontra no país que sediará a Copa do Mundo no ano que vem à espera de receber suas indenizações, segundo Gilmar Ferreira.

– Barros tem ótimos trabalhos em anos de carreira, inclusive no próprio Vasco, em 2017, montando um elenco adequado à realidade do clube. Em parceria com o Zé Ricardo, levou o clube à Libertadores de 2018. O técnico, aliás, é outro cotado para voltar em 2022. Dispensado pelo Qatar SC, há pouco tempo, o treinador ainda se encontra no país da Copa à espera do pagamento de suas indenizações – informou.

O próprio Carlos Leite, assim como a diretoria Cruzmaltina, já negaram a participação do empresário nas tratativas para a restruturação do departamento de futebol do Gigante, mas o jornalista garante que o presidente Jorge Salgado entregou a remontagem do futebol do Vasco ao empresário.

12 comentários
  • Manoel - 23 de novembro de 2021

    Nem um nem outro. Que passem longe de São Januário. Chega de sofrimento.
    O VASCO é Grande!
    Alexandre Matos já.
    Ricardo Gomes já.
    Técnico pensa depois.

    Responder
  • Marcos Batista Nascimento - 23 de novembro de 2021

    Zé Ricardo é brincadeira. Pensamento de time pequeno. Só pode ser piada.

    Responder
  • Francisco - 23 de novembro de 2021

    O Vasco a cada dia e apequenado só tragédia anunciada e não sai do mesmo quadrado anos pois ano salgado Eurico Campelo quem manda Carlos leite quem refugo de dirigentes e técnico que aceita o sistema de jogadores fracassado que não serve pra ninguém fecha às portas o time mais zoando do mundo o que fez em pouco tempo o pior caminho de todos os clube hj e um time pequeno do Rio muito atrás de flu.bota.esta muito perto de se tornar um Bangu e América eu prefiro que fecha às portas do futebol logo só vergonha

    Responder
  • Walter Carvalho - 22 de novembro de 2021

    Zé Ricardo, é Brincadeira!
    Não passa do 1o turno do carioca.

    Responder
  • Manoel - 22 de novembro de 2021

    Mais um ano de sofrimento com Anderson Barros e Zé Ricardo.
    Que esse tal de Carlos Leite deixe o VASCO em paz.

    Responder
  • Renner - 22 de novembro de 2021

    Tem investidores querendo comprar o Vasco, só que na verdade o Vasco já tem dono que é esse manhoso do Carlos Leite. Entregaram a ele. não temos presidente e sim um golpista, ainda vem com esse técnico de time de botão. Estamos ferrados, mais um ano de sofrimento.

    Responder
  • Luiz Carlos - 22 de novembro de 2021

    Enquanto o Vasco estiver ligado a empresário de futebol, não vai a lugar nenhum ou melhor vai sim, pro fundo do poço virando time pequeno. Como pode uma Diretoria colocar na mão de empresário a contratação de diretor de futebol, técnico. Só vai contratar jogador dele. Pra mim e incompetência do Presidente e se for verdadeira essa notícia, cabe ao Conselho ou Assembleia Geral, solicitar a saida de Jorge Salgado. Anderson Barros, Zé Ricardo, Rodrigo Pástana, são nomes que não tem competência pra comandar o Vasco. Matos, Pedrinho ou Luizinho ou Felipe, são os nomes certos pra reestruturar o clube no futebol. Pessoas competente e que conhecem o Vasco. Se vierem outros caras vai continuar a mesma coisa. O técnico tem que ser o do CRB.

    Responder
  • Manoel - 22 de novembro de 2021

    ALEXANDRE MATOS JÁ.
    ZÉ RICARDO NÃAAAAAO!

    Responder
  • Raimundo Vicente de Souza - 22 de novembro de 2021

    O nosso Vasco precisa urgentemente de um Presidente.
    Não é atoa que o clube anda desgovernado, sendo humilhado, vai jogar a segunda divisão sequentemente.
    tá uma bosta.

    Responder
  • Cleber - 22 de novembro de 2021

    Tá louco Zé Ricardo

    Responder
  • JULIANO PIERRE CAIRES DE SOUZA - 22 de novembro de 2021

    Meu Deus, o Barros não, o time que ele montou deixou nós torcedores de cabeça quente. Que merda é essa, coloca o Matos e parem de brincadeira.

    Responder
    • Jota wilson - 22 de novembro de 2021

      Não importa o nome do santo mas o que estamos esperando e o milagre dele,porque do jeito que está terá que ser um bem forte até porque ora derrubar aqueles urubus que estão la so e olho na carniça tem que ser forte , um santo com um bom acesso com Deus porque so o Deus pra resolver esses casos

Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Roberto Monteiro critica pedido de constituição de clube-empresa

Ex-presidente do CD do Vasco da Gama, Roberto Monteiro disparou contra a possibilidade do futebol do Clube ser gerido por uma empresa.

Decisões centralizadas de Salgado provocam desconforto em parte de base aliada

Postura do presidente Jorge Salgado na condução do futebol do Vasco da Gama vem sendo criticada até por membros da base aliada.

Ex-presidente do Vasco, Campello diz que não vê nenhum nome capaz de unir o Clube

Em entrevista ao Blog do jornalista Ricardo Gonzales, Alexandre Campello se mostrou pessimista quanto ao futuro do Vasco da Gama.

Oposição do Vasco se mobiliza pela saída de Jorge Salgado

Número necessário de assinaturas para convocação de Assembleia Geral Extraordinária vem aumentando nos corredores de São Januário.

‘Juntos vamos conduzir o Vasco ao seu devido lugar’, afirma Nenê

Um dos pouquíssimos destaques do Vasco da Gama em 2021, meia diz ainda que ”vestir a camisa do Vasco da Gama é uma honra”.

‘O Vasco não precisa ter seu futebol vendido’, critica Leven sobre possível SAF

Via redes sociais, Leven Siano se manifestou contrariamente à possível transformação do futebol do Vasco da Gama em clube-empresa.

29 de novembro de 2021
Em vídeo com torcedor, Salgado revela que Zé Ricardo e Ricardo Gomes devem chegar

Respondendo informalmente a um torcedor do Vasco da Gama, presidente Jorge Salgado confirma negociações por Zé Ricardo e Ricardo Gomes.

Marquinhos Gabriel lamenta temporada mas afirma que Vasco ‘voltará ao seu lugar’

Meia diz ainda que faltaram detalhes ao Vasco da Gama e que ”carregar a Cruz de Malta é a principal motivação para quem está no Clube”.

Salgado e outros dirigentes comentam possível constituição da SAF no Vasco; assista

Falaram sobre o pedido para que o futebol do Vasco da Gama vire empresa o 2º VP geral, Duque Estrada, e o presidente do CD, Carlos Fonseca.

Veja comparativo das campanhas do Vasco nas Séries B de 2009, 2014, 2016 e 2021

O Vasco da Gama realizou uma campanha muito inferior em 2021 comparado com 2009, 2014 e 2016, quando retornou à Série A.

Veja mais notícias